15/08/2011

PRIMEIRO MUNDO ATRASADO - PARTE II

Obrigado pelo comentário de todos no post sobre a minha aventura em querer sacar dinheiro e não ter como fazê-lo. Entendo que sacar dinheiro à noite no Brasil seja mais perigoso do que no Japão. Realmente pode ser. Concordo com quem falou ou deixou transparecer isso. Sem dúvidas que aqui não é nada perigoso! Lembro que alguém disse que em São Paulo fechava às 23h. Será que é em todo o estado? Sim porque no Rio, pode ser que haja algum que feche a um determinada hora, mas eu reclamei do caixa eletrônico daqui estar fechado à noite justamente porque no Rio de Janeiro, Rio mesmo, cidade, eu sempre saquei dinheiro à noite e nunca fui assaltado. Não estou dizendo que isso não aconteça, claro que eu tomava precauções que aqui no Japão ou não as tomo, mas o que eu queira dizer é que se alguém precisa para emergência, não é difícil encontrar banco 24 horas e acredito eu que pouca gente já teve que ficar sem dinheiro por não encontrar caixa eletrônico fora de feriadão, não é mesmo? Não sei como está agora, se não há banco 24 horas mais, mas fora carnaval, Natal etc, não me lembro de ter de me preocupar em ficar sem dinheiro à noite por não haver banco 24 horas aberto. 

E se aqui não é tão perigoso quanto, por que será que não é 24 horas? OK. Agora temos que economizar energia. O horário limitado dos caixas eletrônicos das ruas, acredito eu, que deva ser por isso mesmo. Mas e os caixas eletrônicos das lojas de conveniências que ficam dentro das lojas abertas 24 horas e que parecem não estarem nem aí para a economia de energia e dentro da loja é praticamente dia durante 24 horas?! Por que será?? Poderiam pelo menos liberar a retirada de dinheiro 24 horas neste caixas, não?

Aliás, a novela do dinheiro continuou no dia seguinte! Quando acordei, tive que encontrar uma colega de trabalho na estação de Asakusa・浅草. Isso, às 7h30 da manhã! Como o trajeto está no meu passe de trem, ou seja, eu não precisaria pagar passagem até lá, fiquei tranquilo. Até porque, pensei comigo: "Asakusa! Como é um lugar famosíssimo, com hotéis por todo lado e um local frequentado por turistas do mundo inteiro e que vira e mexe estão perambulando pelas ruas, os caixas devem ser 24 horas!". Doce ilusão!

Nem lá em Asakusa o caixa eletrônico do meu banco estava aberto de manhã! E o pior! Abria mais tarde do que o perto da minha casa (e fehcava bem mais cedo!!)!! Me ferrei de verde amarelo, ou melhor, de vermelho e branco! O horário do caixa eletrônico era das 8h às 21h!!!! Conclusão, eu não poderia sacar dinheiro lá...

...o que valeu a pena foi o fato de a fachada do caixa eletrônico ser maneirinha e Muito Japão! Esqueci completamente que eu estava sem dinheiro e estava desesperadamente a procura de um banco aberto para eu poder sacar meu dinheiro e não encontrava...e tirei até uma foto do caixa eletrônico!


14 comentários:

  1. Se eu não estou enganado, aqui no Brasil o governo que mandou fechar os caixas eletrônicos depois de uma determinada hora, pq estava havendo muito sequestro relâmpago de madrugada, qdo os bandidos levavam as vítimas pra sacar dinheiro.

    Eu sei que em alguns poucos lugares, os caixas ficam liberados, mas são em rodoviárias ou aeroportos, por exemplo.

    ResponderExcluir
  2. Oi Caruso,

    Pelo que eu lembro, o motivo dos caixas eletrônicos no Japão não ser 24 horas é que eles só operam quando a equipe de assistência e manutenção está disponível. E para caixas eletrônicos diferentes, o horário contratado dessas empresas é diferente, de acordo com o movimento (os ATMs do correio de Nishi-Shinjuku são 24 horas, se não me engano). Uma vez eu estava lá num domingo e a máquina engoliu meu talão, eu peguei aquele telefône na máquina, e em menos de 10 minutos apareceu um segurança que abriu a máquina e me devolveu o talão. Acho que essa é a diferença pro Brasil.

    ResponderExcluir
  3. Quando eu estava no Japão eu já sabia que durante o feriadão alguns caixas eletrônicos "entravam de férias" também. Nesse ponto acho que você perdeu um pouco do jeitinho brasileiro e vacilou. Nem ta parecendo carica rapá rssss. Abraços!

    ResponderExcluir
  4. e vc não achou nenhuma loja de conveniencia?

    ResponderExcluir
  5. Grande Caruso! Matou a charada!
    É que quem passa muito tempo no exterior, como eu, você, acaba por se acostumar com uma vida digamos "confortável", aí passa a reclamar das coisas mais "bestas" e triviais..
    Voltei ao Brasil em Janeiro e depois de 8 meses nesta terra de incerteza e insegurança, percebi que não dá, que o básico do básico de uma vida normal é ter ao menos SEGURANÇA, o resto a gente corre atrás.
    De malas prontas pro Japão, só resta contar os dias pra voltar a andar de bike às 2 da manhã ou tirar um cochilo durante uma viagem de trem, sem o mínimo receio de nada.....
    ....é que uma hora cansa andar direto preocupado com ladrão, agarrado com as coisas no metrô ou escondendo bolsa e relógio, que por sinal, é o que te anuncia a hora de voltar pra casa, pois aqui vivemos num eterno toque de recolher, andar sozinho na rua a partir de um determinado horário é atestado de loucura.
    A única coisa que evolui no brasil são os novos métodos que planejam todos os dias pra tirar o que é teu.

