17/12/2013

FAXINA GERAL


A palavra que a gente mais ouve nessa época do ano é OOSOUJI・大掃除. Bom, exagero meu, confesso, porque há outras tantas palavras que aparecem nesta época do ano, mas OOSOUJI・大掃除 foi uma das palavras que quando ouvi, achei que não era nada de extraordinário além do significado literal de "faxinão", ou "faxina geral".

Normalmente quando a gente pensa em fazer aquela faxina caprichada, a gente pensa em fazer quando o local já está em situação de calamidade pública, o que para algumas pessoas, pode ser uma situação que se repete várias vezes ao longo do ano.

No Japão, parece que o tal "faxinão" só é lembrado no final do ano. É quase que como no Brasil a gente fala em carnaval no início do ano. As lojas fazem questão de vender produtos de limpeza, fichários, pastas ou qualquer coisa que sirva para organizar, limpar, mudar, tudo para você pegar firme a sua casa, o seu quarto, o seu escritório para poder receber o ano novo "nos trinques". 

O mais intrigante de se fazer uma faxina geral no final do ano talvez seja o fato de nós, funcionários da empresa, sermos quase que obrigados a fazer a faxina não só da nossa própria mesa, como também do andar em que trabalhamos! Isso mesmo. A notícia normalmente vem por email, como o dia e horário da faxina e quem está escalado para fazer o quê - inclusive, antes que perguntem - , a limpeza do banheiro! Tudo bem que as criancinhas na escola do Japão já aprendem esse senso de coletividade desde cedo e também limpam os banheiros da escola, mas não deixa de ser bizarro você mesmo ter de limpar a empresa onde você trabalha, organizar e tirar o pó dos armários, jogar papéis fora etc. Claro, vou confessar, a ideia, a filosofia e, principalmente o resultado são tão bons quanto. Mas que no início soa meio estranho e até contra a religião, isso eu não posso negar. Depois - como tudo no Japão - se acostuma! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário