01/06/2009

GENTE MUITO JAPÃO

Quer coisa mais Muito Japão do que seu próprio povo?! Pois é! Agora aqui no MUITO JAPÃO, teremos entrevistas EXCLUSIVAS com japoneses puros e puros japoneses!!! Mas para não sair entrevistando Buda e o mundo, resolvi selecionar um pouco. Vou entrevistar, eu mesmo, japoneses que curtem o Brasil, que cantam o Brasil, que amam o meu, o nosso país! Enfim, japoneses que nasceram aqui, mas que no fundo, no fundo, metade do coração é verde-amarelo e eles fazem de tudo para mostrar que Brasil e Japão têm muito o que aprender e ensinar um ao outro!

Para estrear a seção GENTE MUITO JAPÃO, eu entrevistei a cantora e percussionista Masako. Mas por que ela? Por vários motivos. Posso citar alguns! Primeiro porque eu tive o prazer de conhecê-la quando eu ainda morava no Brasil. Segundo, porque ela ainda mora no Rio de Janeiro, minha cidade natal e, em terceiro lugar, porque ela está soltando a voz e mandando ver!!! Ela tem estado ocupadíssima com várias apresentações, não só no Rio, mas em várias cidades do Brasil e do Japão também!! Da última vez que a vi, foi no caderno RIO SHOW do jornal O GLOBO, como dica de show para o final de semana!! Maneiríssimo! Bom, chega de blá-blá-blá! Com vocês Masakooooo!!!


Masako nasceu em Kobe e é apaixonada pela música brasileira. No currículo, traz apresentações com Roberto Menescal, Nico Resende, João Lyra, Wanda Sá, Robertinho Silva, entre outros. Masako toca percussão no Monobloco e faz parte de um grupo de percussão chamado Mulheres de Chico só de mulheres tocando os repertório somente músicas do Chico Buarque de Holanda. Também é integrante do grupo PianOrquestra. Masako faz apresentações no Japão também! Em suas viagens ao país, desde 2006, ela apresentou seu show, “Brasileiríssima” nas cidades de Tóquio, Yokohama, Akita, Morioka, Nagóia, Osaka, Quioto, Kobe, entre outras. Sua banda é formada por músicos japoneses, como Jyoji Sawada no baixo, Yutaka Yamada,violão de 7 cordas, コーコーヤ(ko-ko-ya) e outros. Eles tocam músicas brasileiras conhecidas e também músicas de autoria deles. Conheça um pouco mais da Masako…



1. Qual o seu nome completo?

Masako Tanaka

2. Como surgiu o interesse pelo Brasil?

Desde criança eu sempre quis ser cantora. Aliás, segundo minha mãe, antes mesmo de eu começar a falar, eu já cantava! Quando me dei conta, eu já estava fazendo apresentações de Bossa Nova em Osaka, minha terra natal. Me juntei a um grupo e comecei a trabalhar cantando Bossa Nova. Nessa época, eu não tinha nenhum interesse pelo Brasil e nem por músicas brasileiras. O que eu queria era simplesmente cantar e continuar me apresentando em bares e restaurantes. Cheguei a cantar jazz depois que deixei o grupo, mas, não sei se eu era muito jovem, mas senti que aquilo não era a minha praia. Foi quando comecei a trabalhar efetivamente como cantora e recomecei a ter mais interesse pela música brasileira e passei a pesquisar mais.

Tive muita influência da cantora Clara Nunes. Aliás isso também foi interessante porque acabei comprando o CD da Clara Nunes, não por causa da música dela em si, mas porque achei ela linda de perfil, na foto da capa. Assim que cheguei em casa botei o CD para tocar e, tomada pela emoção, ouvindo aquela voz, não pude conter minhas lágrimas...
No dia 17 de janeiro de 1995, fui vítima do grande terremoto de Kobe e aprendi que na vida há coisas que são tão efêmeras e outras extremamente valiosas. Assim, mudei meu modo de ver as coisas e passei a acreditar que se a gente não fizer agora o que a gente quer fazer, a vida perde o sentido. E o que eu queria era explorar o país do samba que eu tanto admirava. E foi aí que decidi que era hora de ir ao Brasil! Esperei 5 anos para então, em 2000, viajar ao Brasil pela primeira vez a passeio!! Voltei ao Japão e cerca de 1 ano depois, decidi que gostaria de morar do Brasil por um tempo. Vivo até hoje, no Rio de Janeiro. Para mim, tudo se resume a música, música, música. É como se meu coração batesse em ritmo de música brasileira.


3. O que achou? Qual foi sua primeira impressão?

Bom, como logo na primeira vez que desembarquei no Rio eu fui para o bairro de Ramos, subúrbio do Rio, posso dizer que foi um choque muito grande. Eu não falava nada de português, não conhecia praticamente ninguém. Já estava começando a ficar neurótica uma época.

4. Quando resolveu ir para morar?

Eu já tinha ficado 1 ano e meio visto estava para vencer. E como eu queria estudar mais português, decidi renovar o visto. Talvez se eu não tivesse conseguido renovar meu visto, eu teria voltado para o Japão depois desse 1 ano e pronto.

5. O que faz no Brasil atualmente?

Trabalho com música. Sou cantora e percussionista. Como percussionista, me apresento nos grupos Mulheres de Chico, PianOrquestra e, como cantora, me apresento nos grupos de samba e choro Sushi na Brasa, e de Bossa Nova, com o Japa Bossa Nossa. Atualmente, estou gravando no Brasil meu primeiro álbum solo, Algumas Cores. A previsão é que o CD seja lançado em setembro.



Masako e o PianOrquestra



Mulheres de Chico



Sushi na Brasa




6. O que você mais gosta do Brasil?

O lado humano de ser humano e viver como um ser humano.

