24/03/2012

GENTE MUITO JAPÃO 7 com ELISA CELINO

Foi dia 18 de janeiro deste ano! Eu havia acabado de chegar do Rio! Estava ainda com aquela alegria brasileira contangiante no ar e cheio de guloseimas brasucas na mala! Ligo a TV e, para minha surpresa, a primeira coisa que vejo, é a praia de Copacabana!!! ...onde, diga-se de passagem EU passei o Reiveillon de branco e tomei banho de champagne depois de fazer a contagem regressiva em português claro! Nossa! Não tem coisa melhor! Na hora, parei para prestar atenção na TV. Era o programa de variedades da TV japonesa, o Waratte Koraete!笑ってコラえて!, exibido todas as quartas, DETALHE, das 7h56 até as 8h54. Está aí a reprodução da homepage do programa que não me deixa mentir. Repare no horário no canto superior esquerdo!

Mas deixemos o horário Muito Japão de lado e falemos do GENTE MUITO JAPÃO de hoje! Eis que neste programa exibido na TV japonesa em horário nobre, uma carioca apresentou como é a passagem do ano no Rio, algumas superstições dos brasileiros no final do ano e entrevistou algumas pessoas. Gostei de ver que Elisa se formou na mesma faculdade que eu, a Universidade Federal do Rio de Janeiro e que trabalha atualmente onde eu já trabalhei, no Instituto Cultural Brasil-Japão. Aliás, voltando ao programa, diga-se de passagem, entre os convidados especiais do programa estava o brasileiro Rui Ramos, famosíssimo aqui no Japão! 


Mas Elisa foi quem também abrilhantou a participação do Brasil no programa e apresentou um pouco do Rio de Janeiro e da cultura brasileira, tudo com muito bom humor e em um fluente japonês que agradou não somente aos convidados - artistas famosos da TV japonesa que estavam no programa - , mas também aos japoneses da vida real (rs) e que eu conheço que me comentaram sobre a participação de Elisa no programa Waratte Koraete! e ficaram abismados com o japonês fluente de Elisa! Isso mesmo! O nome dela é Elisa Celino e é ela que o Muito Japão entrevistou com EXCLUSIVIDADE!


Elisa Celino nos conta como foram as gravações do programa no Rio de Janeiro em pleno Reveillon!! Ela também conta um pouco dos bastidores, o que não foi ao ar e nos conta um pouco do seu segredo para manter o japonês fluente e dá um conselho para quem está aprendendo o idioma! Conheça agora um pouco mais de Elisa Celino, a brasileira que fez bonito em programa exibido na TV japonesa! 

1. Você participou de um programa da TV japonesa. Como chegaram até você?

A indicação para participar do programa veio através de uma antiga professora minha da universidade, a profa. Yumiko Tominaga. Ela também era até o ano passado presidente da Associação de Professores de Língua Japonesa do Estado do Rio de Janeiro, da qual eu sou vice.

2. Não ficou nervosa ou teve receio de participar (talvez por querer passar o fim de ano com a família)? Por quê?

Fiquei bastante nervosa, principalmente porque nunca tinha feito nada parecido. O pessoal da equipe disse que estava tudo bem natural e que não parecia que eu estava nervosa, mas por dentro eu era uma pilha de nervos! Sobre o fim do ano e Natal: bem, infelizmente não mostraram no programa, mas a equipe passou a ceia de Natal aqui na minha casa. Ceiamos, fizemos prece, conversamos e eu e minha família explicamos o que significa o Natal para nós. Foi uma pena não terem passado... O Revéillon foi MUITO puxado: a noite toda na rua, desde às 17hs do dia 31 até umas 9hs do dia primeiro! Taihen datta yo~

3. Como foram as gravações? Eles que fizeram o roteiro (lugares, assuntos...) ou você mesma? 

A própria equipe selecionou os roteiros. Eu ajudei com algumas informações e falando o que me desse na telha na hora das gravações (hehe). Entrevistei várias pessoas durante as gravações... Teve até um momento em que havia uma família de argentinos passando o Natal aqui no Brasil. Como eu ainda não sei espanhol, tive de me virar com o inglês... Foi uma loucura: perguntava em inglês, depois traduzia para o japonês! Não sei como não fiquei louca!

