19/06/2011

TE ENCONTRO ÀS 25H! PODE SER?

Você é daqueles que pelo menos alguma vez na vida já pensou (ou sempre pensa) algo do tipo "Eu precisava de um dia de mais de 24 horas!" , " Por que meu dia não tem mais de 24 horas? " ou ainda " Nossa! 24 horas é muito pouco pra mim!"? Pois então! Vem para o Japão! (risos) Ao menos aqui no Japão, muitas vezes, você pode ter pelo menos, a sensação de que o dia tem mais de 24 horas! 

Calma! Eu não estou louco! Acontece que aqui no Japão, alguns horários depois da meia-noite, ou seja, 0h / 24h, eles mostram com números maiores que 24h!! Isso mesmo!!! Quer dizer, se a festa começa às 20h e vai até as 4h da manhã, provavelmente no flyer vai estar escrito "das 20h às 28h" ! Não é estran...maneiríssimo? 

Bom, no início pode parecer mesmo estranho e você pensa "como se não bastasse estar em japonês, os caras ainda me botam uma hora que não existe, ou seja, mais de 24 horas"! Mas depois acostuma.  É mais ou menos a sensação que no Brasil o Banco Unibanco/Itaú causava com o slogan "Banco 30 horas".  Mas aqui no Japão não é só um mero slogan de um banco só. É uma coisa comum! Confesso que teve uma época que eu achava que era só coisa de festa da night, porque eu só via isso em panfleto de festas em boates! Mas não! Aparecem em letreiros, placas, avisos e fachada de lugares comuns!

Vejam só! Aliás, abre parêntese! O tema deste post foi sugerido pelo leitor Anderson Watanabe que foi quem nos cedeu o direito de publicar fotos que ele mesmo tirou da fachada de um supermercado! Obrigado Anderson! Fecha parêntese!



Tem também essa outra de uma academia (que eu tirei)!



E se você também tem alguma foto com um horário com mais de 24h para mostrar, envie para o muitojapao@gmail.com que sua foto poderá ser publicada aqui no blog!  

PS.: Vale lembrar que não é obrigatório escrever desta maneira em japonês! Aqui tbm se usa AM/PM em japonês (午前/午後)ou ainda pode aparecer da seguinte maneira: 翌日2時・YOKUJITSU 2 JI, ou seja, 2h  da manhã do dia seguinte. 

10 comentários:

  1. Aqui no Brasil havia um programa religioso chamado 25ª hora, que obviamente passava à 1 da manhã. Acho que isso ajuda o sujeito a não errar a data de um avento de madrugada por exemplo. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Não, essa foi muito boa!!
    Que interessantíssimo!

    Que Muito Japão!
    Se vc não tivesse mostrado as fotos eu diria q. vc estava bêbado nas nights q. vc leu no flyer.

    Show!

    ResponderExcluir
  3. Realmente o ver a fachada do supermercado, eu achei muito estranho ou esquisito. Sem dúvida, dá para compreender que o atendimento se vai até a 01 da madrugada.

    Agora, depois de alguns anos morando por aqui, há diversas coisas que já não achamos mais estranho quando nos primeiros meses. Muito Japão mesmo é quando começamos a achar normal as coisas aqui e ao visitar o Brasil, passamos a estranhar coisas que a vida toda foi normal.

    ResponderExcluir
  4. Po, eu ainda nao me acustomei com isso nao e fico tendo que fazer conta pra saber ate que horas ta aberto! aahuaha

    ResponderExcluir
  5. muito japão :p

    sinceramente, não sei se facilita ou se complica. acho que prefiro am/pm. hihihi...

    mas acho legais esses costumes diferentes dos japoneses. eles pensam em tudo!

    ResponderExcluir
  6. Luis,

    Maneiro. Não sabia. Lembro que tinha o Fale Que Eu Te Escuto que tbm passava de madrugada...rs. Mas realmente, ajuda mesmo a não confundir e não precisa ficar explicando se é de sábado pra domingo etc etc. Tem razão! Valeu pelo comentário! Abs.

    ResponderExcluir
  7. Xande,

    Pois é! Achei mesmo Muito Japão tbm, principalmente quando percebi que não era só coisa de gente da night. Maneiro né?

    ResponderExcluir
  8. Gaijin,

    Exatamente. E eu para escrever o Muito Japão procuro pensar como brasileiro que nasceu e foi criado no Brasil, pois tbm creio que já há muita coisa que já não vejo como estranho ou extraordinário etc. Mas de qq maneira, viver no Japão é sempre uma surpresa, não é mesmo? Abs. Valeu pela visita mais uma vez, pela colaboração e pelo comentário!

    ResponderExcluir
  9. Gaijin,

    Exatamente. E eu para escrever o Muito Japão procuro pensar como brasileiro que nasceu e foi criado no Brasil, pois tbm creio que já há muita coisa que já não vejo como estranho ou extraordinário etc. Mas de qq maneira, viver no Japão é sempre uma surpresa, não é mesmo? Abs. Valeu pela visita mais uma vez, pela colaboração e pelo comentário!

    ResponderExcluir
  10. Patrick,

    hahahaha BOA! É mesmo, dependendo, é mesmo necessário parar um pouco e raciocinar, fazer uma continha...rs. Manda ver ae! Como dizem os japoneses: Ganbatte!

    ResponderExcluir