06/01/2010

Lar Doce Lar ( ? )

Olá pessoal! Já estou eu aqui, novamente, em Terras Nipônicas! Passei dias ma-ra-vi-lho-sos no Brasil, mas precisamente, no Rio de Janeiro, que continua lindo! Sol escaldante, gente feliz, bronzeada, alegria no ar, clima de festas !! Nem se compara com o pseudo-Natal e Reveillón do Japão! Como é bom voltar, ver a nossa gente, falar a nossa língua, comer a nossa comida farta, rever a família, os amigos, sem precisar marcar com tanta antecedência, abraçar, beijar e tocar nas pessoas sem cerimônias, sair sem se preocupar com último trem e poder voltar de táxi a qualquer hora! Gostei também de ser atendido por gente de verdade! Gente com quem a gente pode conversar, pode rir junto, fazer uma gracinha, pode perguntar coisas, pode responder, enfim, gente com quem podemos interagir nas lojas, nos supermercados etc. Legal foi ver as pessoas andando sem camisa, de sunga, de chinelo, bem à vontade e sorridentes! OK! Isso foi em Copa! Mas foi legal mesmo, ver as pessoas livres! Passar a virada vestido todo de branco também foi magnífico!!!!

O Brasil pode ter todos os problemas que tem - e qual país não tem problemas? - mas é e será sempre o nosso Brasil!! E acreditem, apesar de tudo, o calor humano do nosso povo não tem pra ninguém!...principalmente pra gente que vive no Japão (não sei em outro países...) ! Sei que se voltasse a morar no Brasil, eu teria que me acostumar com alguns vendedores grossos, burocracias e outros problemas da vida diária. Mas, sinceramente, não quero pensar nisso nas férias, até porque, engana-se que acha que problemas na vida diária são exclusividade do Brasil!


Enfim, estou de volta ao Japão e, por incrível que possa parecer, eusenti até um gostinho de “lar doce lar”, ao desembarcar em Narita, sabia? A sensação é meio estranha, mas senti mesmo. Não sei explicar exatamente o porquê, mas senti. Talvez tenha sido por justamente ter, em certos momentos, me sentido turista na minha própria cidade. Tive que aprender a comprar e a usar o cartão novo do metrô, por exemplo. Fui a restaurantes e a lojas que eu não conhecia. Achei que as pessoas estavam falando alto e os toques de celulares todos escandalosos. Fiquei abismado com gente atendendo e falando ao celular dentro do metrô com todo mundo ouvindo a conversa e a pessoa nem aí para a hora do Brasil. Estranho isso né? Mas foi a impressão que eu tive...


Por muitas vezes fui chamado de "japonês". Não me senti nem um pouco ofendido. Apesar de que não tenho a menor vontade de me tornar um. Mas confesso que refletindo bem, pode ser que, no decorrer deste oito anos em que vivo aqui, eu tenha adquirido algumas – e somente algumas - características, trejeitos do povo daqui. Pode ser. Digo isso porque é muito comum a gente notar, por exemplo, quando um japonês já morou fora do Japão, trabalha ou é casado com estrangeiro. De alguma forma, esse japonês se torna mais aberto, mais comunicativo, mais humano que os demais. É batata! Talvez o contrário aconteça também com a gente que vive no Japão. A gente tende a ficar mais quieto, mais retraído, mais calmo, mais pacato, mas na nossa, principalmente em comparação com os demais. É possível. Mas está longe dos meus planos me tornar um japonês! É bem verdade que aqui no Japão tem muito brasileiro que morre de vontade de ser japonês! Ih! O quê? Está cheio! Normalmente, esse tipo de pessoa faz de tudo para parecer japonês e se sente o tal quando é confundido! Mas eu prefiro ser mesmo o carioca que fala, lê e escreve japonês porque estudou, admira a cultura e pronto. Nada mais que isso. Sou brasileiro, com muito orgulho, nascido e criado no Rio de Janeiro, com muito orgulho também.

Aliás, como foi bom poder passar tantos dias sem ouvir tantos daijoobus, gomeins, onegais e afins!!! Gente como é bom se desvencilhar desse mundo paralelo em que muitos dos nossos conterrâneos aqui vivem! Tem muita gente aqui que não consegue falar só português sem misturar frases ou palavras em japonês, mesmo conversando entre brasileiros e mesmo existindo as palavras em português!!! Eles preferem - sabe-se lá porquê - dizer"arigatoo" a dizer "muito obrigado", "obrigado" ou simplesmente "valeu"...mesmo conversando entre brasileiros!! Acreditem!! É comum isso aqui! A maioria dos brasileiros só fala “arigatoo” em lugar de “obrigado”... mesmo entre brasileiros!! Nossa, mas como foi bom conversar com brasileiros em português claro, e só, somente só, em bom português !!!!Gente que fala a nossa ver-da-dei-ra língua!! Até isso eu estava com saudades sabia?! Eu ficava admirado em ver as pessoas conversarem sem usar uma palavra em japonês! Nadica de nada!! Lindo!!

Mas eu não poderia terminar este post sem comentar algo Muito Japão. Muita gente ficou assustada quando eu disse que despacharia minhas malas assim que saísse no saguão do aeroporto. "Como assim?", me perguntaram. Trata-se de um serviço muito, mas muito prático, disponível no aeroporto que permite você despachar as malas em um balcão e esperar que elas sejam entregues na porta da sua casa!!



O serviço é pago - claro! - e para quem mora na região de Tóquio e proximidades, a entrega é feita só no dia seguinte! Para outras províncias pode demorar mais! De qualquer forma, acho que vale muito a pena. Assim, você pode voltar tranquilamente de trem ou ônibus, sem se preocupar em ficar carregando malas pesadas pelo caminho. Ah sim! Você pode utilizar o mesmo serviço para quando for viajar!!Basta ligar para uma das diversas empresas que fazem este serviço, marcar a hora para eles irem buscar as suas malas na sua casa e você as retira no balcão, já no aeroporto!! É só pegá-las e despachá-las novamente no check in e pronto! Simples e muito prático!! A companhia que eu utilizei foi a ABC do grupo JAL e o serviço se chama 空港宅配・KUUKOO TAKUHAI.

Bom, termino por aqui nosso primeiro post de 2010!!! FELIZ ANO NOVO! ... em japonês 明けましておめでとうございます・AKEMASHITE OMEDETOO GOZAIMASU.

