27/01/2009

TV JAPONESA: FALCATRUA É DESVENDADA

Me desculpem, eu juro que não é minha intenção fazer deste blog uma tradução do jornal japonês, mas sinceramente, tem algumas matérias que saem nos jornais japoneses e acho que nunca chegarão a ser publicadas em português. Mas gosto de mostrá-las porque acho que muita gente nem imagina que certas coisas possam acontecer aqui, só porque é Japão, primeiro mundo, essas coisas que quando a gente vive em algum país em desenvolvimento, acha que não acontece em outro lugar. Enfim, a matéria que eu selecionei hoje, tinha como título algo como "Aichi TV: funcionário é entrevistado no quadro 'Entrevistando Passantes'". Bom, só pelo título já dá para entender o que aconteceu não é mesmo? Segundo a matéria publicada na última terça-feira, dia 27, no Asahi, um programa de tevê de Nagoya - 名古屋 見世舞 -, em lugar de transeuntes comuns, passantes do povão mesmo, duas moças que, na verdade, faziam parte da equipe de produção foram entrevistadas!!! Bom, até aí, creio que muita gente também desconfia que no Brasil isso seja de praxe, principalmente, nessas pegadinhas que aparecem em diversos programas da televisão. Mas o mais engraçado da matéria em si foi como o caso veio à tona.

Segundo o Asahi, um telespectador notou que os mesmos nomes das entrevistadas “capturadas” na rua estavam nos créditos finais, aqueles nomes que fazem parte da ficha técnica do programa e que passam quando o programa termina!!! Parêntese: acho que os japoneses tem um fetiches todo especial por créditos finais, já que nos cinemas, ninguém (a maioria!) não se levanta até que os créditos passem todos!! Fecha parêntese!




Mas voltando a nipofalcatrua, o telespectador viu os nomes lá e botou a boca no trombone. O chefe da produção se pronunciou e deu a seguinte explicação: “Isso aconteceu porque a equipe não havia conseguido fisgar ninguém na rua dentro do prazo estipulado para a gravação do quadro”. E completa com a frase-chavão nos pedidos de desculpas: あってはならないこと。再発防止に努めたい・"Isso é inadmissível. Cuidaremos para que isso não volte a acontecer". Ainda segundo a matéria, o produtor, que não pôde estar presente na externa, e mesmo quando ele verificou o material gravado, antes da transmissão para a tevê, ele não percebeu que as pessoas entrevistadas faziam parte da equipe.........sei! A Aichi TV promoveu uma coletiva de imprensa só para se curvar para pedir desculpas. Além disso, em nota oficial publicada no site da rede de tevê, eles afirmam ter formado uma comissão especial, com o nome bem criativo de "Comissão de Investigação do Caso da Entrevista do Funcionário" e prometem tomar as devidas providências. Ao final da nota, eles pedem desculpas aos telespectadores.





Palavra do Dia:
通行人・tsuukoonin・transeunte, passante
Exemplo:
偶然に通行人の双子の妹さんが番組のスタッフです!!
(Coincidentemente a irmã gêmea daquela passante trabalha na produção do programa!!)

6 comentários:

  1. Esses pedidos de desculpa coletivos são muito Japão mesmo.
    Essas coisas são muito comuns em qualquer tv do mundo, o vacilo foi não terem retirado os nomes delas dos créditos, pelo menos nesse programa, né.

    ResponderExcluir
  2. Isso ai deve realmente ser novidade...rrs, mas aqui não eh bem comum. Por isso é que não estranho.
    Mais uma vez vc supera as nossas espectativas em reportagem.
    parabéns

    ResponderExcluir
  3. hihihihi

    Muito bom o exemplo para a palavra do dia...

    ResponderExcluir
  4. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA,
    HHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
    HAHA
    HA
    ...

    Fiquei sem ar :P

    ResponderExcluir
  5. nossa, então eu sou MUITO JAPONESA! hihihi...

    adoro ler (ou pelo menos tentar) os créditos de tudo! mas acho que isso é mal de jornalista :P

    ResponderExcluir
  6. Realmente o mais surpreendente foi à reação ao fato, todo esse drama por algo que por aqui é tão corriqueiro. A impressão que eu tenho é que os japoneses, por baixo dos panos, pintam e bordam, como a maioria dos humanos, mas quando são pegos com as calças nas mãos, nossa...Que comoção. Parece até meu sobrinho de quatro anos :quando apronta ,dá beijinho ,pede desculpas mas dali a pouco está aprontado outras.

    Eu fico no cinema até o final dos créditos do filme ( eu chamo de rolo)só que mais pela música e para ver se tem algum bonos após os créditos e um pouco de preguiça também, não é fetiche não, ta,_ pelo menos no meu caso.

    Tudo de bom!

    ResponderExcluir