31/01/2012

HUMOR JAPONÊS

彼氏の携帯を見たの。あたしをなんて入れてるのか気になって。ハニーとか○○ちゃんとか入れ方あんじゃん?名前入れても、ハニーで入れても出なくて、番号検索したら、ドンキホーテ三鷹店って出てきた。

Resolvi olhar o celular do meu namorado para ver como ele registrou o meu nome. Tem, não tem? Várias maneiras de escrever? "amorzinho", "meu amor", sei lá... Pesquisei pelo meu nome e nada. Pesquisei por "meu amor", nada. Aí fui pesquisar pelo meu número e apareceu: "Don Quijote* / Filial Mitaka".

*Nome de uma loja.

VALE A PENA VER DE NOVO: CLASSE TURISTA - O MUNDO SEGUNDO OS BRASILEIROS NO JAPÃO


Sim. Achei que não fosse mais repetir, mas repetiu. O programa da BAND, O MUNDO SEGUNDO OS BRASILEIROS foi apresentado pela primeira vez na TV brasileira em fevereiro de 2011. Com uma linguagem bem moderna e dinâmica, o programa mostrou um pouco de como vivem alguns brasileiros fora do Brasil. Cada programa, um país. Eis que no programa do JAPÃO, eu fui um dos que tiveram a honra de participar deste belo e inovador programa! No ano passado, o programa já havia sido reprisado uma vez. 

Desta vez, eu nem sabia que seria reprisado novamente, mas de repente, comecei a receber mensagens de amigos, parentes, leitores e até desconhecidos dizendo que haviam me visto na TV! Não entendi nada. Minto. Desconfiei que fosse o programa. Primeiro porque depois das gravações do programa da Band, eu não havia gravado mais nada e segundo, porque enquanto eu estava no Brasil, agora em janeiro, eu cheguei a ver a re-apresentação do programa em Miami. Por isso, desconfiei que fosse o mesmo programa da Band. E era mesmo!

Gostaria de agradecer a todos que me mandaram mensagens pelo facebook, gmail e twitter! Obrigado a todos pelas belas palavras. Fico feliz que tenham gostado. Pois saibam que foi um prazer fazer o programa, eu me diverti muito com a repórter e com o câmera! Valeu mesmo galera! Obrigado! Vou tentar, na medida do possível responder a todos, um por um, mas caso não dê, sinta-se agradecido(a)!


OK! E para quem perdeu o programa - ou viu e quer ver novamente -, uma surpresa! (risos)

VALE A PENA VER DE NOVO: 
O MUNDO SEGUNDO OS BRASILEIROS - JAPÃO

29/01/2012

NÚMERO SORTEADO

No Japão é comum receber no dia 1 de janeiro,  uns postais de ano-novo. Isso porque todos os cartões enviados durante os meses de novembro e dezembro, o correio faz o grande favor de acumular e entregar todos somente no dia primeiro. Isso eu acho maneiro! ...sem querer rimar! (risos)

É através desses cartões que você sabe quem casou, que teve filho, que morreu. Isso porque, fora o último exemplo, é comum fazer um cartão postal com a foto do que se está celebrando e compartilhando.  Aí você descobre que seu amigo do ginásio - que você não vê desde essa época mas todo ano ele te manda cartão - casou com a professora de inglês por exemplo... ou que sua ex-vizinha de onde você morou qdo era criança e nunca mais a viu, mas todo ano ela sempre manda cartão - e que sempre odiou criança, está grávida do quarto filho e por aí vai...

Maneiro é que alguns vêm com números impressos no cartão para você participar de um sorteio de prêmios! E são prêmios bons, viagens, TV de Tela Plana etc...bom, tem uns prêmios, digamos, de consolação,  como cartela de selos, mas tudo bem, são prêmios!

Estes cartões são conhecidos como お年玉・OTOSHIDAMA que, na verdade, é o nome do dinheiro que as crianças japonesa recebem em um nesta época do ano.