7. Sente saudades do Japão? Do que mais sente falta?

Claro que sinto. Sinto muito até por não poder oferecer nada a minha família, meu pai e minha mãe que estão longe. Por isso, ao menos quero viver a vida da melhor maneira, pois assim, posso demostrar minha verdadeira gratidão pela vida que eles me concederam.


8. Conte algo sobre diferenca cultural.

Nossa, tem tanta coisa que fica difícil dizer tudo (risos). Talvez a principal seja o que eu acho que ainda falta no Japão é essa coisa de contato de pele, a forma de carinho é diferente. No Brasil, mesmo que não seja uma criança, em qualquer idade tem essa cultura do carinho, afeto, e isso é algo que conforta o coração da gente.


9. Poderia mandar alguma mensagem para os leitores do Muito Japão - brasileiros com interesse no Japão e na língua japonesa?

Eu acho que os brasileiros têm o coração tão grande quando a dimensão do território brasileiro. Acho maravilhosa a delicadeza e essa cultura japonesa de se preservar. O japonês se coloca muito no lugar da outra pessoa, respeita o outro, isso faz parte da cultura oriental. Acho que a maior riqueza dos brasileiros é essa forma de viver a vida de um jeito natural, aberto. Parabéns !!! Tenham sim orgulho de serem brasileiros!!!! Sempre penso comigo que se eu puder absorver da melhor forma possível tudo de bom que os dois países têm, eu já me sento feliz. É isso !!! Muito obrigada !!! Beijos.

10. Tem algo mais que queira acrescentar?

Ah sim! Se puderem, divulguem meus blogs também.

Blog da Masako em português→ http://makobrasil.blogspot.com/
Blog da Masako em japonês → http://macobrasil.exblog.jp/
Contatos para Masako → http://macobrasil.blogspot.com/


Masako,

MUITO Obrigado pela entrevista!

ありがとうございました!SUCESSO!!

14 comentários:

  1. Massa ! Seu blog e' alto nivel mesmo e adorei "conhecer" a Masako, uau. A capacidade do ser humano de adapatar-se e' mesmo impressionante.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sua nova ideia!

    Sobre a Masako: muito graciosa, não? É muito bom ver os japoneses que gostam do nosso Brasil! :)
    A entrevista dela ficou muito legal, espero que ela tenha muito sucesso!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom!!! Ótima idéia e a primeira entrevista.
    Show de bola.

    Parabéns! Já estou esperando o próximo entrevistado.

    Sds,

    ResponderExcluir
  4. Caí aqui de pára-quedas vindo do blog do http://deprosanacoreia.blogspot.com/ e achei muito legal! parabéns por divulgar o japão de uma forma tão despretensiosa e descontraída. ^^

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Muito boa a iniciativa, estava
    sentindo falta de algo "muito japão" no blog, q estava se restringindo a notícias de jornal e capas de revista.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito da entrevista. É sempre interessante saber o ponto de vista de estrangeiros em relação ao nosso país, ainda mais quando se tem elogios, claro! Mas nem só de elogios se vive um país. Tbm já estou esperando o próximo entrevistado! :)

    ResponderExcluir
  7. (REPRODUÇÃO DO COMENTÁRIO DA SANDRA NO POST ANTERIOR) Tenho muito orgulho de ser amiga de Masako que, além de tudo que já sabem, é também cozinheira de mão cheia. Uma pessoa divertida e de bem com a vida. Pessoa impar e um ser humano fantástico.
    Ninguem segura essa Japarioca.

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela idéia, achei sensacional a entrevista; ainda que quase não enviou comentários, devo confidenciar que todos os dias acesso sua página.
    Abraços

    Marcelo

    ResponderExcluir
  9. Parabêns Caruso!Adorei essa nova novidade no seu blog.Quando que será a próxima entrevista?Beijos pra ti e muita sorte pra ti

    ResponderExcluir
  10. Nelson Reis,
    Conheci a Masako por intermédio de minha tia Dulce Pinheiro.

    Desde o primeiro momento fiquei feliz de conhcer uma Japosena que amava as coisas dos Brasileiros.

    Recentemente, em meu aniversário, ela foi a catora de músicas brasilieras e japonesa também.

    O espírito da Masako é sinergico com minha filosofia de vida, somos todos seres humanos, portanto irmãos...

    Se for considerado que uma partícula de oxigênio passa por todos os seres vivos do planeta a cada 7 anos, temos muitas energias em comum.

    Masako, sou grato a Deus por conhecer pessoas como você!

    Um beijo e um forte abraço.

    Nelson Reis

    ResponderExcluir
  11. Gente, Muito obrigada pelos seus carinhos......
    Eu agradeço ao Julio me deu a luz !!!
    Daqui a pouco o meu primeiro CD “Algumas Cores” vai chegar aí no Japão.
    Tomara que vocês gostem.
    Todas as canções cantadas em português !!!

    Beijos,

    ResponderExcluir
  12. Gente!! Quer isso?? Todo mundo q vc entrevista eu conheco?? O_o Fiquei bege agora, nem sabia q a Masako ainda morava no Brasil e tinha virado cantora famosa! XD Conheci ela em 2000, pois ela era amiga de amigas minhas! Nem sei se ela lembra de mim, nao a vejo a milenios! Que bom q ela ta se dando bem na minha Cidade Maravilhosa, parabens e sorte!! ^^

    ResponderExcluir
  13. Que criatura alto astral! Sao de pessoas assim, que sabem ver o lado bom nas outras culturas, que o mundo está precisando. Meus parabéns Caruso, muito sucesso Masako! Cecilia.

    ResponderExcluir