25/03/2009

Que mané Central de Atendimento!

Esta semana, eu quis saber como eu poderia fazer para receber um histórico das ligações que eu faço pelo meu celular (foto abaixo). Minha primeira opção era ligar para a Central de Atendimento da au (lê-se “ei iú” e é assim mesmo em caixa baixa, vulgo letra minúscula) e perguntar o que eu deveria fazer, se era de graça etc e tal. Confesso que, sempre que posso escolher, prefiro conversar olhando olho no olho e, principalmente quando tenho que falar em japonês, não gosto muito de falar ao telefone. Prefiro AO VIVO! Aliás, frente a frente é possível contar com outros recursos: mãos, braços e expressões faciais! Enfim, eu não queria ligar!!! Foi aí que aproveitei que eu ia no supermercado de bike e já dei uma esticada na loja da au que fica perto da minha casa. Antes, eu havia me arrumado, pegado minhas últimas contas, meu celular e fui para a loja. Chegando lá, eu peguei uma senha e esperei o meu número chegar. Enquanto isso, para gastar o tempo, fui papirando os modelos de celulares mais recentes. Quando achei que já tinham passado mais do que cinco minutos, me aproximei do balcão para fazer pressão. Coincidência ou não, PIN PON, meu número apareceu no painel! ...e lá fui eu!




Sentei-me. Tirei a mochila das costas, abri e peguei as contas. Depois que eu estava pronto, falei com o nipocarinha lá que eu queria saber como eu poderia obter um histórico das ligações que eu faço pelo meu celular. Claro que ele falou primeiro...advinha! Quem mora aqui já matou a charada! Isso mesmo! Resp.: 少々お待ちください・Aguarde um momento por gentileza. Eu, o chato, pensei comigo, aguadar eu já estou fazendo há mais de cinco minutos!! Bom, mas soltei apenas um “hai”. Eis que quando o carinha me volta, eu não acreditei no que meus olhos estavam vendo nas mãos dele!!!! “Não! Ele não vai fazer o que eu estou pensando!!!!”, pensei com meus botões. Mas ele fez!!!




Tu acredita que o carinha, com a cara mais lavada do mundo, me vem com um telefone celular nas mãos e me passa!!!!! Eu não entendi nada, mas ele explicou que o telefone era para EU falar com a OPERADORA da au!!!!!!! Não entendeu???? Eu explico: o cara é pago para fazer o que eu poderia ter feito de cueca e no aconchego do meu lar!!! Resultado: fui obrigado a falar com a operadora, NA LOJA e PELO TELFONE e tirar a minha dúvida! Detalhe: com o palhacinho olhando para minha cara! É mole? A propósito, a moça me explicou que eu teria que esperar eles mandarem um formulário para minha casa e depois que o formulário chegasse, eu deveria preencher, tirar cópia da minha carteira de estrangeiro e enviar tudo de novo para a au (“ei iu”, não esquece!) para só depois de um mês, eu receber meu histórico. Ah sim! O serviço É PAGO!



Acabou tudo, eu fechei o celular, agradeci, entreguei ao carinha e fui embora. Para que eu fui lá? E que atendimento é esse minha gente? Eu também quero trabalhar nessa loja! Imagino que a única pergunta da entrevista deve ser "você sabe ligar pelo celular?"...e para completar, o teste prático: "Toma! Liga para esse número que é da Central de Atendimento!". Fala sério! Mas "celaví" (risos)!

9 comentários:

  1. Belo desabafo xD.
    Confesso que fiquei indignado ao ler o post, realmente é ridículo você ir no lugar só pra fazer o que você teria feito na sua casa... Estou vendo que quando eu for pro Japão precisarei de várias pilulas anti-estresse pra aturar esse tipo de coisa. hehe.

    ResponderExcluir
  2. Se fosse só no Japão...
    E aqui na TIM, que tem aparelhos fixos que já dão direto no atendimento ao consumidor?!
    É mole?
    E já faz um tempo, isso!

    ResponderExcluir
  3. Opa, 1º comentário no seu blog (mesmo já lendo há um tempinho).

    Aqui no Brasil era assim. Era porque as novas regras de telefonia proíbem esse tipo de coisa. Muitos dos serviços tem de ser prestados diretamente com os vendedores nas lojas.

    Parabéns pelo blog e prometo participar mais, com mais perguntas é claro =)

    ResponderExcluir
  4. O atendimento no Brasil tem melhorado muito e muitas vezes é superior ao feito em qualquer outro país.
    Parabens ao Lula pelo belo trabalho que tem feito por nós.

    ResponderExcluir
  5. Esse atendimento foi pior que a da central do Banco do Brasil aqui no Japão, ehehehhehehe.
    Talvez sua operadora também deva ter esse serviço (do histórico de ligações, não o do nipocarinha da loja)na internet e de graça. A Softbank (aquela cujo お父さん é um cachorro que fala) tem e a Kddi, a qual a au pertence, também.

    Valeu e continue firme no blog. Suas tiradas ocidentais do dia-a-dia nipônico me fazem lembrar do nosso bom humor bem brasileiro.

    ResponderExcluir
  6. Tipo, todas as operadoras no japao tem 2 tipos de lojas, as franquias e as lojas proprias da operadora, no teu caso deve ter passado em uma franquia, nessas lojas eles so vendem contrato etc, nao dao suporte ou servico pos venda.

    Nao sei como a au diferencia as lojas, mas no caso da docomo as lojas com a faixa vermelha sao da propria docomo, nessas lojas eles resolvem tudo, mas se for em alguma franquia, ai eles te dao o telefone ou o endereco da docomo store mais proximo.

    ResponderExcluir
  7. Que saco isso...:P
    Se bem que a última vez que eu estive na minha agência bancária (no Brasil) pra resolver um problema, fizeram a mesma coisa: me deram um telefone e mandaram ligar - coisa que eu também evito ao máximo.

    ResponderExcluir
  8. hahahaha, ai Caruso não duvido que tenha acontecido isso porque comigo aconteceu no Banco Mitsubishi, fui perguntar quanto era o limite do meu cartão e a mocinha trouxe o telefone para ligar na central ahahahaha
    beijos!

    ResponderExcluir