09/07/2010

Bolão da Copa no Japão

OK. Sei que ninguém quer mais ouvir falar em Copa do Mundo. Pelo menos até 2014! Mas essa eu tenho que contar para vocês! Muito Japão!




Muito bem. Começa a Copa do Mundo e, para minha surpresa, a brasileirada que trabalha comigo propõe fazermos um Bolão! Isso mesmo! Bolão da Copa! Eu sei que no Brasil isso é muito comum, mas a verdade é que eu nunca fui muito fã. Mas desta vez, fazer um Bolão da Copa, me pareceu uma coisa tão, como direi, tão Muito Brasil - tudo bem que descobri que outros países, como Peru, também fazem - e, eu acabei cedendo e entrei no Bolão da Copa do Mundo!


O prêmio seria bonzinho: uns 30 mil ienes. Mas mais do que isso, participar do Bolão, acompanhar os resultados dos jogos, comentar com os colegas de trabalho sobre as partidas transmitidas e etc, me pareceu tão divertido! Sinceramente não achei que bolão tinha tanta graça assim. Achei interessante até porque a comemoração fica até mais gostosa quando o placar bate com o que você apostou, como foi 2 x 1 na partida do Brasil contra a Coreia do Norte! Eu acertei na mosca!!


Mas, de repente, dia desses, um colega do trabalho se aproxima de mim e me dá uma quantia de dinheiro dizendo: "Toma. Do bolão". Naquele momento, em segundos, várias coisas me passaram pela cabeça: 1. Ué? Nem Acabou a Copa ainda!, 2. Que pouco eu ganhei!, 3. Menos mal pq foi a mesma quantia que eu dei para participar!


Bom, pensei tantas outras coisas mas, menos (!) a verdadeira razão por ele estar me dando dinheiro! Aliás, mesmo depois que ele me disse a verdadeira razão, eu não conseguia acreditar e confesso que demorei a assimilar. Pasmem! Ele não estava me pagando nenhum prêmio. Ele estava simplesmente me devolvendo o dinheiro que eu paguei para entrar no Bolão da Copa!!!! Por quê?....sim, foi exatamente essa pergunta que eu fiz! E ele me responde:


(Pasmem - parte II) O Bolão foi CANCELADO! mas até aí....tudo bem, bom, nem tanto, se a razão não fosse tão ridícula! (Pasmem - parte III) O Bolão da Copa foi cancelado porque um japonês da empresa, "descobriu" e, segundo dizem, foi "denunciar" a um outro japa que trabalha no setor que é uma espécie de RH e este, por fim, mandou literalmente acabar com a brincadeira e sabem por quê? Porque APOSTA É ILEGAL NO JAPÃO!


Eu vou repetir: o Bolão da Copa foi proibido no meu trabalho porque APOSTA É ILEGAL NO JAPÃO!


Mas do que "p" da vida, eu achei cômico demais! Como pode?! Bom, em se tratando de Japão, não é de se estranhar muito. Depois que a gente mora muito tempo no Japão, coisas assim não nos deixam mais tão indignados e de certo modo, passamos a achar engraçado. Algumas pessoas ficaram indignadas e diziam coisas do tipo: "É só uma brincadeira!" , "É só entre nós mesmos!". Sim, isso é um bolão!

Acho que tudo se agravou pelo escândalo de apostas do sumô. O assunto agora no Japão são os lutadores de sumô e até chefões bam-bam-bans envolvidos em apostas de jogos com a máfia japonesa. Só se fala nisso. O sumô está perdendo pontos com os japoneses.

Só para se ter uma ideia. Pela primeira vez na história a NHK suspendeu a transmissão das lutas em Nagoia. Saiu em todos os jornais. A suspensão da transmissão das lutas foi anunciada em uma coletiva de imprensa só para isso. Na coletiva, o presidente da NHK disse que resolveu suspender as transmissões tanto por rádio quanto TV, por tudo que estão falando do sumô ultimamente, mas que acima de tudo, os próprios telespectadores se mostraram contra a transmissão! Isso mesmo! O próprio povo pediu que não transmitisse.

Talvez por isso o japa do meu trabalho esteja particularmente sensível a apostas...inclusive, um simples bolão entre colegas de trabalho que pagaria uma mixaria - se comparado com os prêmios que pagam os jogos com a máfia e a corrida de cavalos! Enfim...

6 comentários:

  1. Ah sim, essas reacoes exageradas... Eu ainda me lembro da paranoia quando comecou a gripe H1N1 ou da campanha anti-drogas massiva nas universidades japonesas quando pegaram alunos de universidades famosas com drogas.

    ResponderExcluir
  2. Pois e,cada dia que passa eu me surpreendo mais com o Japao,rssss
    nada a ver ne,eles sao tao rigidos,sera que vale a pena ser assim?sera que a pessoa que proibiu sabe a diferenca entre coisas legais e ilegais/?e a corrida de cavalos?se aposta tb.um bolao e uma pratica inocente onde as pessoas so querem se divertir,como vc.mesmo disse Caruso e divertido,da mais emocao ne..... rsss... inte mais.

    ResponderExcluir
  3. Estou meio zen hoje. Por mais radical q. possa parecer...devemos tentar entender q. o mundo das apostas, dinheiro, sorte e azar, não é um caminho de fraternidade, amizade, etc. Eu falei de apostas! Mas o especialmente o bolão, é divertido, pq. vc acompanha as partidas pensando nos pontos que vc está marcando!
    É até engraçado no Brasil, as pessoas nos restaurantes vendo um jogo se qualquer expressão e você vê as pessoas torcendo como se fora o Brasil. Depois você escuta - "Nossa, eu botei empate no bolão"

    Anyway, manda quem pode obedece quem quer o emprego. Até 2014!!

    ResponderExcluir
  4. ahh.. eu até compreendo. o que importa não é o valor da aposta nem do prêmio, mas o princípio. mesmo um simples bolão é uma aposta. o problema pode ser abrir precedentes. não cabe ridicularizar a decisão. na prática, para alguns pode parecer extrema falta de sensibilidade fazer um bolão num momento de escândalo com apostas no sumo.

    ResponderExcluir
  5. Japonês é um povo chato e sem senso de humor. Tão boring que dá sono. Saudade zero dessas chatices, amigo. kkkkkk!

    ResponderExcluir
  6. Tem coisas mais importantes para se preocupar numa empresa....mas enfim, Japão e o japones tem destas coisas. Mas se voce entrar num Game Center, vê monte de crianças, isto mesmo, crianças de seus 5 a 10 anos jogando em maquinas tipo caça níquel e até de simulador de corrida de cavalos, apostando suas fichas compradas com a sua mesada. A indústria de jogos já começa a viciar a japonesada desde cedinho para quando crescerem, tornarem clientes dos jogos ditos "legalizados" como Pachinko, Slot Machine, corridas de cavalos, de bicicleta, e ate de barco. No caso de um inofensivo Bolão, o que incomoda os japoneses é o fato de acontecer dentro da empresa (local quase sagrado para eles) e segundo, de ser informado disto. Preferiam não serem informados para não terem que tomar nenhuma atitude. Na próxima Copa, só não contar para eles e recolher as apostas em outro local que não seja dentro da empresa.

    ResponderExcluir