E chega nesta época do ano os números sorteados são anunciados! Portanto, se você que mora no Japão recebeu um postal como este:



Confira os números AGORA! Se caso seu número aparecer no quadro dos sorteados e você não entender o prêmio,  escreva para o muitojapao@gmail.com, OK? Metade do prêmio será nosso! (risos) Brincadeira! Para conferir os números sorteados clique no quadro vermelho da barra lateral à direita escrito お年玉賞品当せん番号! BOA SORTE!

28/01/2012

HUMOR JAPONÊS

初Hで、一通り前戯が終了した後「入れてもいい?」と言われて、何と言い返していいのか分からずパニックになって「待ってました!」と言ってしまった。

ポルトガル語訳・TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS

Na minha primeira vez, quando passamos das preliminares, ele me perguntou "Posso colocar?".
Fiquei sem saber o que dizer, entrei em pânico e só me restou dizer: "Pode. Eu estava esperando!".

WAKU WAKU JAPANESE - LESSON 2

Hoje a professora gatinha vai falar sobre onomatopéia, ou seja, sons que na língua japonesa, podem expressar diversas coisas e são muito usadas, como verbos, adjetivos etc. Vejamos! 




O BRASIL NA MÍDIA JAPONESA

Um dia escuto que o teto de uma quadra esportiva desabou com o peso da neve, agora não me lembro o país porque vi rapidamente no telejornal. E ontem foi a vez do Brasil. Escutei no rádio, em japonês claro, sobre o desabamento dos prédios no Centro do Rio de Janeiro. Hoje saiu na CNN versão japonesa.


JAPONÊS・日本語

ブラジルでビル3棟が倒壊、4人死亡、行方不明22人 

(CNN) ブラジル・リオデジャネイロ中心部の旧市街で起きたビルの倒壊事故は、26日までに4人が死亡、22人が行方不明になっている。同氏のパエス市長が地元テレビ局に明らかにした。

事故は現地時間の25日夜に発生し、20階建てのビルと隣接する10階建てのビルと4階建てのビルが倒壊した。倒壊後に火災が発生したとの情報もある。原因は不明だが、当局はガス漏れと構造上の欠陥の両面について調べている。

現場は昼間はビジネス街、夜はナイトスポットとしてにぎわう繁華街で、オバマ米大統領が昨年訪問した際に演説を行った市立劇場もすぐ近くにある。行方不明者の捜索は26日午後も続けられ、付近一帯は引き続き封鎖されている。

倒壊現場に居合わせた人は地元テレビ局の取材に対し、まるで地震が起きた時のように周辺の建物が揺れたと話し、倒壊したビルの中に人がいるのが見えたという証言もあった。

リオデジャネイロ州のカブラル知事は犠牲者を悼んで3日間の服喪を宣言、ルセフ大統領も哀悼の意を表した。

リオデジャネイロでは2014年にサッカー・ワールドカップ(W杯)が、16年には五輪の開催が予定されている。




VOCABULÁRIO・語彙
ブラジル・burajiru・Brasil
リオデジャネイロ・riodejaneiro・Rio de Janeiro
中心部の旧市街・chuushinbu no kyuushigai・centro antigo
ビル・biru・edifício, prédio
倒壊・toukai・desabamento
事故・jiko・acidente
死亡・shibou・morte
行方不明・yukuefumei・desaparecimento
パエス市長・paesu shichou・prefeito (Eduardo) Paes
地元テレビ局・jimoto terebi kyoku・mídia local
現地時間・genchi jikan・horário local
夜に・yoru ni・à noite
20階建てのビル・nijyuu kai date no biru・prédio de 20 andares
隣接する・rinsetsu suru・estar próximo
火災・kasai・incêncio
情報・jouhou・informação
原因・gen in・causa
不明・fumei・indefinido, desconhecido
ガス漏れ・gasumore・escapamento de gás
構造上の欠陥・kouzoujou no kekkan・falha na estrutura
ビジネス街・bijinesugai・centro comercial
オバマ米大統領・obama daitouryou・presidente Obama
行方不明者・yukuefumeisha・desaparecidos
封鎖されている・fuusasareteiru・interditado

