12/08/2014

CARNAVAL NO JAPÃO

SIM! Tem carnaval no Japão. E digo mais! Desde de 1981! Desde essa época é realizado o desfile de carnaval em Asakusa, um dos bairros mais tradicionais de Tóquio! Este ano, o desfile será este mês, no dia 23 de agosto! A parte Muito Japão da história, acho que fica para o excesso de seriedade ou não sei se seria a falta de algo bem brasileiro, uma diversão mais contagiante, uma alegria mais conjunta, não sei exatamente o quê, mas se você espera ver um desfile estilo sapucaí, esquece! Claro! É outro país, outra cultura, outro gingado. Não estou dizendo que é ruim! É diferente. Mesmo com a presença de muitos japoneses que já conhecem bem o Brasil, de japoneses que sambam, cantam e tocam muito bem instrumentos típicos do nosso carnaval, de vermos bandeiras brasileiras, de terem brasileiros infiltrados, mesmo assim, é diferente.




E é justamente nesse ponto que os brasileiros se destacam no festival. As passistas brasileiras simplesmente arrasam! Não que as japonesas não saibam sambar ou cantar. Não é isso! Mas basta uma passista brasileira aparecer no desfile que os fotógrafos amadores de plantão iniciam seus trabalhos! De resto, ficam só vendo "a banda passar". Quando na verdade o que eles quererm mesmo e ver "uma bunda passar"! Volto a dizer. Não que as japonesas não sambem bem. Mas acho que é mais ou menos como uma loira linda, gostosa, vestindo yukata e dois hashis enfiados no cabelo na frente de um restaurante japonês no Brasil. Deu pra entender? Lembro que me choquei também com a cena de um policial exigindo que um pai descesse o filho que estava em seu ombro para poder ver melhor o desfile. Parecia que o pai estava, sei lá, fumando maconha em meio à multidão. Fora que é muita, muita gente! O desfile é na rua mesmo que é fechada durante o desfile  - e aberta quase que minutos depois do último passista cruzar a avenida genérica. Portanto, não há lugar para sentar. Para ver alguma coisa, ou você chega cedo, bem cedo mesmo, ou vai ver apenas flashes do desfile, por entre as pessoas que se aglomeram nas bordas da rua. E se você é uma pessoa baixa, esquece! Não verá praticamente nada. O macete é ir para as pontas, ou seja, ou onde os grupos saem ou onde seria, digamos, área da dispersão. Mas acho que não há nada mais Muito Japão do que o cartaz da propaganda do evento que todo ano eles divulgam no Japão, principalmente, se analisados com olhos, bem brasileiros, olhos de quem se acostumou com uma Globeleza como símbolo do Carnaval ou, eu diria, com olhos de todo gringo - alemães ou italianos talvez mais - que vêem nosso carnaval. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário