10/03/2009

...e por falar em Tóquio !!

Nasci e fui criado na 83ª cidade mais cara do mundo!!



Mas, hoje, eu vivo na ...


Tóquio volta a ser cidade
mais cara do mundo

Aliás, por fala em Tóquio, uma curiosidade: o povo aqui, mesmo em português, adora escrever Tóquio em inglês: Tokyo!! Não estou falando dos japoneses não! Nem dos gringos!! São brasileiros mesmo! Mesmo nos jornais em língua portuguesa, voltado para os brasileiros que vivem no Japão, Tóquio vira Tokyo, exatamente como se escreve em inglês. Repare esta mesma notícia publicada no site do jornal:


Acho que o povo vê no jornal e acha que a grafia da capital japonesa em português já acabou, caiu em desuso, sei lá, e o erro vai se propagando. Conclusão: Tudo que é em português, mas é produzido aqui no Japão, a capital do Japão é TOKYO!! É revista, panfletos, sites em português, em todos, está lá: Tokyo!! Por enquanto, a embaixada, os consulados e os sites dos bancos, como BB e Itaú são os poucos que ainda estão imunes! Lá a capital do Japão ainda é Tóquio, isto é, escrito exatamente como eu, você e tantos outros milhões de falantes lusófonos já escrevemos há anos e ninguém deixou de saber a que lugar estamos nos referindo.


Para quem não viu a matéria sobre o último levantamente das cidades mais caras do mundo, a FOLHA ONLINE publicou (para nossa felicidade, com um português impecável e para mim, até certo ponto, saudoso!): Tóquio recuperou a posição de cidade mais cara do mundo, à frente da também japonesa Osaka, segundo um estudo do EIU (Economist Intelligence Unit), da editora da revista "The Economist", no qual Rio de Janeiro e São Paulo dividem o 83º lugar. Em terceiro lugar ficou Paris, seguida por Copenhague (Dinamarca), Oslo (Noruega), Zurique, Frankfurt, Helsinque e Genebra. Londres, que ocupava a oitava posição, caiu para a 27ª, Barcelona subiu da 19ª para a 18ª e Madri se manteve na 20ª. Outras cidades caras são Cingapura, que ocupa o décimo posto, Hong Kong, que subiu do 28º para o 11º, Dublin, que ficou em 13º, e Bruxelas e Milão, que dividiram o 14º. Entre as cidades latino-americanas, Caracas é a que tem o maior custo de vida, após subir do 35º para o 21º lugar, sendo mais cara do que Chicago, Los Angeles e Nova York --todas em 23º, mesmo tendo subido do 39º lugar que dividiam na lista anterior. As cidades mais baratas continuam sendo predominantemente as asiáticas, como as indianas Nova Délhi e Mumbai, na 129º e 130º, respectivamente, e Karachi, no Paquistão (132º). A maior queda na lista foi da capital da Ucrânia, Kiev, do 65º ao 124º lugar.

Para homenagear a cidade mais cara do mundo, um trava-língua em japonês:

東京特許許可局局長
tookyoo tokkyo kyoka kyoku kyoku choo
chefe do departamento de concessão de patentes de Tóquio

4 comentários:

  1. Oi, Caruso! Você tocou num ponto certíssimo, é verdade, eu mesma acostumei a escrever TOKYO, não sei, talvez por ser mais fácil e rápido escrever no teclado japonês, os acentos ficam todos invertidos, hehehe vou tentar corrigir esse hábito:D

    []`s

    ResponderExcluir
  2. adorei o trava-língua! trava meeeeeeeeesmo! e tem 2 kyoku? não foi você que colocou 1 a mais não?? cruzes! eu ia achar que o cara tava gago!

    bom, mas também queria falar que sinto o maior orgulho da minha querida TÓQUIO ser a cidade mais cara do mundo. não sei se isso é bom, mas eu acho chique! hihihi...

    e quanto ao TOKYO e TÓQUIO, eu me sentia tão indignada com a mistura do português com o japonês, quanto você.

    mas hoje estou menos resistente, pois entendo que isso acontece em todo o mundo. no brasil, o povo usa tanta palavra em inglês quanto nós usamos em japonês aqui.

    fui ver uma receita nem sei de que, num site do brasil, e lá estava escrito cream cheese e por aí vai.

    no caso da imprensa brasileira no japão (detalhe, jornal só tem 1 agora né! hihihi), acredito que isso seja para facilitar o entendimento do leitor. o tokyo com KYO não seria inglês, mas o jeito romanizado da palavra em japonês. o mesmo que a gente vê nas placas etc e tal...

    não digo que acho certo! eu também acho legal preservar a língua portuguesa. mas é uma tendência e merece teses e mais teses de mestrado, doutorado e por aí vai. e também merece discussões, enfim, um acordo ortográfico!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, não consegui falar esse trava língua nem lendo os kanjis... hahaha
    Eu sempre escrevi Tokyo, mesmo muito antes de pensar em vir ao Japão. Por ser ma maneira como leio os kanjis. Tá tá, lendo do jeito que se escreve em japonês seria とうきょう. Porque sempre achei errado "traduzir" nomes e Tóquio seria uma espécie de tradução. Assim como acharia errado se São Paulo virasse Saint Paul, ou o Rio de Janeiro virasse River of January.
    Engraçado essas coisas que nos incomodam. Sempre me incomodou brasileiros que falam e escrevem Ozáka ou Fuji quando morando aqui é fácil saber que é おおさか e ふじ. Será que deu pra entender? Afff... sou chata demais nessas coisas. Melhor nem pensar =p

    ResponderExcluir
  4. PARA LURIA, KARINA, HERIKA,
    Obrigado pelo comentário de vcs. Acho até que concordo com um pouco de cada uma. É realmente uma questão de hábito e como disse a Karina, uma questão de render tese. Mas estou com a Herika qdo disse que há coisas que nos incomodam, e isso é verdade. Não sou contra os estrangeirismos, mas gosto de usá-los, qdo nosso língua fica nos devendo um termo mais apropriado. Mas Tokyo, nós temos: Tóquio!...chato demais eu tbm né Herika...hahaha. Valeu pessoal!

    ResponderExcluir