地震・jishin・terremoto
周辺・shuuhen・cercanias
揺れた・yureta・tremeu
証言・shougen・testemunho

リオデジャネイロ州・riodejaneiro shuu・Estado do Rio
カブラル知事・kaburaru chiji・governador Cabral
3日間・mikkakan・três dias (duração)
服喪を宣言する・fukumo wo sengen suru・decretar luto
ルセフ大統領・rusefu daitouryou・presidente Dilma
哀悼の意を表した・aitou no i wo hyoushita・expressou condolências

サッカー・ワールドカップ(W杯)・sakkaa warudo kappu・Copa do Mundo
五輪・orinpikku・Olimpíadas

PUBLICIDADE・広告

26/01/2012

DoNaDa: SE VIRA NOS TRINTA

Aqui o povo é viciado em mapas! Tanto que muitos anúncios, principalmente nos outdoors, mesmo com um lindo design, tem sempre um mapinha no canto para "estragar" tudo. Outra coisa muito comum nos anúncios é a distância que o estabelecimento está localizado partindo da estação de trem ou metrô mais próxima. Isso no Brasil eu sei que também informam, principalmente, os anúncios de condomínios residenciais. Normalmente aqui a gente vê 駅から徒歩5分・EKI KARA TOHO GO FUN, que significa, "caminhando, da estação, são 5 minutos". Quem mora aqui vai ver muito essa palavra nos anúncios ou mesmo em cartazes e panfletos de eventos. 徒歩・TOHO. Mas o interessante é que no máximo, digo, no mínimo que eu já vi foi 徒歩2分・TOHO NI FUN, o que, é claro, enfatiza que o local é bem perto da estação, ou seja, é prático e conveniente chegar até lá. Tudo bem! Mas dia desses vi um que bateu o recorde! 


... "30 segundos caminhando" é brincadeira, né não?! (risos) Praticamente ao lado da estação! E será que não bastava dizer só isso? ..."praticamente ao lado da estação"? Bom, pelo menos conseguiu o que queriam, chamar a atenção! Porque tão perto assim, eu nunca tinha visto! Pois então! Quem dá mais?! Quem dá mais?....ops...Quem dá menos?? Se você tem uma foto com menos tempo, envia pra gente!

22/01/2012

ATENDIMENTO AO CLIENTE

Sim, Isso no Japão não tem igual! A gentileza dos lojistas é uma coisa impressionante mesmo. Agora sim eu entendo o choque que leva um japonês quando vai para o exterior e exige bom atendimento. Tirando o fato da robotização dos funcionários japoneses, há algumas coisas que me encantam no atendimento do Japão.

O quê? Por que robotização? Ah sim, é porque muitas vezes eles não mostram sentimentos, não dão opinião, não conversam e fazem sempre a mesma coisa, mesmo que você seja um cliente assíduo. Aliás achei o máximo quando estive no Brasil agora de férias e quando fui cambiar meu dinheiro a mocinha do caixa comentou sobre a capinha do meu iphone e disse ter achado maneirinha. Achei aquilo o máximo! Nossa, a funcionária conversou comigo, deu sua opinião e nada atrapalhou no serviço a que ela estava prestando e nem eu deixarei de ir lá por causa disso. Pelo contrário, adorei! 