Detalhe : esta saudação só pode ser feita depois da meia-noite ! Antes, o cumprimento é outro! Normalmente, 良いお年を!・YOI OTOSHI WO!

36 comentários:

  1. Nossa, que post legal ! ,..rs... quanto tempo faz que vc nao volta ao brasil ? Mas confessa so para nos, leitores, nao ficou nem um pouco com saudades do japao ? ...rs...bjs

    ResponderExcluir
  2. PARA e_i_lira561,
    Que bom! Fico feliz que tenha gostado! Fazia 3 anos que eu não voltava. Mas acho que não ficarei mas tanto tempo sem ir não. Saudades do Japão?...hummm...não. Obrigado pelo comentário e um Feliz Ano Novo!

    ResponderExcluir
  3. ola Caruso,,,aiaiaiia eu imagino como vc..se sentiu no Brasil...e demis,,mesmo,muito bom...mas os probleminhas que acontem la como vc..disse da vida diaria e normal..isso..rs... mas Brasil acho que naum tem pra ninguem viu...rs....muita boa sorte aqui ..tudo de bom pra vc...e concordo com vc... o Rio e muito lindo......nem se compara com S.Paulo..rsss..cidade cinzenta...mas e la que eu moro tenho que me conformar..rs...

    ResponderExcluir
  4. Desculpa pelo comentário sincero.
    Li tudo o que escreveu. E se o Japão é tão ruim como vc descreve, o que vc está fazendo ai?
    Vc não tem capacidade de voltar e morar aqui no Brasil?
    Porque vc não aprende a ser mais agradecido ao pais que você vive em vez de ficar criticando?
    E vc sabe muito bem como o Brasil é complicado, deixa de ser ingrato pela chance que tem de viver em outro pais. Eu já morei fora do Brasil e nem por isso saio criticando o pais que me deu moradia por anos (Inglaterra).
    Desculpas, mas você podia aprender com os japoneses a ser mais grato e respeitador. Triste seu parecer, meu caro.

    Karen

    ResponderExcluir
  5. PARA Kely*Itami,
    Obrigado pelo seu comentário! Realmente como carioca, sou suspeito de falar do Rio, mas no fundo acredito que cada cidade tem lá seus encantos. Valeu mesmo e Feliz Ano Novo !

    ResponderExcluir
  6. PARA KAREN,
    Em primeiro lugar não precisa pedir desculpas. Eu também fui sincero e você também tem todo o direito de ser, claro ! Quem me conhece bem, sabe que odeio que as pessoas pensem de forma igual. Minha opinião sobre viver fora do país não deve ser necessariamente igual a sua. Até porque, especificamente sobre eu e você, estavamos falando de vivências diferentes, em países completamente diferentes. O Japão não é tão ruim assim não. A verdade é que quando eu deixei o Brasil para morar aqui, eu era ingênuo e acreditava - como muita gente ainda acredita - que só o Brasil tinha problemas e que o Japão não tinha seu lado negativo. Felizmente eu aprendi a enxergar a realidade. Vi que o Brasil tem sim pontos muito superiores ao Japão e o Japão por sua vez, não é tão perfeito. Sinceramente, não vejo problemas em criticar. Todos criticam o próprio país. E quantos estrangeiros você já não ouviu criticar o Brasil, mesmo morando no país? Mas tudo bem. Pode ser que o meu parecer tenha dado maior mérito ao Brasil, já que cheguei recentemente de viagem e estou ainda ma-ra-vi-lha-do com a alegria e o calor humano do nosso povo, as comidas fartas e apetitosas, assim como as belezas que o nosso Brasil oferece. Mas isso não significa que eu não goste do Japão não. Não se preocupe. Sou grato sim aos japoneses, por tudo que aprendi e vivo aqui. Mas acima de tudo sou grato a eles por terem me ensinado a ter orgulho do Brasil e orgulho ainda maior de ser brasileiro. Obrigado pelo seu comentário. Volte quando quiser e lembrando que ninguém, nem você, precisa concordar comigo. Feliz Ano Novo!

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pela resposta.
    Mas Caruso,parece que você está cometendo o mesmo erro novamente: O Japão vira vilão e o Brasil vira mocinho na história. Você fala daqui como se fosse turista de uma semana e não um brasileiro nato. Vem aqui passar uma boa temporada, andar nas ruas cheias de água de esgoto (enchentes) e ser assaltado, sequestrado, passar horas sofrendo para ser atendido em um hospital, lidar com a gente ignorante e que tenta te enganar pra levar 1 real de vantagem. Vem dirigir no trânsito engarrafado e louco de carros velhos, ouvir o dia inteiro o povo comentado do Big Brother e etc.
    Pense bem:se aqui fosse essa maravilha toda,ninguém ia morar fora daqui. E no fundo quem tem chance acaba indo embora.
    Não cometa o erro duplo,de achar sempre que o lugar aonde você está é ruim (seja aqui no Brasil ou ai no Japão) e ficar sonhando com Pasárgada. Ou seja. Nem tanto sal, nem tanto açucar menino. Esse post com certeza deve ter desagradado muita gente que vive ai no Japão pois isso só revela o quanto brasileiro é um povo ingrato. Não se esqueça que aí no Japão você está de favor, não é o seu pais.
    é só meu modo de pensar e ver as coisas, obrigada e um ótimo ano pra vc (apesar das coisas que vc escreve sobre o Japão).

    Uma curiosidade: sabe como cheguei ao seu blog? Através de uma amiga, que me mostrou o quanto o Japão é nojento, ruim, mal. Ela pegou ódio do Japão depois de ler o seu blog (antes ela gostava do país). E eu a chamei para jantar fora, comer um sushi. E ela me disse: não como nada que venha de um pais de m... de gente ruim, fria e que é um lixo. E ela pegou esse sentimento através de seu blog.

    Entende a dimensão das sementes que vc planta?
    Bjos
    Karen

    ResponderExcluir
  8. oi Caruso .
    De boa eu sempre leio seu blog .
    Só que , eu sempre falei a vida toda , daidjobu , arigato , onegai .
    E continuo a falar . Só que não tem nada a ver com querer ser japonesa , cara . São Palavras q eu sempre falava com minha mãe , meu pai porque sou nissei .
    E filhos de italiano também fala palavras em italiano em suas casas ou com amigos . É a cultura herdada e não tem nada a ver com querer ser japonês .
    Li o comentário acima da Karen e no fundo ela tá certa . Se O Japão é ruim porque você não volta de vez para o Brasil ? Lá você tem muitas chances porque a economia lá está melhor.

