17/11/2008

Holanda x Japão


Calma que essa foto é outra!! Não é a mesma foto que foi publicada em outros posts antigos. É que ontem, ontem(!) dia 17 de novembro, foi a vez dos bam-bam-bans da Universidade de Waseda (早稲田大学), umas das mais top das tops universidades japonesas, a darem uma coletiva de imprensa para se curvarem diante dos jornalistas para se desculparem porque, segundo a matéria publicada no jornal japonês Mainichi, foi encontrado e preso, o sétimo aluno que fumava maconha. O sétimo aluno da universidade de Waseda toda !!! 1, 2, 3, 4, 5, 6, SETE !!!

Um dos carinhas, de 21 anos, preso ontem, disse que aprendeu sobre a Holanda em uma das aulas da faculdade, e isso despertou o interesse dele pela planta! Foi encontrado na casa dele, quatro vasos, cuidadosamente regados todos os dias...

Para finalizar, eu destacaria uma frase publicada na matéria do Mainichi: 大麻を巡っては、慶応大や同志社大など伝統校の学生に加え、芸能人や力士、プロテニス選手まで若年層を中心に摘発が広がり、社会問題化している。


Em português claro: “Essa questão das drogas tem se tornado um problema social, já que é cada vez mais constante os casos descobertos entre a classe jovem principalmente. Além de alunos de universidades tradicionais, como a Keio e a Doshisha etc, casos de artistas, jogadores profissionais de tênis e até lutadores de sumô já vieram à tona”.


Palavra do Dia:
栽培する・saibai suru ・cultivar


Exemplo:
自宅で大麻を栽培する
(Cultivar maconha em casa)

11 comentários:

  1. Ai ai ai... de onde vem essa inocência toda? Não existem programas sobre drogas no Japão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se existe algum programa aqui no japao... deve ser paga e cara... eu msm nunca ouvi falar... e tb nunca vi na tv alguma campanha contra drogas... nem na rua...

      Excluir
  2. Nooooooossaaaaaaaa,
    até parece a USP :P

    ResponderExcluir
  3. PARA KIKA,
    Sinceramente, eu não saberia te responder. É incrível. É o que eu posso dizer. Obrigado pela visita! Volte sempre!

    ResponderExcluir
  4. PARA ANA ELISA,
    Só a USP? (risos) Ana, obrigado pela visita! Volte mais vezes!

    ResponderExcluir
  5. Imagina se fosse na PUC?! O Padre Hortal (reitor) iria ficar para sempre abaixado!!! O que rola nas casas dos diretórios é notório! Agora estão até falando em prostituição no campus... Imagina se fosse no Japão?! Apesar que existe sim a prostituição de jovens estudantes colegiais japonesas, né? Realmente seria algo a se pensar sobre os programas de conscientização, pois se existe para terremotos e pêlos e outras coisas, deveria ter para questões como drogas e prostituição de jovens...

    ResponderExcluir
  6. Essa história ainda não acabou, pois ainda não pegaram a madrasta, o príncipe,o caçador,o espelho mágico e ,claro, a chefa: Branca de Neve.

    ResponderExcluir
  7. Que absuuuuuuuuuuuurdo !? Como pode ?! 7 !? é o fim do fim!!

    Estou com a leitora, não existe programa contra as drogas?

    ResponderExcluir
  8. No Japão a posse da semente de cannabis ou mesmo ou a simples comprovação de THC no exame de sangue não é crime, mas o plantio sem licença, posse e consumo da folha de maconha é crime. Simplesmente porque há plantações legais de cannabis na província de Tochigi para extração de fibras e uso medicinal. A semente torrada é vendida como ração para passarinho em qualquer pet shop e até faz parte do ingrediente na pimenta que usamos no Udon. Não proibiram totalmente porque alegam tradição e acabaram abrindo esta brecha. Tinha até plantação de maconha natural no pátio de um presído de Hokkaido, porque lá cresce que nem capim.Com tanta facilidade assim, inevitável casos como estes nas universidades japonesas.

    ResponderExcluir
  9. 大麻 = taima = Maconha
    麻 = asa = Linho
    麻布 = asafu ou azabu = Tecido de Linho ou nome de um famoso bairro de Tokyo
    麻の実 = asa no mi = semente de maconha utilizado no 七味唐辛子 (shitimitougarashi), literalmente pimenta de 7 sabores.
    Tirando o Grande "麻-asa", todos os outros "麻-asa" é legalizado no Japão. E o mais curioso, tem sites na internet vendendo a semente exclusivamente para "observação" pois seu cultivo é ilegal.

    ResponderExcluir
  10. PARA TODOS,
    Obrigado pelos comentários. Para Nagoyano, obrigado pela aula! E se você ainda não comentou, sinta-se à vontade...

    ResponderExcluir