Aqui é aquela velha história do imput. Se colocou um chip para dizer um texto tal, é aquele texto que o balconista irá dizer a todos! Quer um exemplo? Bom, já comentei aqui no blog sobre a mulher do caixa do Starbucks que perguntou ao cliente se ele iria consumir lá ou levar para casa, sendo que ele estava com um saco de pó de café na mão! Mas coitadinha, ela deve ter sido instruída a perguntar aquilo a todos os clientes, mesmo que o cara tenha comprado um saco de pó de café. (risos)

Mas eu presto atenção nos detalhes. Por exemplo, há uma expressão muito bonita em japonês que se diz お待たせしました・OMATASE SHIMASHITA que ao pé da letra seria algo como "Desculpe tê-lo feito esperar". Linda não?! Eu acho o máximo e o "cúmulo" da educação pedir desculpas ao cliente por tê-lo feito esperar! Mas quando é usada por um nipo-robô, eu fico "pra morrer"! Sim, porque se a balconista fala isso depois de demorar uns 5 minutos atendendo o cara que está na minha frente e neste meio tempo eu estou em pé esperando sem fazer nada, tudo bem que ela me receba com um cumprimento deste tipo. Acho lindo, volto a dizer! 

Mas cá entre nós! Se o cara não esperou quase nada, precisa dizer isso?!? E o pior! Tem vezes em que o caixa está vazio! Você chega em primeiro e é logo atendido pela mocinha! Mas você acredita que ela fala do mesmo jeito!?! "Desculpa tê-lo feito esperar". Mas quem esperou se eu acabei de chegar no balcão e como não havia outra pessoa ela logo me atendeu?!?!?! Entendeu a gravidade do problema! 

É que mais uma vez, coitadinha, o chefe deve ter colocado um chip nela com a informação de que ao começar a atender QUALQUER cliente, ela deve começar primeiro cumprimentando com a expressão お待たせしました・OMATASE SHIMASHITA. Pronto. Aí não importa se o cliente acabou de chegar ao caixa, se estava 2 minutos na fila até ser atendido, se esperou 5, 10, 15 segundos, minutos, hora até ser atendido, ela vai dizer aquilo a TODOS! Isso, na minha opinião, tira todo o "glamour" que a expressão representa na relação cliente-lojista. 

Claro. Aí alguém vai dizer: "É melhor do que não dizer nada e fazer cara feia". Concordo. Plenamente. E digo mais! Sinto falta da expressão quando realmente esperei chegar a minha vez para ser atendido. Aliás acho horrível esperar na fila e ver que a mulher do caixa falou para todos na fila お待たせしました・OMATASE SHIMASHITA e quando chega a minha vez ela não fala nada. Bom, isso já é outro assunto, mas acontece direto.

Outra coisa que admiro muito no atendimento japonês é o fato de entregarem tudo com as duas mãos. Acho lindo! Entregar um cartão de crédito com as duas mãos é demais! E ainda agradecer! Putz! Muito bom e muito educado! Com as notas também é assim. Tem caixa que conta uma por uma por você, como se você estivesse conferindo o troco e depois junta todas as notas bonitinhas e te entrega com as duas mãos, uma sobre a outra. Lindo!

Por falar em entregar, outro detalhe que me chama muito a atenção é o fato de muitos lojistas nos entregarem as sacolas pela alça! Muitos têm a mania de enrolar uma alça na outra e te entregar nas mãos e só largam a sacola depois que você a segurou. Muito maneiro mesmo! Acho o máximo!

E você que mora aqui no Japão? Tem algo no atendimento japonês que você goste ou não goste? Comente para que outros leitores saibam, principalmente os que não moram no Japão ou nunca vieram.
Aliás quem já esteve de passeio por aqui também pode dar a sua opinião, claro!

Espero vocês!
Até a próxima!

WAKU WAKU JAPANESE

Olá! Que tal aprender um pouco de japonês? Achei este curso maneirinho, além da professora ser uma gracinha também! Vou publicando pouco a pouco os vídeos com frases e expressões úteis em japonês. Espero que gostem! Na primeira lição, Konomi, a professora gatinha, ensina como se apresentar em um primeiro encontro. Confiram!