    ResponderExcluir
  9. PARA KAREN,
    De nada. Mas acho que não estou comentendo erro nenhum. Aliás não quero julgar quem é vilão e quem é mocinho nessa história. O que posso afirmar que os dois países têm seus lados vilões e mocinhos! Isso sim você deve concordar comigo, não? Eu sei dos problemas do Brasil, inclusive estes que você mencionou e mais outros, porque eu morava no Brasil e vivia normalmente como qualquer brasileiro. Mas desta vez, eu fui realmente como turista e depois de um tempo fora, é normal que haja novidades e é normal que você, mesmo sendo natural do lugar, sinta admiração, espanto ou até repulsa. Os sentimentos são inúmeros! Não acho que eu seja obrigado a sentir somente os negativos. Eu relatei apenas o que eu senti depois de ter regressado ao meu país depois de alguns anos fora. E das coisas que eu senti falta! Não foi e nem é minha intenção analisar a realidade do Brasil. Até porque o blog é sobre o Japão. É mais que aceitável e pertinente que eu fale mais sobre o Japão, creio eu. Cada um tem direito de falar o que quiser sobre qualquer país, seja o próprio ou não. Já ouvi milhares de japoneses falarem mal do Brasil e respeitei. É a opinião deles. Mas, como eu falei, só não me vejo obrigado a concordar. Sobre estar aqui de favor, acho que eu diria um pouco diferente. Assim, parece que eu estou pedindo para ficar. A verdade é que eu estou aqui porque eu quis vir e posso ir embora quando eu quiser. Mas sinceramente não acho que o fato de eu ter descoberto que há no Japão pontos positivos ou negativos – como há no Brasil e em qq país do mundo – me obriguem a deixar o país agora. Não posso afirmar se este post desagravou às pessoas que vivem aqui, mas não acho impossível. As pessoas têm opiniões diferentes. Eu já li posts que me desagradaram em outros blogs, inclusive de uma americana que falava mal do Brasil. Mas o blog é dela e ela escreve o que ela quiser. Cabe a mim acessar o blog ou não, concorda? Mas tenho quase certeza de que quem mora aqui sabe que eu não estou falando nenhuma mentira. Aliás, conheço milhares de brasileiros que vivem aqui, mas simplesmente odeiam este lugar. Mas eu não odeio. Achei interessante a curiosidade! É mais uma prova de que pessoas diferentes pensam diferentes , já que recebo inúmeros emails de gente que diz viajar através do meu blog para o Japão e sentir mais admiração por este país e vontade de conhecer. Interessante essa diversidade de opiniões, não?! Claro! O que seria do amarelo se todos gostassem do azul? Mas diga a sua amiga que nada do que eu conto aqui no blog é mentira. Aliás, a intenção é mostrar o Japão real que vai muito além das gueixas, samurais , mangás e animês, o que a maioria das pessoas costuma ver em qualquer outros lugares. Enfim, o que eu quero é mostrar como o Japão é realmente e as coisas que eu vivo. Agora, se as pessoas irão gostar ou não, isso vai de cada um. Obrigado mais uma vez pelo comentário!

    ResponderExcluir
  10. PARA AYUMI,
    Oi Ayumi. Obrigado por sempre ler meu blog! Bom, desculpa, mas acho que talvez eu tenha dado margens a interpretações errôneas. Eu não disse que TODO MUNDO que usa essas palavras tem vontade de ser japonês. Eu sei que são coisas diferentes. Uma coisa é querer ser japonês e outra coisa é misturar japonês e português. Eu sei também que tem muita gente que usa essas palavras em casa. Apesar de que, no Rio, a gente não vê muito isso. Tenho amigos que são filhos diretos de egípcios, de italianos, de franceses, de alemães e eles não misturam nada. E digo mais ! Já fui na casa de alguns deles e nem em casa eles misturam! Mas, veja bem, NÃO sou contra a pessoa que mistura, absolutamente!! Apenas EU, Caruso, não gosto de misturar os dois idiomas. EU, Caruso, acho feio e desnecessário. E realmente, eu estava com saudades de conversar somente em português, sem ouvir nada misturado. Conversar exatamente como eu fazia antes de vir para cá! Foi ótimo! Matei a saudade! Mas voltando ao assunto de querer ser japonês, você não conhece nenhum brasileiro que tenha uma vontade enorme de ser japonês? Sobre o comentário da Karen, você pode ler a resposta que eu dei a ela. Espero que você entenda também. Eu não acho que o Japão seja ruim e muito menos que o Brasil seja perfeito. O que eu acho é que OS DOIS têm pontos positivos e OS DOIS têm pontos negativos. Só isso. E como sou brasileiro, nascido e criado lá, eu posso dizer que amo aquele país. Mas isso não significa que eu devo me mudar para lá só por causa disso ou só porque eu descobri que o Japão não é 100% perfeito, concorda? Mas valeu aí pelo comentário e desculpa se eu te ofendi. Não foi minha intenção.

    ResponderExcluir
  11. sinceramente, não entendi a polêmica...

    não vi você falando mal do japão. apenas elogiando o calor humano do povo brasileiro.

    aliás, você até elogiou o sistema de entrega de malas do aeroporto de narita (tóquio).

    acho que você deu uma alfinetada foi nas pessoas que não conseguem falar só português (misturam com japonês).

    eu também acho muito melhor não misturar. me policio o tempo todo para não trocar obrigada por arigatou e por aí vai.

    mas essa é uma realidade que vai além da comunidade brasileira no japão. nos eua, na europa, no brasil, a tal da globalização tá misturando até as línguas! hihihi...

    enquanto o brasileiro no japão adota muitas palavras e expressões em japonês, no brasil as pessoas têm usado cada vez mais expressões em inglês.

    mas voltando à discussão que o post rendeu, acho que os leitores podem ter interpretado mal.

    todo mundo que te conhece e lê seu blog sabe que você adora o japão, a cultura, a língua, inclusive as (mulheres) japonesas né.

    o que você faz aqui é mostrar o jeito japonês de ser. às vezes frio sim. às vezes organizado demais, sei lá. um jeito difente do nosso.

    mas realmente não vi você falando MAL do japão. falar que é diferente, que é engraçado, inusitado, sentir falta do jeito brasileiro são apenas observações, não??

    vai ver eu que entendi errado então... m(_ _)m

    enfim, concordo com você: NÃO TEM MOCINHO E VILÃO NESSA HISTÓRIA. O BRASIL TEM DEFEITOS E QUALIDADES. O JAPÃO TAMBÉM. PERFEITO SERIA UNIR AS QUALIDADES DOS DOIS!

