01/01/2011

Japão: um país ainda seguro

Se perguntarem aos muitos brasileiros que vivem aqui - para quem não sabe, brasileiro é o terceiro maior grupo de estrangeiros no Japão, atrás somente dos chineses e coreanos - se não querem nunca mais voltar ao Brasil, muita gente ou dirá que "querem voltar sim", outros dirão que "um dia sim", enquanto que outros, apenas titubearão.

Dia desses mesmo, eu conheci um peruano - tudo bem que não é brasileiro, mas é latino e pensa e sente quase que como nós - que mora aqui há nada mais nada menos que 20 anos e disse: "Já vendi até meu carro. Estou voltando para o Peru!". Casos assim, não são tão raros.

Bom, sem falar de saudades da nossa gente, de aspectos econômicos e sem ter dados concretos na mão, uma das coisas que acredito que segura muito os brasileiros aqui no Japão ainda é a segurança!

E isso, eu assino embaixo! É muito bom...

...sair com o relógio, mesmo caro e novo.

...poder falar ao celular onde quiser.

...andar de ônibus e não precisar sentar no corredor para o caso de querer sair. ...poder sentar no lado da janela, sem se preocupar quem sentará do seu lado ou com quem está subindo no ônibus.

...sentar na pracinha ou no banco do metrô e abrir o laptop sem medo.

...sacar a máquina para tirar foto de qualquer coisa em qualquer horário e em qualquer lugar.

...poder ir ao caixa eletrônico a qualquer hora da noite e sacar dinheiro normalmente e sair sem olhar para os lados ou correr para o carro.

...voltar de uma festa no último trem e caminhar para casa sozinho, às 2h da manhã...


Estas e outras coisas fazem parte da nossa realidade aqui no Japão! Por isso, o titubear de muitos conterrâneos. E uma notícia que passa aqui de helicóptero que cai, sequestro-relâmpago, exército nos morros, tudo isso, só adia a viagem de muita gente ao Brasil.

Este ano completarei 10 anos de Japão, mas confesso que ainda me impressiono quando vejo um cara no trem com um laptop ou ipad que seja, aberto no colo, crianças pequenas indo para escola sozinhas (e com celular!), mulheres arrumadas para casamento com direito a colares e anéis de brilhantes, laquê e brilho no cabelo etc...

Sabe o que é ver um cara bêbado, no chão da plataforma ou mesmo nas ruas, todo abertão, apagadão, de terno e gravata e com todos os pertences junto dele?? Inclusive laptop!!! Pois é! Aqui tem isso!




O lado cômico dessa história de segurança são os policiais! Eles tem "tanto" trabalho, que fazem blitz de bicicleta...sim, alguns andam de bicicleta, mas quando digo blitz de bicicleta, me refiro a blitz para parar as bicicletas! Isso mesmo. Você está tranquilamente pedalando e de repente é parado por um policial...

Isso sem falar nas cabines da polícia que servem praticamente como balcão de informações! As pessoas entram para perguntar onde fica tal lugar e os caras, detalhe, muito gentilmente, procuram no mapa, saem da cabine e te mostram por onde você deve seguir! Isso sem falar também que você pode perguntar até onde fica uma boate que os caras te ensinam! Eu já fiz isso! (risos) Difícil é encontrar um policial carrancudo!




SIM! Isto é uma cabine da polícia (não é uma creche!)



Bom, não quero dizer que em todo o Brasil seja perigoso. Mesmo no Rio, eu estudei à noite e nunca me aconteceu nada de grave. Minha mãe mesmo nunca foi assaltada! Há lugares e lugares, eu sei! Do mesmo modo que aqui não é o paraíso! Há fraudes, idosos que são enganados a todo tempo por vigaristas, assaltos a lojas de conveniência, gente que sai esfaqueando sem mais nem menos as pessoas nas ruas etc. Há também. Os japoneses não são todos santos!! Assim como os brasileiros não chegam todos atrasados!! Mas o fato de ainda poder andar sem medo na rua, sem pensar no que pode acontecer e nem sequer pensar em se prevenir é o que faz o Japão um país seguro.