    Pelo menos tirei um grande aprendizado disso tudo: voltando pro Japão, vou dar valor à tudo que nunca dei!
    Aprendi que no Japão tudo é extremamente bem pensado para o conforto e bem-estar das pessoas, seja coisas que nunca tinha reparado, ou até que achava "estranho".
    Nunca mais reclamo de NADA dessa terra....
    Depois deste desabafo todo, só não deixo de comentar que achei de muito mal gosto o título do post.
    Mas o Caruso parece muito gente boa e inteligente, só está mal acostumado com o sossego que é o Japão. :)

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Olá Marcos, tudo bem?
    Já tive algumas experiências desagradáveis em alguns lugares, como no próprio Japão por exemplo,como quando tomei um pouco de chuva e tive que parar em um konbini pra comprar um guarda-chuva novo porque o meu tinha sumido da bicicleta, que inclusive não é tão incomum assim por aqui = roubo de guarda-chuva e até de bicicleta (geralmente pra andar um certo trajeto e abandonar depois).

    Agora comprar Japão com Brasil em quesito de segurança forçou um pouco a barra hein amigo...
    Metade dos meus amigos/colegas no Japão são estrangeiros dos mais diversos países, e acredite, muitos americanos e europeus de "primeiro mundo" adoram o Japão justamente por poder andar em qualquer lugar, horário tranquilamente, oportunidade que dizem não ter em seus países... agora se você acredita que no Japão se vive mais "preocupado" que no Brasil, é uma opinião sua e eu respeito.
    Ou se acredita mesmo que exista uma leva de dekasseguis franceses e japoneses imigrantes indo tentar a vida lá no Brasil... (risos)

    Mas é assim mesmo... dizer que na Noruega é super tranquilo e vir alguém falar do louco que matou 80.
    Ou dizer que a Inglaterra é segura e civilizada e apontarem a baderna e ônibus queimado que estamos vendo agora.
    Saca?
    Falar que no Japão não tem roubo é como dizer que no Brasil não tem terremoto rs.
    Meu sonho é conhecer todos estes países (faltam 7 ). T-T
    http://www.tourism-review.com/top-10-safest-countries-in-the-world-news2185

    E de preferência, longe de brasileiro, que quando não te mata de vergonha, põe defeito em tudo.

    ResponderExcluir
  8. continuo valendo de minhas palavras: não tem lugar mais prático, confortável, e que se preocupa com o bem-estar de seu povo como o Japão, só quem nunca viveu lá pra não saber....
    Ou dekassegui que não fala 1% da língua e ao invés de estudar, assimilar o mínimo da cultura e costumes de onde vive, prefere perder tempo se fazendo de "coitadinho", qualquer coisa é "preconceito", parece papagaio....

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. vc e burro mesmo...os combine do sevem elevem da pra sacar dinheiro do ufj ...sabe japones tao bem, mas nao sabe nada do japao...

    ResponderExcluir
  12. Esse caso de ATM fechado é a ponta visível de um problema bem maior. A indústria financeira, ao contrário da de manufatura, é extramente arcaica e atrasada. E por que haveria de ser boa se não existe competição do estrangeiro?

    Há outros casos. Um que me lembro sem se esforçar muito, foi quando o sistema online debitou duplamente por erro e não pode fazer remessas por dias. Isso ocorreu com o Mizuho, que então era o maior banco do mundo..... Pelos jornais ficamos sabendo que não havia nenhum posto de Informática entre os vice presidentes.... isso numa indústria que depende de Informática. Por aí se tem uma idéia da coisa.

    E há outro fator não contado pelo autor. Que o banco grande, como o caso da Mitsubishi, nunca deu bolas a contas de pessoa física. Ela é grata se você deposita o dinheiro lá, mas está pouco interessado em te servir. A única a que lhe interessa são contas jurídicas de grande porte.

    ResponderExcluir
  13. Curioso esse cuidado que a gente toma para ir ao caixa eletrônico, esteja onde estiver, parece que já faz partes dos nossos costumes.

    Também nunca fui assaltado aqui em São Paulo ou em outro lugar (assalto ilícito eu digo, pois os impostos sim são um roubo). E olha que moro numa região dita propícia para esse tipo de coisa (ABC paulista).

    Recentemente passei por uma situação parecida, sai tarde do trabalho e não tinha dinheiro suficiente para todo o trajeto de onibus (faltava 1 real). Ao procurar por um caixa eletronico descobri que já não havia nenhum em funcionamento.

    Como consequencia, tive de andar até o centro do municipio e barganhar meu transporte com a moça da bilheteria... por pouco eu não tive de dormir na estação, por falta de uma moeda.

    De uns anos para cá surgiu um caixa eletrônico dito 24horas em que você consegue sacar de quase todos, senão todos, os bancos. Claro que eles cobram uma "módica" taxa por esta comodidade mas, além de só poder sacar notas de R$20 e R$50, nem sempre estes caixas funcionam até tarde ou nem sempre tem dinheiro.

    ResponderExcluir
  14. Mas na maioria das lojas de conveniencia tem ATMs e eh possivel fazer saques normalmente.

    ResponderExcluir