    ResponderExcluir
  12. PARA KARINA,
    Não Karina, você não entendeu errado não! Realmente não era minha intenção ofender ninguém e nem falar mal do Japão nem nada! Também não entendi a polêmica só por eu ter gostado de matar a saudade do nosso país, ter ficado feliz em ter voltado depois de tanto tempo e por destacado as coisas que gostei de ver e comentado sobre diferenças entre os dois países, diferenças estas, públicas e mais que notórias. Outra coisa, não sou contra a globalização linguística e nem à utilização de palavras estrangeiras no português, os chamados estrangeirismo. Apenas, como eu falei, eu particularmente acho feio e desnecessário em certos casos. Dizer "otsukaresama" por exemplo, eu até considero aceitável, já que não há um correspondente direto em português. Mas "arigatoo" por "obrigado", por exemplo, simplesmente não vejo o porquê! Mas se querem usar, usem. Mas não sou obrigado a achar bonito e muito menos a usar também, sou? Claro que não! E realmente tem gente que abusa! Fala sério! Mas volto a dizer que não sou contra essas pessoas. Mas acho que tenho o direito de querer conversar no meu próprio idioma, límpido e claramente, como eu sempre fiz enquanto morava lá no Rio. E matei saudade!! Foi ótimo!! Nem um "sugoi" eu ouvi!!kkk... Por fim, concordo com você quando você diz que NÃO TEM MOCINHO E VILÃO NESSA HISTÓRIA. O BRASIL TEM DEFEITOS E QUALIDADES. O JAPÃO TAMBÉM. PERFEITO SERIA UNIR AS QUALIDADES DOS DOIS ! E como você mesma percebeu, eu elogiei o serviço japonês! Mas claro! Se é para elogiar, vamos elogiar. Mas não sou obrigado a baixar cabeça para tudo e concordar com tudo que os japoneses fazem ou dizem só porque eu moro aqui né? Até parece que os estrangeiros que vivem no Brasil não falam mal de lá né? Eu mesmo já ouvi cada coisa...em vários idiomas!kkk...Bom, valeu pelo comentário e Feliz Ano Novo ae !

    ResponderExcluir
  13. Tb.nao acho que vc.fala mal do Japao,eu que vivo aqui a algum tempo sei como e...e sera que os japoneses que vivem no Brasil tb..nao falam mal do Brasil?E os japaoneses que moram no Brasil tem seus filhos crescendo la,e ainda nao querem que eles se casem com nao descendentes.cada pais tem seus meritos,falo isso para o Anonimo que esta falando coisas que nao tem sentido.cada um tem seu livre arbitrio,tb fui muito criticada quando resolvi vir ao Japao pela primeira vez,e levei isso na cara...seu eu nasci no Brasil porque queria ir para o Japao?ele me perguntou,e ainda ficou muito bravo comigo dizendo que eu estava renegando o meu pais,nao tenho culpa de ser descendente e ter a oportunidade de vir para ca,mas os problemas existem e sao reais em ambos os paises,mas convivemos com isso,fazer o ke..ne...beijos Caruso,gosto muito do seu blog,tem cois muito interessantes...Kely

    ResponderExcluir
  14. PARA KELY*ITAMI,
    Pois é Kely, eu concordo com você. Tem sim japoneses - e outros estrangeiros - que moram no Brasil e ainda falam mal. Eu conheci e trabalhei com alguns deles. Se for isso que dá título de ingrato a uma pessoa, a exclusividade do adjetivo não é só dos brasileiros. Aliás, também conheci japoneses residentes no Brasil e descendentes de japoneses que não permitem que seus filhos, mesmo nascidos no Brasil, se casem com brasileiros não-nipodescendentes. Mas não gostaria de tocar neste assunto, pelo menos aqui no blog. Se quiser, podemos falar sobre isso por email. Eu imagino o qto deve ter sido para você ter sido criticada quando decidiu vir para cá. Mas não se abale. Nessa vida, ninguém está livre de críticas, mesmo construtivas ou meramente invejosas. Pinte um quadro todo de branco e espere para ver se não vai haver gente falando mal e outras elogiando. É normal isso! Sempre, mas sempre haverá alguém contra!! Partindo deste princípio, você não se abala mais!! Você tem também seu livre arbítrio para decidir morar onde quiser! Seja lá qual for o país que decidir viver, boa sorte !

    ResponderExcluir
  15. Caruso você está de parabéns. Respeitar os comentários e destacar sempre a realidade dos lugares. E a realidade tem seu lado positivo ou negativo.

    Poderíamos gerar páginas e páginas de vantagens e desvantagens de um lugar ainda que este lugar escolhessemos aleatoriamente.

    Afinal, já que estamos falando dos orientais, o que é o YIN-YANG? Não é o Tigre e o Dragão simbolizando os opostos? É o princípio da dualidade, dos opostos que se atraem, do lado positivo e negativo.

    Mais um vez o congratulo pelo blog que sou frequentador. Eu sou um dos que você se refere que viagem no Japão pelos seus posts.

    Um ótimo 2010 para você!