 

9 comentários:

  1. Que paraíso!! Será que chegaremos lá com Sergio Cabral e Beltrame (secretário de segurança)?

    Agora, Pokemon na delegacia? é isso mesmo?

    ResponderExcluir
  2. Sim, o q eu sinto mais falta do Japão é a segurança q a gente sente... eu podia sair a qq hora no meio da noite para ir ao konbini mais próximo... muitas vezes eu ficava na rua dpois da meia noite conversando no keitai com o pessoal do Brasil XD

    ResponderExcluir
  3. A segurança é o que mais gosto no Japão! E Portugal não é complicado como o Brasil!

    Mas essa de ires ao multibanco (caixa electrónico) a qualquer hora, só se fôr aí... Em Oita fecham à noite!!!

    ResponderExcluir
  4. Ai que inveja...Eu moro aqui no Rio e sei de tudo isso q vc disse.
    Hoje mesmo estava escolhendo um modelo de relógio e tive q levar em conta q impressão pode causar aos cobiçadores de plantão.
    Eu ñ disse q aqui neste blog me divirto....Esse engravatado esparramado no metrô é demais.... É cansaço ou é goró?!kkkkk

    Agora fala sério que aquilo ali é cabine de polícia?! Parece bem grande pela foto, comparado com os cubículos daqui. E esse Pokemon?..É para causar algum efeito moral????? Pergunta aí!!!
    Fico imaginando uma cabine dessas aqui... o Pokemon seria a primeira vítima e ñ teria tempo nem p/ digevoluir.kkkk

    Quero morar aí T-T....

    ResponderExcluir
  5. É Caruso, vc. tem toda a razão. Esse post foi muito interessante...
    Imagino como vc. deve ficar tranquilo por aqui, por 10 anos e ainda não se acostumou a ver tanta gente com máquina caríssima pendurada no pescoço, ou de Ipad dentro do trem, e as lojas com seus produtos expostos até para fora da loja e ninguém leva embora.
    E essas fotos que vc. colocou, eu também já vi no Yamanote line um japa de gravata, deitado no banco e ninguém acordava o rapaz. Vc. ainda teve coragem de tirar foto...hahahaha...esse .... é Muito Japão mesmo!
    Eu sempre falo essa frase quando vejo algo bizarro.
    Marga.

    ResponderExcluir
  6. O polícia japonesa usa um pikachu, a carioca, uma caveira. Só pelos símbolos, dá pra sentir a diferença.

    Contudo, acho que está melhorando muito. Há um tempo atrás, até os policiais se escondiam. As janelas do batalhão do bairro viviam fechadas e os policiais só saiam sem uniforme.

    Hoje, vejo policiais estacionando de uniforme e as janelas sempre abertas. Os bandidos voltaram a ter medo da polícia e não o inverso.

    ResponderExcluir
  7. Engraçado que faço tudo isso que você falou em SP.

    ResponderExcluir
  8. Querido Caruso,
    10 anos no Japão, cara!!!!!! Eu acho fantástico! Adoro ler suas impressões e saber dos fatos que acontecem por aí!
    Tudo isso que vc falou é bem o que todos cariocas sentem mesmo (não sei dizer pelos outras cidades). Infelizmente, a vida no Rio á assim mesmo. Entrar no ônibus e "escaneá-lo" pra ver se identifica alguém suspeito, rs. Maior estresse!!! Vivo na Europa e tenho a mesma sensação de segurança e daí bate aquele aperto no coração: voltar ou não voltar eis a questão!
    Enfim, assim é a vida com lados positivos e negativos!!
    Feliz Ano Novo pra vc!!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, isso me parece muuuuito bom!! Mas me diga, é tudo assim tão seguro até mesmo nas ruas de Tokyo? Poder sair assim, sem se preocupar com nada, até altas horas da madrugada? Hahaha que legal!! E o preconceito? Não tem muito preconceito com brasileiros? Sempre tive essa dúvida!

    ResponderExcluir