19/02/2010

Com que roupa eu vou?


Repare na pinta do carinha ao centro.

Visual transado, bigodinho de Nescau, barbicha, piercing no nariz e cabelo estilo curto-reggae-e-plantas. Olhando assim, eu diria que o cara, digamos, tem seu estilo! Não vejo nada que não combine com ele, um cara descolado e jovem, 21 anos! Ah sim! E o principal motivo de ele estar naquele grupo! O cara é fera no snowboard, representa o país e é ainda por cima, forte candidato à medalha!!



Seu nome: Kazuhiro Kokubo・ 国母和宏. Agora, reparou que a camisa dele está para fora da calça? E que o nó da gravata está afrouxado? Pois é! Por causa disso que ele foi impedido pela Associação Japonesa de Esqui de participar da Cerimônia de Ingresso à Vila Olímpica no Canadá. Tudo bem, que nem no futebol é permitido jogar com a camisa do uniforme para fora do short, mas, em se tratando de Japão, essa questão tomou uma proporção gigantesca e, eu diria, espalhafatosa...e até, alguns v:ao concordar comigo, eu diria... típica daqui! Ele não falou mal de ninguém, não queimou a bandeira japonesa, não agrediu nenhum outro atleta, estava com os documentos todos normais, não faltou com respeito nem com o treinador e nem com a chefe da delegação, não chegou atrasado. NADA disso!



Mas por ter ido como foi ao aeroporto com o uniforme daquele jeitão dele, o cara foi ...



1. Proibido de participar da cerimônia junto com os demais companheiros


2. Teve que pedir desculpas e se mostrar arrependido em uma coletiva de imprensa


3. Vários japoneses ligados ao esporte ou não fizeram maior auê e esculacharam o cara em entrevistas...


4. Saiu em trocentos jornais japoneses em inúmeras matérias que tratavam o caso como 服装問題・fukusou mondai, ou seja, algo como o "CASO DO VESTUÁRIO".



O caso foi parar no Ministério da Educação! O ministro Tatsuo Kawabata disse em entrevista que a atitude do atleta foi imprópria para um representante do país e completou dizendo: 極めて遺憾だ・kiwamete ikan da, ou seja, “Extremamente lamentável”. Esta mesma frase foi usada pelo diretor de uma faculdade japonesa quando, no ano passado, foi descoberto que dois de seus alunos fumavam maconha. A mesma frase também foi usada pelo ex-primeiro ministro Taro Aso, quando a Coreia do Norte lançou um míssel. A mesmíssima frase foi usada também pelo chefe da polícia, ao comentar sobre o caso de um de seus homens ter sido preso por fotografar meninas na escada. Deu para sentir a gravidade e o impacto dessa frase para os japoneses?


Mas calma!! O estardalhaço NÃO termina por aí ! A festa organizada na faculdade dele em Sapporo, com o intuito de reunir colegas, funcionários e professores para torcer por ele no dia da competição – com direto a telão de 150 polegadas e tudo - foi simplesmente cancelada!!! Na entrevista, o diretor da faculdade disse 心から応援できない・kokoro kara ouen dekinai・Não temos como torcer por ele de coração. ..e claro, eu só sei porque também saiu nos jornais! O Comitê Olímpico do JAPONÊS pediu a suspensão do atleta da competição!! Mas a chefe da delegação JAPONESA se comprometeu a conversar com ele para fazê-lo entender o que estava se passando a fim de que ele se mostrasse arrependido.

Mas espere! Não ligue agora!!

Coooooomo se não bastasse tuuuuuuuudo isso, resolveram reclamar depois do tom que ele usou na coletiva de imprensa! Disseram que ele não parecia realmente arrependido e que sentiram um leve tom de pouco caso...


Agora é com você! Participe da enquete Muito Japão! Você acha que o atleta Kazuhiro Kokubo merecia TUDO isso porque foi ao aeroporto do jeito como ele foi? Você acha que ele deveria ter sido suspenso da competição?. O resultado, a gente confere na semana que vem!

15 comentários:

  1. Pelo amor de Deus, hein! Que frescura em cima do cara... tomara que ele realmnte esteja mantendo uma postura de pouco caso, e que continue assim, se isso não for realmente prejudicar ele.

    ResponderExcluir
  2. Puxa vida! como é que pode discriminar o rapaz por estar vestido disciplicentemente. Eu acho que os japoneses são muito "certinhos", um povo cheio de nove horas. Ser diferente dos outros é ser perigoso para a sociedade. Olha na foto, todo mundo igualzinho, só ele é diferente, e isso é horrível para a sociedade japonesa. Eu não entendo porque fazer tanto auê.

    ResponderExcluir
  3. primeiramente eu gostaria de te elogiar pelo blog, nota 10 pra vc, sempre curti mto animes, e tudo que seja relacionado ao japão e esse blog deixa a distancia menor xD,

    caramba, td bem que o japão tenha a cabeça mais fechada para assuntos de "ética", agora isso ae foi exagero, poxa dexa o cara seguir o estilo dele, se fosse eu que estivesse la nem taria de gravata rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Se realmente aconteceu TUDO ISSO, os japas exageraram. A imagem que temos dos japoneses são de pessoas severas mas também daqueles sem noção, que enrolam o cabelo, o pintam de louro para ficarem iguais aos ocidentais. Achei o estilo dele despojado. Acho que esse atleta só representa os japoneses com a mente aberta.