    ResponderExcluir
  16. Eu acho que quem NUNCA morou fora do Brasil NAO CONSEGUE ENTENDER o seu sentimento Caruso, de saudades enormes da terrinha e saudades ZERO do japao, mesmo porque vc ja sabia que logo estaria de volta ao Japao. Isso nao significa que esta falando mal do Japao.
    Tambem acho que uma pessoa que deixa de gostar do Japao so porque le um blog deve ser de uma personalidade irrisoria!
    E acho que vc foi bem claro no seu blog dos seus sentimentos, e as pessoas que nao entenderam eh porque precisam estudar um pouco mais o portugues....
    Desculpe o veneno, mas nada a ver o que essa garota falou de vc ! Sem nocao !
    Sobre misturar japones e portugues, sei que eh feio, mas desde crianca para mim travesseiro era Makura, e arroz era gohan, entao essas e outras palavras sao como se fossem palavras em portugues na minha cabeca, entende? Se vejo um travesseiro, a palavra que vem na cabeca em primeiro lugar eh o makura!
    Agora no ingles, que aprendi depois, isso nao acontece.
    Caruso! depois dessa discussao toda, vi que vc eh uma pessoa maravilhosa, paciente e educada...rs... se fosse eu, ja tinha mandado para aquele lugar !..HAHAHA.... Ate mais !
    Lira

    ResponderExcluir
  17. Soy chilena, me gusta leer su blog pero no opiné antes aqui porqué no sé hablar portugués.
    Comprehendo tu opinión: me casé con un brasileño. Me fui a Brasil de vacaciones para conocer mis suegros y Brasil, me quedé alla por unos meses y a mi no me gustó casi nada.
    Soy extranjera tanto en Brasil como en Japón.Se voy a vivir como extranjera prefiero vivir en Japón que en Brasil. Mucho crimen,ciudades sucias y caóticas,una jungla de cemento, playas sucias y que huelen mal.Gente que camina a de montones,tránsito desornado,calles peligrosas y mucho retraso de las personas. Cuando digo eso a mis amigos brasileros los mismos se quedan aburridos conmigo,quiero decir,su teoria está correcta,ni sempre a los extranjeros les gusta Brasil.A muchos peruanos,argentinos,chilenos que conosco y estuvieron en Brasil a ellos tampoco les gustó.
    Entonces tu puedes o no gustar de Japón,porque muchos viajeros que van a Brasil no quieren mas volver.Y tiene usted el derecho de decir.

    ResponderExcluir
  18. PARA ALEXANDRE,
    Em primeiro lugar, obrigado pelos parabéns! Respeito sim os comentários. Acho que toda participação é válida e os comentários são (quase) sempre bem-vindos, desde que não ofendam e desde que, como eu sempre digo, não me obriguem a pensar da mesma forma que o leitor. Sim, você tem razão: tudo tem dois lados e não é porque eu moro em um país e nasci em outro que vou marretar um em detrimento de outro. Eu criei este blog apenas para compartilhar com as pessoas informações e fatos que vivencio no Japão para as pessoas conhecerem o Japão verdadeiro, o Japão de hoje e não ficarem falando só em comida japonesa, tecnologia de ponta, animê ou samurais. Não quero fazer a cabeça de ninguém contra ou a favor do Japão. Tudo que conto aqui no blog é real, quer algumas pessoas gostem, quer outras não! É outro país! Outra cultura! Outros hábitos! Outra língua! Falo e repito, Brasil e Japão, assim como qualquer outro país do mundo, têm seus pontos negativos e positivos. Obrigado por acompanhar o blog e fico feliz em saber que é um dos que viajam com os posts. Um ótimo 2010 para você também e continue acompanhando o Muito Japão porque vou continuar a trazer curiosidades e fatos e fotos deste país onde EU escolhi para viver. Feliz Ano Novo !

    ResponderExcluir
  19. PARA LIRA,
    Obrigado por compreender que eu estava realmente com saudades do Brasil e que não foi minha intenção simplesmente marretar o Japão. Fiquei abismado também com a notícia de a pessoa deixar de gostar do Japão só de ler o meu blog, sendo que há tantos outros blogs muito bons de conterrâneos que escrevem também sobre o Japão e com outros pontos de vista. Mas enfim, se há pessoas que dizem que gostam do Japão só pelo que eu escrevo, porque não haveria de haver o oposto, não é mesmo?! É como bem destacou nosso caro leitor Alexandre. Interessante esse seu depoimento sobre a primeira noção de travesseiro x makura. Acredito que isso deva acontecer com outras pessoas também. Mas acho que você hoje, sabendo da existência da palavra travesseiro, você não utiliza makura quando fala com suas amigas ou pessoas que não tenham nenhuma relação com o Japão, certo? hahaha....obrigado pelos elogios. Maravilhoso não sei se sou, mas paciente, eu posso afirmar que sim. Valeu pelo comentário novamente! Até a próxima!

    ResponderExcluir
  20. PARA MARICARMEN,
    Gracias por leer mi blog ! Pues no tengas verguenza o recelo en comentar. Gracias por compreender mi opinión también. Aun me quedé muy triste en saber de su impressión con relación a mi país, yo respecto su opinión también. Sé que las cosas que desite, todas existen, pero no son las únicas cosas de Brasil. Hay también ciudades límpias, sin crimen, mucha naturaleza - en Rio pricipalmente ! - playas lindas y que no huelen mal - en la región nordeste, por ejemplo. Bueno, no voy a cá querer a cambiar tu opinión. Pero gracias por al menos compreenderme. Yo también conozco a muchos brasileños que no les gustaran viajar por algunos países de la américa del sur, pero conosco también gente que se fue a Argentina y a Peru e les encontó!! Hay gente de todas las maneras y consequentemente, gente de opiniones de las más distintas, no? En Búzios por ejemplo, hay un muchos de argentinos que viven ahí hace un montón! Creo que para ellos, Brasil debe tener alguna ventaja, no? Yo no conozco a Chile, pero si és un lugar sin crimen, con ciudades todas límpias y organizadas, con más naturaleza que cemento, sin nengúna playa sucia, poca gente caminando, tránsito todo arreglado, calles sin peligro nengún, a mi me encantaria conocer un día! Gracias por reconocer mi derecho de decir sobre Japón! Felicidades en el matrimónio y un Feliz Año Nuevo !

    ResponderExcluir
  21. Caruso, tu és o cara...Adoro teus posts... e a polêmica levantada pela Karen se deve por ter interpretado mal teus textos, só pode. Quando eu volto para a minha cidade natal no Rio Grande do Sul eu me sinto uma turista, talvez pelo fato de ter me adaptado a viver em uma cidade maior pertinho da capital. Eu fico viajando com os teus textos, pensando como será no dia em que eu estiver no Japão. Meus sonhos e metas se alimentam a cada post novo. Obrigada.

