17/11/2008

Fui ao oftal !

Sexta-feira passada acordei com os olhos vermelhos e resolvi ir ao oftalmologista. Mesmo em uma rápida visita ao médico antes de ir ao trabalho, pude notar vários aspectos Muito Japão. Mas para não fazer deste post uma página de diário, eu destacaria apenas dois principais. Uma cadeira no oftal especialmente para quem está com os olhos vermelhos seria o primeiro deles! Isso mesmo, entreguei minha carteirinha para moça e, assim que terminei os “trâmites” para a consulta, ela me disse: お掛けになってお待ちください。(Queira por gentileza sentar e aguardar). Aliás, este poderia muito bem ser um outro aspecto Muito Japão desta história, já que essas moçinhas recepcionistas de consultório médico, uma vez treinadas, elas usam sempre a mesma frase para todas as pessoas!! Não há variações de cliente para cliente. Não tem essa de “o senhor pode aguardar...”, “se o senhor quiser, pode sentar e aguardar”, “o senhor aguarda um instante até que o médico chame o senhor?”. Não tem essa. Se entrarem cinco clientes depois de você, você ouvirá a mesma frase cinco vezes!! Pode apostar!

Enfim, mas chegando na sala de espera, me deparei com todos os assentos vazios. Eram praticamente três sofás de três lugares inteiros para mim! Fiquei até perdido para saber onde sentar. A sala era só minha! Mas foi eu sentar e nem deu tempo de esquentar o lugar, veio a moça da recepção, desesperada, com uma cadeira de armar! "O senhor pode sentar nesta cadeira até que a médica chame o senhor?" Além dos olhos vermelhos, fiquei agora com um ponto de interrogação na cabeça. Com tanto lugar vazio nos três sofás, por que eu deveria sentar em uma cadeira desconfortável. Estava com o olho vermelho, um interrogação na cabeça e uma pulga atrás da orelha, mas obedeci. Quando a mulher saiu da sala e eu fiquei olhando ao meu redor. Foi quando avistei umas quatro cadeiras iguais a minha, ainda dobradas e encostadas no canto da sala. Qual não foi minha surpresa ao ler que aquelas cadeiras eram para “uso exclusivo para quem estava com os olhos vermelhos”!!! Te juro!!!



A consulta em si não durou nem cinco minutos. Segundo a médica, eu estava com um tipo de conjuntivite (em japonês, 結膜炎・ketsumakuen), mas quando perguntei se era contagioso e precisava faltar ao serviço, a médica subiu no muro e disse: “pode ser contagioso sim, mas faltar ao serviço vai depender do seu chefe mandar você faltar quando você o informar o que eu estou te informando agora”. Entendeu? Enfim...



... eu disse que eu talvez precisaria de um atestado médico. Ela disse que poderia escrever um para mim, mas... E aí que eu chego no segundo aspecto Muito Japão. Atestado médico aqui no Japão é PAGO separadamente! E quando digo que é PAGO, não estou me referindo àquele "atestado-álibi" que algumas pessoas compram quando faltam ao trabalho para "se tratar" na praia, se é que me entende... atestado normal mesmo. Você ali e o médico e você solicita um atestado para justificar sua falta e etc. Quer saber mais?! Eu perguntei à médica quanto eu pagaria pelo atestado. Pasme! Se eu fosse pedir mesmo, eu pagaria mais do que quanto eu paguei pela consulta em si!! É mole? Na verdade, embora eu nunca precisasse, eu sabia que para pedir um simples atestado médico era preciso pagar, pois outros brasileiros já se mostraram indignados com isso, mas quando soube que era tão caro assim, fiquei estupefato! É...pimenta no olhos dos outros é refresco. Depois fica com o olho vermelho e não sabe porquê.


Palavra do Dia: 


眼科医・gankai ・oftalmologista



Exemplo:


カノジョのお父さんは眼科医です


(O pai da minha namorada é oftalmologista)


6 comentários:

  1. você esqueceu dos atestados para academias e clubes!
    Mas, mas...pagar???

    É bom saber.

    ResponderExcluir
  2. hahahaha! a cadeira pra olhos vermelhos eh pra garantir q vc nao vai contaminar os sofas!!! hahahahaha
    hilario! mtojapao como sempre!!!!

    ResponderExcluir
  3. Ahahahahah. Essa da cadeira é novidade para mim. Quanto ao atestado também já paguei o mico (e o atestado!!)e desembolsei algum para ter o bendito papel que só serviu para provar que eu não estava mentindo para meu chefe. Mas não me livrou de ter perdido o dia, fiquei sem receber.
    Gostei do post no Brazil com Z, parabéns!!

    ResponderExcluir
  4. Estava saindo do texto, quando percebi que você escreveu 彼女 em Katakana. Nunca tinha visto dessa forma.

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Caracas....volta filho eu cuido dos seus olhinho.
    Aqui é muito BRASIL!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Ola,
    Sou leitora do seu blog a algum tempo, mas acho que faco um comentario pela primeira vez.
    Eu tb tive essa conjuntivite a uns 3 anos atras e qdo fui ao hospital pra pegar antibiotico e remedio a enfermeiro comecou a desinfetar onde etive sentado. ntao peguntei para uma amiga que eh enfermeira o pq disso e ela falou que essa conjuntivite eh altamente contagioso pra idosos, crinacas ou alguem com o sitema imune debilitado. Entao ta explicado o motivo de vc ter sentado em uma cadeira separado.

    ResponderExcluir