11/12/2010

Resultado da Pesquisa Muito Japão

Como vocês podem ver ao lado, está terminada a votação da Pesquisa Muito Japão. Confesso que o resultado me surpreendeu, mas talvez, acho que sei o motivo. Eu que nasci e fui criado no Rio de Janeiro, desde que me conheço por gente, nunca, jamais, vi um mendigo no metrô do Rio. Nos trens, eu não saberia dizer, pois, a única vez que andei de trem, eu tinha cerca de 8 ou 9 anos e não me lembre nem de como foi e nem do que vi. Apenas tenho a vaga lembrança de ter andado de trem com minha tia, mas dos detalhes, eu não lembro. Além disso, não sei como são as condições de trens e metrôs em outros estados do Brasil, por isso, não me sinto no direito de comentar a respeito.

Enquanto isso, aqui em Tóquio, onde já vivo há 8 anos, sempre vejo mendigo no trem. Sempre! Bom, isso não quer dizer que vejo todos os dias, mas também não é tão raro quanto as pessoas normalmente imaginam. Eu mesmo, enquanto no Brasil, se me dissessem que mendigos andavam de trem para cima e para baixo, eu custaria a acreditar. Mas agora sei que andam.

Quando isso acontece, a paisagem é sempre a mesma. Um cara muito mal vestido, cheio de sacolas e bolsas repletas de coisas, muitas vezes, cheirando mal, sentado em um banco no canto e ao redor dele, os assentos todos vazios. Quando o cheiro não está tão forte, até é possível ver algumas pessoas sentadas por perto, mas nunca ao lado! E é cômico ver a expressão de surpresa, dos passageiros que entram com toda sede ao pote e no afã de sentar no lugar vago em um trem cheio e, quando elas percebem o porquê do assento estar vazio, a expressão é inconfundível! Uns disfarçam e passam até para outro vagão. Outros, simplesmente, ficam em pé, mesmo diante do assento vazio.

Mas o pior é quando o cheiro está tão forte que cria aquela redoma ao redor do cara que praticamente ninguém ousa a chegar perto! E nas piores das hipóteses, o que já tive o desprazer de vivenciar, é impossível sequer permanecer no mesmo vagão!! É horrível!!!!

Não quero desprezar nenhum ser humano, mas o que mais me incomoda é o fato de ninguém barrar um cara desses de entrar, enquanto que se você está arrumado e de terno e gravata e perde o bilhete na hora de sair, você é interrogado por um tiozinho que te olha de cara feia!

Além disso, vira e mexe, os caras anunciam no auto-falante que se você avistar algum objeto ou pessoa suspeita, é para você avisar o condutor ou qualquer outro funcionário do trem. Mas onde eles estão quando o trem está em movimento??? E se parar na plataforma para avisar um tiozinho qualquer - se houver um - , será que ele tomará alguma providência?? E se avisar ao tiozinho que fica na roleta, será que ele fará alguma coisa?? ....essas coisas sempre me passam pela cabeça, toda, mas toda vez que eles falam isso.

Bom, enfim, a razão da minha surpresa talvez esteja no fato de eu me basear somente na experiência própria de, no Rio de Janeiro - Brasil, nunca ter visto na vida um mendigo dentro do metrô e em Tóquio - Japão, já ter perdido a conta de quantas vezes já vi um e já deixei de sentar e já tive que mudar de vagão....

...só espero que hoje, eu não passe por isso novamente! Obrigado a todos que participaram da pesquisa! Inclusive os que vivem em outros países, diferentes de Brasil e Japão! Muito Obrigado!

4 comentários:

  1. A maioria dos mendigos daqui do RJ não tomam banho para justamente espantar as pessoas de perto para que elas não os façam mal.
    Agora me surgiu uma dúvida, pq os mendigos do Japão fedem? Eles tem algum motivo em especial como os brasileiros? Os mendigos são japoneses ou imigrantes em sua maioria? Fiquei curiosa rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Ola Caruzo tudo bem?

    Tokyo é uma cidade grande demais para que eu queira aí viver. Sempre detestei grandes cidades.

    Com a sua afirmação de que no Rio voce não tenha visto nenhum mendigo e em Tókyo, com muita frequencia, eu acho que tem algumas explicações lógicas principalmente nesta época do ano que faz frio demais.

    No Rio a gente não tem este inverno rigoroso como a do Japão.
    Outra coisa muito comum no Brasil é que não vão deixar o mendigo na entrada de uma estação e muito menos dentro dela, mesmo porque ele não pagaria passagem algum pra lugar algum. Na frende de um hotel então , nem pensar!
    Aqui no Japão não expulsam o pobre coitado do trem. Afinal ele pagou ou não. Se o cheiro dele é horrível são lá outros 500. É claro que é desagradável estar ao lado de qualquer mendigo de qualquer lugar do mundo. Mas expulsá-lo pelo simples fato de ser mendigo não é justo.
    Muitos japoneses se queixam do modo como nós latinos exageramos nos perfumes. Estar ao lado de um desses que usa "Italian Pine" ou um desses "Rexonas" é também muito desagradável.
    Agora respondendo a nossa amiga Diana. Os mendigos são Homeless. Voce quer saber porque os mendigos fedem? Fique ao lado de alguem não tome banho por uma semana!!! É desagradável. Agora fique ao lado de alguem que não toma banho por meses. Simplesmente inimaginável.

    ResponderExcluir
  3. Em primeiro lugar, é necessário definir o que é mendigo. Tem gente que até não mora na rua, mas que vc fica na dúvida, fica. Em segundo lugar metade é esquizofrênico, metade é viciado em crack, que é uma praga que tem crescido nas grandes cidades brasileiras.

    Com relação ao trem, sorte sua Caruso, conto cada história de trem que vc nem imagina. Uma vez, um cara levantou e o outro foi com toda vontade para sentar, só não reparou que o que tinha levantado estava, digamos, cagado.

    Uma coisa que sempre me intrigou é o cheirinho do pessoal, tudo bem que quem faz trabalho braçal ao ar livre no rio de janeiro não pode cheirar a flores, mas porque alguém está fedendo na ida para o centro é um mistério.

    Com relação a ônibus conto uma muito boa. A linha 665 é de uso frequente de mendigos e congêneres. Quando pegava esse ônibus para voltar pra casa, eu era proibido pela esposa de sentar em qualquer lugar quando chegava. Era abrir a porta, tirar a roupa e tomar banho.

    Uma vez, vinha uma mãe com uma criança pequena no colo e uma maiorzinha no banco a sua frente. Esta estava com um vestido rosa lindinho, tipo dama de casamento. Aí o nosso amigo motorista deixou um indivíduo entrar pela porta traseira com dois sacos de lixo e ele sentou justamente do lado da menina. Que dó.

    Graças a Deus, me mudei e não passo por mais nada disso.

    ResponderExcluir
  4. Caruso, até aqui na Alemanha, onde moro, tem mendigo!!! Claro, você não vê os caras pelos metros da vida, mas pelas ruas sim. São os chamados Penners.
    Abraço Cecilia

    ResponderExcluir