    ResponderExcluir
  22. Oi, Caruso!Primeiramente, Feliz Ano Novo!
    Eu estou aqui no Japao ha 3 anos e, quando voltei ao Brasil, em 2008, foi apenas por 2 semanas. Bem...eu tambem senti o mesmo que voce. Alem de ter "redescoberto" o calor humano, eu tambem fiquei meio assustada com o fato de eu nao poder andar na rua tranquilamente, ouvindo um mp3 player, abrir minha carteira na rua para pagar alguma coisa sem medo, etc. Enfim, viver em 2 culturas tao diferentes eh assim mesmo. Eu tambem falo sobre varias "verdades" do Japao no meu blog, mas sempre procuro mostrar os pontos positivos, tambem. Afinal, eu aprendi muitas coisas aqui no Japao e tenho varios amigos japoneses muito queridos. Tem que coisas que me deixam super, hiper, ultra nervosa sim, como o fato de eles nao sentarem ao lado de um estrangeiro no trem, de ter placas proibindo a entrada de estrangeiros nas lojas, etc.
    Mas, por outro lado, quando eu vejo alguns brasileiros aqui que nao tem o minimo interesse em se socializar com os japoneses se ainda por cima so arranjam confusao, eu sinto muita vergonha.
    Na verdade, nao acho que exista um melhor ou pior que o outro. Apenas acho que ambos tem muita coisa a aprender um com o outro. Um abraco!!!

    ResponderExcluir
  23. Chico, bienvenido de nuevo a Japon!
    Yo no puedo opinar sobre Brasil porque no lo conozco, aunque me muero de ganas por hacerlo y aun mas desde que conozco a una buena comunidad brasileira en la que ocupas un lugar destacado.
    Sin embargo, estoy de acuerdo contigo en tu opinion LIBRE DE ODIO acerca de Japon... las mismas palabras que escribia Karen sobre Brasil las aplico a Japon: es muy bonito venir a Japon de vacaciones, ver las sonrisas por todos lados, las reverencias, etc... pero cuando vives aqui y te das cuenta de que lo maximo que vas a conseguir de una persona no es mas que eso, una sonrisa o una reverencia, acabas contando los dias que te faltan para volver al calor de tu pais y de los tuyos.
    Ademas, acaso no hay nadie que haya sentido anhoranza de su pais y su gente estando fuera?? Karen, mi amor, somos humanos y tenemos derecho a "tener saudade". Y quizas ese engrandecimiento de nuestros paises sea el producto de esa saudade, porque normalmente los primeros criticos de los problemas internos de Brasil o Espanha, en mi caso, somos nosotros.
    Sin duda todos los extranjeros que vivimos en Japon estamos no agradecidos, sino agradecidiiiiiisimos a este pais por darnos el pan que nos llevamos todos los dias a la boca y por algunos lujos que no podriamos permitirnos en nuestros paises, pero eso no anula nuestra capacidad de juzgar y aprender a comparar los puntos positivos y negativos de cada sitio. La leccion y educacion de nuestros hijos vendra de esta aventura en la que estamos actualmente embarcados.
    Te envio un abrazo muy fuerte, Caruso, y sigue con tu fantastico blog!

    ResponderExcluir
  24. PARA CÁSSIA DIAS,
    Que nada! Fico feliz que adora meus posts!! E eu adoro receber comentários como o seu! rs. Entendo perfeitamente que se sinta turista qdo vc volta ao Rio Grande do Sul. Legal saber também que você é mais uma das que viajam lendo meus posts. Volte mais vezes - acho que nem preciso dizer, né - e boa viagem !! rs. Ah! Feliz Ano Novo !!

    ResponderExcluir
  25. PARA JULIANA,
    Feliz Ano Novo para você também ! Sim, foi exatamente o que eu senti, uma "redescoberta" do que vem a ser verdadeiramente calor humano. Também entendo esses receios que vc sentiu por lá. É lamentável realmente. Eu também gosto de mostrar as verdades e mostrar os pontos positivos também! Claro que eles existem! Os dois lados existem nos dois países....aliás, em todos os países ! A mim tbm tem muita coisa que me tira do sério! Mas tem gente que acha que só porque a gente estudou japonês, viemos morar aqui por opção própria e por admirarmos a cultura japonesa, nós devemos aceitar tudo o que os japoneses fazem e devemos achar correto e não nos aborrecermos com nada que acontece nesse país. Já percebeu isso? Também acho lamentável muitos brasileiros não aproveitarem a oportunidade de estarem aqui e aprenderem mais com os japoneses e com o Japão. E não só aprender, mas ensinar também. É se socializar, como você mesma disse muito bem. Realmente não tem país pior e nem melhor! Você está coberta de razão e é isso que eu tento mostrar sempre!! Valeu pelo comentário e sucesso lá no seu blog também!! Tudo de bom!!!

    ResponderExcluir
  26. PARA xRIs,
    Gracias! Un día sí te llevo a Brasil!!! Ni que sea como una japa que le encanta las cuerdas!!!jajaja....
    Gracias por el apoyo. Sí és verdad que no tengo odio de Japón! Y no necesito decirte que yo entiendo perfectamente lo que hablas sobre no tener más que sonrisas y porque nosotros contamos los días para sentir el calor de nuestro pueblo. É verdad también que nosostros somos los primeros a criticar nuestros países. En Brasil era lo que más yo escuchaba. Que Brasil no vá a cambiar jamás! Que el país no sigue adelante! y otras cosas más. Pero todavia és nuestra casa y por supuesto que tenemos ganas de volver y además, sí és en nuestro país que sentimos las sensaciones buenas que el país donde vivímos no nos regala, porque no sentir "saudades" de nuetra casita, no?? No tengo dudas que tu sente lo mismo por tu pueblo en España!!! Muy bonitas sus palabras chica! Gracias y un beso grande en tu corazón!!!

    ResponderExcluir
  27. Gosto do seu blog, sempre leio os posts.
    Esse post aqui, com tanta polêmica... me deu vontade de comentar rs.
    Eu, sinceramente, ia achar estranho se vc voltasse ao Brasil e dissesse que odiou. Todo mundo gosta de voltar pra casa, estar junto aos seus, estar na cidade que nasceu, na própria terra.
    Se vc voltasse dizendo que foi uma m***da ai sim, seria algo muito frio e estranho.

    Infelizmente muitas vezes, ao expormos um ponto de vista, uma idéia somos mau-compreendidos. As pessoas projetam sentimentos e idéias próprias no texto lido. Eu mesmo, como blogueiro "novo" já passei por um aperto desses....

    Bom retorno ao Japão e continue com suas histórias bem legais.
    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Caruso, adorei como sempre seu post, fiquei boba com essa polêmica toda, acho graça q depois q um milhão de pessoas falou aqui q concordou com vc, te entendeu e ainda apontou como essa garota tá equivocada ela parou de postar... poderia ao menos ter a humildade - q vc teve - de vir aqui e se desculpar por ñ ler direito um texto!

