27/11/2012

"FISCAL-DEDO-DURO"

Já falei milhares de vezes aqui que os japoneses vêem as bicicletas com olhos diferentes de como vemos nós brasileiros, digo, no Japão, bicicleta tem estacionamento pago, o que significa que não é permitido parar em qualquer lugar e até passa por blitz, com direito a policiais à noite interrogando os que são parados.

Outra grande diferença está perto de algumas estações de trens e metrôs. Como, muitas vezes há estacionamentos pagos, específicos para bicicletas - alguns até que aceitam somente mensalistas - , muitas pessoas têm o costume de ir de bicicleta até a estação mais próxima de casa, estacioná-la e seguir para o trabalho de trem ou metrô. Eu sou um deles. Mas como eu também sempre digo aqui, os japoneses são seres humanos e por isso, há também os que seguem e os que não seguem regras. Isso mesmo! Tem gente que não acredita, mas também tem os que sempre dão um jeitinho de não pagar estacionamento na hora de estacionar a bicicleta perto da estação.

Por isso, é comum terem os fiscais-dedo-duro, os nipovovozinhos que estão pelas redondezas das estações para alertar aqueles que tentam parar suas bikes fora dos estacionamentos pagos. Este da foto que eu tirei com o meu celular, controla um lado da estação onde há dois estacionamentos pagos e quando alguém simplesmente deixa a bicicleta fora da vaga porque o estacionamento está cheio, ele chama a atenção da pessoa e "sugere" que o mesmo, faça uso do outro estacionamento!

E quando ambos estão cheios, é permitido, teoricamente, colocar por entre as máquinas que prendem as bicicletas, mas assim que vaga uma máquina, alguém a estaciona no local devido, ou seja, você chega pela manhã achando que não pagará nada e no fim da noite, quando retorna ao estacionamento, sua bicicleta está presa na máquina que cobra pelo tempo em que ela ficou estacionada!

PS.: No colete está o "cargo" dele de 放置自転車監視員・HOUCHI JITENSHA KANSHI IN, que seria o "Fiscal de Bicicletas Estacionadas em Locais Impróprios".

PUBLICIDADE・広告

3 comentários:

  1. Também adoraria ir até o metrô de bicicleta, mas é uma pena que aqui no Brasil bicicleta não seja tratada como meio de transporte.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a Alternativa sobre Imigração Japonesa com os Quadrinhos da Turma da Mônica! Será que também é pulicada no gibi do Brasil?

    ResponderExcluir
  3. gosto muito de Tokyo, mas é essa multidão de gente, essa falta total de espaço que mata >_<
    Até em Osaka e Nagoya só usa estacionamento pago quem quer, de resto, pode estacionar em (quase) qualquer lugar mesmo.
    Se bem que esses fiscais só devem ficar próximos a estações de grande movimento mesmo.
    Tirei algumas fotos em Shinjuku:
    http://www.flickr.com/photos/79684392@N05/page11/

    e alguns bicicletários públicos de Osaka, Nagoya e Seoul:
    http://www.flickr.com/photos/84827604@N05/sets/72157631043790156/

    Abs!

    ResponderExcluir