30/04/2011

BICICLETA MUITO JAPÃO

Observem esta bicicleta.


A princípio, a bike da foto parece não ter nada de extraordinário, não é mesmo? Poderia ser uma foto de uma bike qualquer tirada no Brasil, em Israel ou até mesmo na Tailândia, se não fosse por um pequeno detalhe! calma! 

Antes que vocês cogitem a ideia de algo mirabolante, futurista, eu já adianto: só porque o título diz "Bicicleta Muito Japão" não quer dizer que seja nada tecnológico! A pista são na verdade três palavras que também têm muito a ver com a vida no Japão.  Resposta: REGRA! REGRA! REGRA!

Isso mesmo! Vejam só o que diferencia esta bicicleta de uma bicicleta do Brasil, por exemplo!


Resposta: um adesivo contendo as regras que o usuário da bike deve saber e cumprir!!! vejamos cada uma delas para você se espantar ainda mais!

乗車前点検・JOUSHA MAE TENKEI・CHECAGEM PRÉVIA
Ao pé da letra seria "checagem antes de montar na bicicleta", ou seja, verificar se está tudo nos conformes antes de sair com a bike. 

二人乗り禁止・FUTARI NORI KINSHI・PROIBIDO CARREGAR ALGUÉM NA GARUPA
Sim, esta talvez seja a regra mais Muito Japão de todas! Aqui é proibido andar com gente na garupa! A regra ao pé da letra diz exatamente isso, FUTARI quer dizer "duas pessoas", NORI, vem do verbo NORIMASU, "subir", "montar", "andar em veículos" e KINSHI, quer dizer "proibido". Já vi gente sendo parada por policial na rua porque estava estavam andando de dois na bike. Era um casal de jovens. Ele no pedalando e ela na garupa!  Aí vocês irão dizer: "Mas e as mães que precisam carregar seus filhos para a creche etc?". Neste caso pode! Até porque a bicicleta é feita para isso, com cadeirinhas na frente ou atrás e para ser usada com este objetivo. Mas jovens, namoradinhos, amigos, brothers, não podem andar juntos numa bike só!

夜間無灯火走行禁止・YAKAN MUTOUKA SOUKOU KINSHI・PROIBIDO ANDAR COM LATERNA APAGADA DURANTE A NOITE

Essa até eu já fui parado numa blitz de bicicleta! Não ri não que aqui tem as vezes mesmo! kkk... Os policiais ficam escondidos em cantos e nas calçadas e quando a gente passa ele avisa a outro policial que está mais na frente e nos para. A regra diz que todos devem estar com a laterna acesa ao andar de bicicleta durante a noite. A policial me parou, perguntou se eu entendia japonês, perguntou meu nome, checou minha licença da bicicleta - falo sobre isso depois - e me mandou acender a luz antes de partir.

車輪巻き込み注意・SHARIN MAKIKOMI CHUUI・CUIDADO COM OS AROS DOS PNEUS
Bom, ao pé da letra, a regra diz para tomar cuidado para não enroscar nada entre os aros dos pneus da bicicleta! É muito comum enganchar a ponta do guarda-chuva, barra da calça ou as mulheres enroscarem a ponta do vestido. 

段差注意・DANSA CHUUI・CUIDADO COM OS DESNÍVEIS
Bom, este não tem muito o que dizer. É apenas para tomar cuidado com os desníveis das calçadas. As ruas daqui são ótimas de se andar de bike, mas as calçadas nem tanto. Isso nos locais onde há calçada, porque aqui no Japão tem muito trecho que não tem calçada e você é obrigado a compartilhar o asfalto com pedestres, carros e caminhões! 

Falta só eu comentar da licença porque no Brasil não temos isso. Não chega a ser uma carteira de motorista para bicicletas, mas quando compramos uma bike, temos que quase que obrigatoriamente registrarmos ela em nosso nome. Na hora recebemos um adesivo que é colocado na bike com um número. Este número identifica o dono da bicicleta! Quando eu for parado numa blitz de bicicleta, o policial se comunicará com uma central, verificará o número e verá que eu sou do dono da bicicleta que estou usando! Pronto! Não tem anuidade nem nada!

O problema é você emprestar a bicicleta para um amigo ir ao barzinho da esquina comprar umas cervas e ele ser parado por um policial! Até explicar que nariz de porco não é tomada... e se seu amigo não fala japonês, a situação que era para ser um simples resgate de loiras geladas, pode virar resgate de um amigo na delegacia! 


4 comentários:

  1. Dependendo da bicicleta, tem outros avisos (ou regrinhas). eu tinha uma que falava que a bicicleta não servia para montanhas, hehe :P
    Quanto ao selinho, aqui em Shizuoka-ken paga-se 500yens, se não me engano, para registrar.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Demais!! É o começo da organização!!

    ResponderExcluir
  3. Caracás...aqui nem moto ha regra...imagina bike que nem pista para andar tem...um dia chegamos neste nível

    Att
    Jean

    ResponderExcluir
  4. Hauihauia, ri demias com essa reportagem, principalmente com o finalzinho. Bom saber, nunca se deve pegar um Bike emprestada principalmente se você não falar japones.

    ResponderExcluir