    Mas falando do seu texto, eu me identifiquei taaanto com ele, pq tenho a certeza q serão esses os sentimentos q me tomarão qndo eu voltar - ainda mais pq somos conterrâneos, e entendo o q vc fala qndo descreve o Rio!!

    Eu tô aqui a apenas 1 ano e meio, ñ sou descendente, e fui estudante de japonês no BR. Adoooro um monte de coisas daqui, mas tb tem um outro monte q odeio! Sou obrigada a amar tudo daqui? Óbvio q ñ, assim como ñ amo tudo do meu país, mas mooorro de saudades de tanta coisa! Se eu for tomar como motivo pra ñ tá aqui as coisas negativas do Japão, então acho q tenho q mudar de planeta, pq nem no Brasil e nem em lugar nenhum só há coisas boas e nenhuma ruim. Só q eu quero estar aqui pq acho morar fora uma experiência de vida muito importante, q inclusive me ajuda a ter uma mente mais aberta e a ser apta a falar sobre certos assuntos, como esse deste post.

    Quanto a ser ingrato, ninguém aqui é mendigo e tá de favor aqui no Japão não, nós os estrangeiros enjetamos muito sangue nessa economia daqui, trabalhamos e gastamos nosso dinheiro aqui, pagamos impostos e como qualquer cidadão temos o direito de dizer o que queremos, somos livres pra isso. E acho ótimo q vc é super imparcial, vc fala o q é verdade sem puxar sardinha pra nenhum dos lados (BR ou JP).

    Vivo aqui e assino embaixo de cada palavra do q vc escreveu, tanto sobre o Japão quanto sobre o Brasil - ou seria melhor dizer Rio? ^^ E tb assino embaixo do q a Karina falou, se desse pra juntar os pontos positivos daqui com os do Brasil, cara ñ ia ter pra ninguém, ia ser O país, uma nova potência, hahaha!! XD

    Fico feliz por vc ter matado a saudades do nosso povo, da nossa terra, é a nossa identidade, né?

    Por último queria comentar tb o lance de misturar as palavras. Jogo no seu time, ñ acho legal fazer isso desnecessariamente. Tb sou filha de estrangeiro, meu pai era argentino e aprendi certas palavras em espanhol antes de aprender em português. Em casa uso alguns termos, mas óóóbvio q ñ uso com meus amigos brasileiros. Gente, Caruso ñ está falando de exceções como filhos de estrangeiros, está falando de brasileiros no Japão q misturam numa frase japonês com português, quando falam com outros brasileiros!! Eu já vi uns exemplos horríveis, tipo: "...daí vc vira ali no "koban" (posto de polícia), entra no "koen" (parquinho) que vc chega no "manshion" (condomínio). qlquer coisa me liga no "keitai" (celular)! daijoubu? (tudo bem?)" Fala sério, precisa disso??? Isso é verídico, tá? Se quer fazer ou ñ, ok, ñ tenho nada a ver com isso, mas ñ peça para eu achar bonito e falar desse jeito.

    Mais uma vez obrigada por nos brindar com um post maravilhoso. Tb te agradeço pelo seu blog pq desde antes de eu vir para o Japão eu já o acompanhava e ele me foi mega útil, quebrou altos galhos qndo eu precisei, ñ sei como alguém pode passar a odiar o Japão através do seu blog, um guia excelente pra quem vive aqui e pra quem quer conhecer "a vida como ela é" daqui!

    Um beijo Caruso!! Vê se dá as caras no meu blog tb, q ainda é recém-nascido, hahahaha XD

    ResponderExcluir
  29. PARA ALEXANDRE,
    Fico feliz em saber que gosta do blog e sempre le os posts. Pois e, eu gostei muito de ter voltado e ter podido vivenciar coisas, sensacoes e sentimentos que so na nossa casa a gente pode ter. Foi maravilhoso! Essa de as pessoas interpretarem o seu texto ou apertos que a gente passa como blogueiro, eu confesso que ja me acostumei. Como eu sempre digo, experimente fazer uma exposicao de quadros totalmente brancos e veras que vai haver gente reclamando e gente elogiando. O mundo e assim. O ser humano e assim. Alexandre, boa sorte com seu blog tbm e muito obrigado pelos elogios! Sao depoimentos como o seu e de tantos outros que me fazem ter mais e mais vontade de postar coisas sobre o pais onde eu moro....porque eu quero...rs. Abracao e Feliz Ano Novo!

    ResponderExcluir
  30. Caro Caruso, escrevo pela primeira vez aqui. Entendo o seu incômodo com brasileiros misturando o português com o japonês. Às vezes, me irrito um pouco com isso. O mais irônico é que a maioria desses brasileiros trabalhando no Japão (com todo o respeito a essa gente trabalhadora) não se dá ao trabalho de estudar a língua japonesa. O pessoal fica 3, 4 anos no Japão sem saber ler, escrever ou falar o japonês. O máximo que a maioria faz é fazer uma salada com o português. Outra coisa que observo nos dekasseguis de hoje é que essa nova geração não se preocupa com o futuro. Gasta tudo o que ganha com roupas, viagens, carros e outras coisas fúteis. Cansei de ver reportagens sobre brasileiros saindo do Japão sem nenhuma economia, muitos até com dívida. A antítese do espírito de um dekassegui clássico, que trabalhava no Japão para construir uma poupança ou ajudar a família no Brasil. Eu não sei o que está havendo com esses dekasseguis de hoje. Não entendo a mentalidade deles. E quanto mais pesquiso na internet, mais vejo blogs de brasileiros no Japão ostentando as benesses de um país rico: roupas, restaurantes, carros, viagens etc.
    Sou do tempo em que o dekassegui comia pão com água e sofria uma barbaridade para juntar um pé de meia. Conheço muitos que fizeram isso. Sacrificaram a vida no Japão, mas agora têm um patrimônio razoável no Brasil. Sou descendente, tenho 20 e poucos anos, nunca fui ao Japão e nem pretendo. Sou muito feliz no Rio, apesar de todos os problemas. Parabéns pelo blog, continue escrevendo. Abraço!

