19/02/2012

DoNaDa: TIOZINHO DAS BIKES

Dependo da estação, eles são vistos somente na parte da manhã. Bem cedo! Já em outras estações, eles estão durante todo o dia, mas principalmente de plantão durante a manhã! São os nipotiozinhos das bikes. São tiozinhos, de meia idade que em lugar de estarem jogando xadrez na praça ou apostando no jóquei, estão de prontidão nas proximidades das estações de trens e metrôs. Normalmente estão em grupo e vestidos todos com o mesmo colete e se sentem os policiais!

O que eles fazem? Simples. Estão ali para vigiar a área para impedir que as pessoas deixem suas bicicletas estacionadas em qualquer lugar e sigam para o trabalho. Normalmente quando tem estacionamento próximo, eles quase que obrigam as pessoas a estacionarem nestes locais que são feitos para isso, mas que não é de graça, então muitas pessoas preferem deixar em um cantinho qualquer e não ter que pagar todos os dias por estacionar sua bike. Mas se você pensa que é fácil ir bem cedo , estacionar sem pagar em qualquer lugar, você está redondamente enganado. Com certeza estará lá o nipozinho no seu caminho, só de olho se você vai estacionar sua bicicleta em lugar impróprio ou não.

Em locais onde não há estacionamento por perto, estes mesmos tiozinhos com ar de policial, são responsáveis por arrumar as bicicletas. Eles colocam todas elas em uma mesma direção e arrumam de tal forma que caiba mais e mais bikes. E se você pensa: "eles não são policiais nem nada e eu vou deixar minha bicicleta onde eu quiser porque a rua é pública!". Você até poderá conseguir estacionar, mas com certeza sua bike não vai estar lá quando você voltar para buscá-la. Muito provavelmente esse mesmo nipotiozinho vai dedurar a prefeitura local que irá recolher a sua bicicleta e você terá que ir até o local onde as bicicletas que são apreendidas estão e ainda terá que pagar para retirar a sua bike!


Os tiozinhos acredito eu que sejam voluntários que recebem um trocadinho para fazerem o papel de "guardinhas". Além dos tiozinhos de prontidão, há várias placas que proíbem os ciclistas de parerem suas bicciletas em qualquer lugar. Aliás, confesso que, no início, eu achava até engraçado o fato de usar o verbo "estacionar" para bicicletas e consequentemente ver escrito em placas o verbo estacionar bicicletas ・駐輪する・chuurin suru, para mim que só usava, "parar a bike" ou "deixar a bike", era um tanto estranho. Mas depois que você vivencia até blitz de bicicleta, você passa a entender que a visão que os japoneses tem da bicicleta não é a mesma que nós temos no Brasil.

A palavra 迷惑駐輪・meiwaku chuurin・(foto acima) refere-se não apenas ao ato de estacionar em si, mas o ato de estacionar a bicicleta de forma que incomode (do verbo incomodar・迷惑する・meiwaku suru) as outras pessoas, principalmente os transeuntes e mais ainda os deficientes visuais.


Um comentário:

  1. Que demais! Um dia teremos no Brasil.

    Está tendo uma experiência, a princípio bem sucedida...
    http://www.mobilicidade.com.br/bikerio.asp

    ResponderExcluir