    ResponderExcluir
  5. Não para ambas as perguntas, mas acho que, pelo descaso, o cara deveria ser punido, claro, de uma forma muito menor, sem grandes proporções, não agora, apenas quando retornasse ao seu país de origem.

    ResponderExcluir
  6. hahauhauha Coitado do atleta.
    É o estilinho dele poh, qual é o problema?
    Como vai tah o psicologico do menino na hora da competição? Qualquer distração atrapalha o coitado =/

    Isso é muito Japão.

    ResponderExcluir
  7. Mas que ridíííí....culo!...Agora fiquei preocupada com o ODA Nobunari ,aqueles patins surrados ,o cadarço que arrebentou no meio da apresentação final.

    ResponderExcluir
  8. Fala sério ?! Tadinho acho q com essa frescurada toda ele perdeu a concentração ,por isso caiu e até machucou o rosto na competição!
    MUITO JAPÃO mesmo

    ResponderExcluir
  9. Claro que foi muito exagero toda crítica em cima e as punições severas... Mas pra que ele vai dar uma de malandrão, aparecer num local importante com gravata frouxa, sabendo que o país dele é rigoroso quanto a isso, e talz?
    Não custava ir certinho, arrumado igual aos companheiros?...
    Acho que serviu pra mostrar pra ele que se vestir corretamente para ocasiões especiais, não o deixará menos "descolado" ou "maneirinho".

    ResponderExcluir
  10. hahahah o cara ta todo amassado, parece um mendigo!!! Ficou mais estranho ainda com esse ninho de pombo na cabeça!hahaha
    Ta muito relaxado!
    vai ver que ele ta indo de graça!
    So faltou o chinelao de dedo!!hahahahhahah!

    ResponderExcluir
  11. Eu fico surpreso e chocado com tanta rigidez!

    É bacana prestarem atenção em detalhes como esse, a representação de um país no vestuário, mas sendo brasileiro ao mesmo tempo acho insignificante.

    Interessantíssimo post!

    ResponderExcluir
  12. NAO ACHO NADA DEMAIS ELE ESTAVA USANDO O UNIFORME DA DELEGAÇAO JAPONESA.COMO VOCE DISSE EM MOMENTO ALGUN ELE DESRESPEITOU O JAPAO.
    VAMOS VER SE ELE GANHAR UMA MEDALHA
    AINDA MAS SE FOR DE OURO,SE A EMPRENSA VAI FALAR DELE.

    ResponderExcluir
  13. Não sei o que pensar..

    Por um lado, talvez ele tenha se apresentado desleixado, não apenas com a camisa para fora e a gravata frouxa, já não bastasse o rastafári. Também não se sabe se ele já recebeu advertências anteriores e as ignorou em prol do seu estilo.

    Por outro lado, o japão é o país das bizarrices e dos excessos (bebidas, vestuário, sexo..). É certa hipocrisia criticar sua representação depois de nomear embaixadoras Kawaii.

    Por certo, ele não soube ser "japonês". Não soube "virar a chave" e esconder sua personalidade num momento formal. Talvez isso seja uma falha grave para um "representante japonês"..

    Um caso de booling público! Espero que ele não se mate rs..

    ResponderExcluir
  14. Tem japoneses vestidos de maneira muito pior do que ele. O pior de tudo são os cortes, ou a falta deles, de cabelo da seleção de futebol. Horrível... ridículo!
    O rapaz é diferente e fez bem em fazer pouco caso da situação. É também relaxado como tantos outros que estão pelas ruas. Tomara que não seja sujo, sem higiene.
    No Japão ser diferente é considerado insubordinação, e como eles ainda estão na época da segunda guerra, isso pode dar problemas. País adiantado e um povo tão atrasado. É realmente um país de contrastes.

    ResponderExcluir
  15. Tem a parte dele por não seguir um tipo de “regra” que os japas colocam pra certas ocasiões. Eu mesmo na época de ginásio usava um uniformezinho parecido assim e quando deixava a camisa pra fora ou o segundo botão da camisa aberto eu levava a maior bronca. Pros japas, isso é disciplina. Eu acho que o cara errou na parte dele no aeroporto. Agora... Fazer tudo isso...?!?! Daí é a parte dos japas de exagero. Pedir a delegação que tirasse o cara da competição foi demais. Ainda bem que a chefe pensou diferente. Outra parte absuuuurrrda foi a faculdade do cara cancelar toda aquela festa...! Fala sério, nem tanto. Queeee “kokoro kara ouen dekinai” reitorizinho puxa saco deve ser esse...rs Enfim, acho que o cara ficou todo desconcentrado, nem vontade de ganhar medalha pro Japão... Imagina o cara se naturaliza coreano (maior rival dos japas) e ganha um monte de medalha pra Coréia do Sul?! Há há há, seria uma comédia.
    Respondendo a enquete: Ele não merecia tudo isso.

    ResponderExcluir