    ResponderExcluir
  31. Para Karen:acho q vc ta enganada o dono desse blog nunca falou q o japao `e nojento,ruim essas coisa q vc ta falando vc deve ser uma invejosa q nao tem o q fazer,se morou na Inglaterra,q `e um pais ocidental nao sabe destinguir de um pais oriental,o Japao nao `e um pais ruim mais `e diferente do nosso e como BRASILEIROS temos sim direito de sentir saudade das coisas do BRASIl.
    jaqueline

    ResponderExcluir
  32. Oi Julio! Obrigada pelo seu comentario no meu post. Ontem a Juliana havia me falado da polemica que estah rolando aqui... li seu post, e sinceramente? Nao vi nada demais que pudesse soar agressivo. Todo lugar do mundo tem seu lado bom e ruim... eu adooooro o Japao, tanto que quando volto ao Brasil fico doida pra voltar! Em compensacao, sinto falta de muita coisa do nosso estado do Rio de Janeiro (na verdade sou de Nikity), principalmente da liberdade de expressao. Eh realmente dificil agradar a gregos e troianos.

    ResponderExcluir
  33. Para VERU,

    Olá! Desculpe a demora em responder ao seu comentário! Eu tbm fiquei muito surpreso com a polêmica e realmente não esperava que isso fosse acontecer, simplesmente porque eu estava relatando o que eu realmente senti ao voltar para a minh...opa...nossa! terra depois de tanto tempo. Bom, mas enfim, fiquei feliz mesmo e há sim coisas - e muito mais do que os brasileiros imaginam - que o Brasil dá de 1000 a 0 no Japão. E vice-versa, antes que crucifiquem...rs.

    Sim, com certeza vai sentir as mesmas coisas. Bom, não sei. As pessoas são diferentes. Mas se vc disse ter se identificado, eu posso então tomar a liberdade de dizer que vc vai sentir o mesmo! O Rio está lindo. Os quiosques da praia de Copacabana estão maneiríssimos!! Achei só as coisas meio caras demais, mas poder tomar água de côco na praia, comer joelho quentinho com um copão de caldo de cana ou suco de maracujá são coisas impagáveis!!! rs.

    Entendo quando você diz que adora um monte de coisa daqui e odeia tbm. Aliás, não só entendo como acho óbvio!! Não creio que vc seja obrigada a gostar de tudo e concordo que não amamos nem tudo que vem ou está no Brasil. Óbvio tbm, não? Gostei dessa ideia de mudar de planeta. Acho que vou guardar essa ideia como sugestão! rs.

    Sim. Tem gente que acha que só os nativos japoneses é que movem a economia e que os estrangeiros só estão de viagem, apesar de trabalharmos tão duro qto, pagarmos os mesmos impostos, respeitarmos as mesmas regras e termos os mesmo míseros dias de férias! Fala sério né não!Valeu pelo apoio e por assinar embaixo de tudo o que eu disse!

    Matei saudades sim. Da gente, da família, dos amigos, da comida e até da nossa língua!!!

    Gostei do seu relato sobre misturar as palavras. Saiba que vc é mais uma carioca que eu sei que é filho de estrangeiro e não mistura quando fala com os amigos!!! Mais uma para a minha lista!! Gostei do seu "óóóbvio q ñ uso com meus amigos brasileiros". Eu não sou contra usar uma ou outra palavra, mas esse exemplo que vc deu foi perfeito!!! "...daí vc vira ali no "koban" (posto de polícia), entra no "koen" (parquinho) que vc chega no "manshion" (condomínio). qlquer coisa me liga no "keitai" (celular)! daijoubu? (tudo bem?)". Fala sério mesmo!!! Agora sou eu que assino embaixo quando você diz que: "Se quer fazer ou ñ, ok, ñ tenho nada a ver com isso, mas ñ peça para eu achar bonito e nem falar desse jeito "... é tudo que eu peço tbm!!! Que bom que meu blog foi "mega útil"...rs...e espero que continue apreciando! Valeu mesmo pelo comentário! Bom, nem preciso dizer para voltar mais vezes né? Vou visitar o seu tbm! E antes tarde do que nunca, Feliz Ano Novo !

    ResponderExcluir
  34. PARA MINORU,

    Caro Minoru, fico feliz em receber seu primeiro comentário. Obrigado tbm por entender o meu incômodo com relação à mistura, abusiva, dos idiomas português e japonês. Lamento tbm como tanta gente perde a oportunidade de viver no país onde o idioma é falado e não ter o mínimo de interesse em aprender. Mas acho que em parte a culpa é dos mais velhos que obrigam os seus descendentes a aprenderem japonês, não por ser bom para o futuro ou qualquer outro motivo, mas sim porque eles têm cara de japonês e sangue de japonês.

    Eu por exemplo tenho sangue italiano e acho que me revoltaria se tivesse que aprender o idioma somente por isso. Aliás, como eu nunca tive essa pressão, eu quis estudar italiano por conta própria. Mas ao mesmo tempo, acho que se estivesse na Itália ou em qq outro país, eu aproveitaria a oportunidade de aprender o idioma local!

    Maneiro saber que é do Rio tbm e mais maneiro ainda é ver/ler alguém dizendo que é feliz no Rio. Não porque eu duvide, eu entendo e sei bem o que está falando, mas porque é mais fácil encontrar pessoas que reclamam, principalmente, brasileiros que vivem no Brasil e não têm ideia do que é viver fora. Obrigado pelos parabéns. Espero que volte a visitar o blog mais vezes. Lembranças cariocas e felicidades!

    ResponderExcluir
  35. PARA JAQUELINE,

    Obrigado pelo apoio! Um ótimo 2010 para vc e todos os seus! Obrigado pela visita e espero que volte novamente!

    ResponderExcluir
  36. PARA MAIK,

    Que isso, o blog de vcs é maneirinho tbm e me amarrei no seu relato! Fico feliz que seja mais uma que não viu nada de extraordinário ou agressivo no meu post! Sim, eu sempre digo isso. Todo lugar tem sim, seu lado positivo e o seu lado negativo. Nikity? Nikity é maneiro. Eu gosto. Tenho uma prima que mora lá e uma amigona que vive lá tbm! Liberdade de expressão! Falou tudo. Mas acho que no seu relato fica mais claro o porquê de vc dizer isso, e com toda razão ! Boa sorte para vc e espero que curta muito qdo voltar para o "nosso Estado"...rs. Felicidades!

    ResponderExcluir