21/01/2012

BOLSA PARA O JAPÃO: INSCRIÇÕES ABERTAS

Atenção quem estuda japonês em alguma universidade brasileira! Estão abertas até o dia 14 de fevereiro as inscrições para a bolsa de estudos do Ministério da Educação do Japão. A bolsa é para estudantes universitários de língua, literatura e cultura japonesa para aprimoramento da língua e estudos japoneses em vários aspectos. Assim está descrito do site da Embaixada do Japão no Brasil. Confira! Clique na figura abaixo e veja o edital! Boa Sorte para quem se animou!!


20/01/2012

O QUE ESTÁ PASSANDO NO CINEMA NO JAPÃO?

Me senti no próprio De Volta Para o Futuro! Soube hoje que o filme Penthouse - no Brasil com o título de Roubo na Alturas -  irá estrear aqui no Japão só no mês que vem, no dia 3 DE FEVEREIRO! E pensar que eu já assisti ao filme estrelado por Eddy Murphy e Ben Stiller no cinema, lá no Brasil! ...bom, não é novidade que os filmes demoram a chegar por aqui. Até que este foi bem rápido,  se comparado com alguns outros que no Brasil já saíram até em DVD e aqui no Japão nem estreou no cinema! O desenho RIO, por exemplo, nem chegou a passar nos cinemas em rede nacional aqui no Japão! 



Se você não assistiu, veja aqui o trailler!

ポルトガル語の字幕・LEGENDAS EM PORTUGUÊS




日本語の字幕・LEGENDAS EM JAPONÊS



Clique no cartaz do post para acessar a página oficial do filme no Japão!



広告・PUBLICIDADE

11/01/2012

EU VOLTEI !

Sim. Estou de novo no Japão! Aliás, acordei hoje com a nítida impressão de que tudo não passou de um sonho. Sério mesmo. O clima quente, as pessoas, o contato (físico de verdade com beijos e abraços) com familiares e amigos, as comidas, as sobremesas, os lugares, a praia, tudo, não passou de um sonho.

Estranha foi a sensação de ser turista no próprio país e na própria cidade. Tive até que pedir informação sobre que metrô tomar, pois havia mudado tudo. Os ônibus estavam de cores diferentes das cores de quando eu estive por lá na última vez.

Também é interessante vivenciar o choque cultural às avessas. As pessoas falam alto, gesticulam muito. Nas filas do banco e nos sinais de trânsito, as pessoas se aproximam bastante uma das outras. Ver gente falando ao celular em pleno trem também achei diferente, porque aqui no Japão, para quem não sabe, é proibido falar nos trens e metrôs. Aliás nos ônibus também não pode e tem restaurante que proíbe também. Achei o ar do Brasil mais alegre. Pode ser que seja por eu estar de férias e estar em um clima diferente da maior parte das pessoas por lá, mas achei as pessoas mais animadas, mais contentes, mais "pra frente", mais bonitas.

OK. OK. Antes que falem que eu estou sem noção, que eu deveria voltar para o Brasil, que eu estou fora da realidade e para as pessoas que adoram falar mal do Brasil e que sonham ainda que o primeiro mundo é um lugar perfeito, sem mazelas, aí vai minha observação: o Brasil ainda tem muito o que aprender com  relação ao tratamento com o cliente.

Ao mesmo tempo que eu a-do-rei poder conversar com humanos nos caixas e ser compreendido e poder estabelecer um diálogo de gente para gente e também adorei quando a mocinha do banco comentou sobre a minha capinha do iphone, ou seja, ela pôde demostrar sua opinião e isso não me ofendeu em nada e muito menos atrapalhou o serviço, achei feio escutar funcionários conversando entre si sobre assuntos pessoais diante dos clientes. A postura de algumas vendedoras e caixas de supermercados também não é das melhores. Acho que poderiam ser mais simpáticas e manter uma postura de trabalho. Não precisa ser tão robotizada e sem sentimentos e proibidas de se comunicarem, mas que pelo menos saibam que estão diante de um cliente. Acho que essa consciência ainda falta no Brasil.

Também senti falta dos horários dos metrôs e um pouco mais de sinalização também ajudaria. Nos ônibus, eu nem falo porque também já seria demais, mas para nós que vivemos no Japão onde até os ônibus têm horário para chegar, dá para entender a aflição que deve sentir os japoneses que já nasceram e cresceram com essa coisa de horário marcado.

Mas achei o máximo poder conversar com gente que eu não conhecia nas ruas, nas filas, no metrô! Gostei também de acordar cedo e ir à padaria comprar pão francês quentinho que tinha acabado de sair do forno e ir correndo para casa e passar margarina e por fatias e fatias de queijo!!! Gostei dos doces, dos salgados que comi! Joelho recheadão! Quindim amarelinho e cheio de côco! Tomei picolé Kibon! Bebi mate com limão na praia! Fui a um rodízio de pizza de verdade!!! Com sabores e mais sabores e fofíssimas, quentinhas e saborosas! Foi demais!!!

Ah! Lembrei! Achei prático e moderno o sistema de pagar a conta na mesa, cada um com seu cartão e poder escolher entre crédito ou débito. Aqui no Japão ainda está atrasado neste sentido. Não tem, pelo menos nunca vi, essa opção de débito, e muitos restaurantes não permitem sequer poder cada um pagar o seu. Em muitos lugares, temos que pagar tudo junto e no caixa. Achei realmente cômodo e moderno cada um pagar o seu, com seu cartão e à mesa! Legal mesmo!

Fui ao cinema! Fui ao show da Mako que se apresentou com o Exalta Rei no Lapa. Aliás a Lapa (do Rio) está maravilhosa para se divertir com amigos!!! Fui a um show do namorado de uma amiga da faculdade e que arrasou no palco. Também na Lapa! O show de samba e MPB com música ao vivo e discoteca só com música brasileira das antigas foi de matar!!!! Recomendo: show do Exalta Rei, 4 Valetes e a casa Sacrilégio na Lapa!

Passei o ano novo na praia de Copacabana! Vestido de branco, tomando champagne e gritando, dançando e cantando! Feliz! Rindo! Contagem regressiva gritando em português não tem igual! (risos) ...e a única que traz aquela emoção que vem do coração e transborda em lágrimas inconscientes...

Fui com meu irmão mais novo almoçar e tomar umas cervas com amigos do trabalho dele. Como é bom  conhecer gente nova e no mesmo instante se sentir à vontade de fazer piadinhas e conversar como se fossem amigos do meu próprio trabalho. Rir, contar piada, falar sacanagem, palavrão sem cerimônia e sem mas mas logo no primeiro encontro é muito bom! Aliás, a feijoada que eu comi estava ótima também!

Também gostei da facilidade de se ir beber algo à noite e não ter que se preocupar com o último trem ou ter que pagar uma fortuna de táxi. Fui com meus irmão e minha cunhada a um bar à noite, já passavam das 23h e estava chovendo. O bar? Lotado! Tivemos que esperar para entrar! E nada de "last order" (último pedido - que é quando aqui no Japão eles expulsam os clientes). Entramos, bebemos e comemos à vontade!!! Parecia meio dia!!! (risos) Foi o máximo!!!

Encontrei velhos amigos, amigos de infância, do colégio, do trabalho. Fui no Instituto Cultural Brasil Japão onde lecionei por alguns anos. Voltei no tempo! Fui nas casas dos parentes e amigos que consegui ir. Fiquei sem ver muita gente, mas pelo menos liguei. Mas queria poder tido tempo de encontrar a todos! 

Valeu a pena ter ido!! Minha família nem se fala. Tornaram minha viagem um sonho real!!! Me senti um brasileiro indo passar as férias em uma praia em Cancun - nunca fui, mas imagino a sensação! Foi maravilhoso! Ótimo!!! Divertido!!! Emocionante!!!

Valeu Brasil! Valeu pessoal! Valeu minha famïlia!
Não posso ficar muito tempo sem voltar ao Brasil.
Já aprendi.