4. Tem algum episódio maneiro que queira contar?

Esse "episódio" da pergunta é bem nihongo mesmo, hein.... Bem, as partes mais divertidas ficaram de fora do programa que foi ao ar. Eles gravaram toda a preparação da ceia e os japoneses ficaram curiosíssimos sobre o preparo do Bacalhau à Espanhola que mamãe preparou. O volume absurdo de azeite de oliva que ela colocava! Eles falando "mas não tá bom, okaasan? Já foi mais de um litro!!" E depois na hora da ceia, eles provando e dizendo "realmente, muito bom! oishii, oishii!" E repetindo o prato!

5. Onde aprendeu japonês? 

Bem, eu fiz o curso de graduação da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ingressei em 1999 e não sabia uma palavra em japonês - minto, sabia "arigatou" e "sayounara" graças ao É o Tchan :P Depois, já no final da faculdade, fiz uma prova e consegui uma bolsa de estudos oferecida pelo governo do Japão. Fiz um curso intensivo de língua, literatura e cultura japonesa durante um ano (de 2004 a 2005) na Tokyo Gakugei Daigaku, em Tokyo. Durante a faculdade também fiz dois cursos intensivos pela Fundação Japão em São Paulo.

6. Por quê? (pergunta clássica!)

Porque eu sou doida, né! Brincadeira... Desde criança eu sempre tive interesse pelo Japão. Mamãe conta que, bem novinha, eu via orientais pela rua e dizia "olha mamãe, é um japonês!" :P Fui muito influenciada também pelos programas de tv que passavam aqui nos anos 80 e 90 (desenhos, tokusatsu e afins). Lembro de ver meu primeiro filme do Kurosawa lá pelos 13 anos. Impressionava-me sempre que sabia das catástrofes naturais pelas quais o povo japonês havia passado e passa ainda, e comecei a ler sobre história e literatura japonesa também. Quando tive de escolher qual curso universitário iria fazer, escolhi pelo curso de Japonês.

7. O que faz para manter a fluência no idioma?

Eu sou professora de Língua Japonesa desde 2001, quando entrei no CLAC - Curso de Línguas Abertas à Comunidade, um curso de idiomas no qual os professores são alunos da graduação da UFRJ. Faço traduções de textos e palestras e também leciono português para japoneses que moram aqui no Rio. Além, é claro, de estar sempre assistindo a muitos doramas e filmes e ouvindo músicas japonesas. Gosto muito de traduzi-las também.

8. Já visitou o Japão? 

Sim!

9. Se sim...Quando?

Morei no Japão de Outubro de 2004 a Setembro de 2005.

10. O que gostou e o que não gostou?

Gostei da segurança, respeito e amabilidade, principalmente dos mais velhos. Lembro-me dos senhorinhos e senhorinhas que moravam perto do alojamento da faculdade.... Eram sempre muito simpáticos, nos desejando um bom dia, perguntando de onde vínhamos. Gostei também da facilidade que é morar em Tokyo. Há transporte bom e rápido para todo lugar, tudo é muito limpo e é uma cidade maravilhosa para estrangeiros. Da parte turística, adorei a Tokyo Tower e a cidade de Kamakura é linda! Também fui a Kanagawa e gostei muito.
      Não gostei do pouco caso e falta de gentileza dos mais novos - e digo aí do pessoal por volta dos seus 15, 16 anos. Vi muita gente fingindo dormir pra não dar lugar aos idosos. Também não gostei do modo como nós, brasileiros, somos vistos lá fora - mas isso é um problema que nós é que precisamos mudar, né... Ah! E uma coisa que me surpreendeu: as latinas levam a fama de "saidinhas" e meio "promíscuas", mas eu vi muita menina japonesa fazendo e acontecendo nos night clubs de Roppongi...

11. Que conselho você daria para quem está estudando japonês?

Aconselho a todos que entram nesta vida pelas vias da graduação que tenham paciência, perseverança e sorte. Eu não me arrependo da escolha que fiz, mas viver como professora de uma língua tão exótica no Rio de Janeiro é MUITO difícil. Há dois anos atrás eu finalmente consegui o meu nível 1 de Proficiência em Língua Japonesa e ainda não sei o que faço com ele. Eu tenho um certificado que garante que tenho fluência praticamente de um nativo. Ótimo: mas não paga todas as minhas contas...

12. Gostaria de dizer mais alguma coisa?

Só gostaria de agradecer pelo convite, Julio! Não o conheci pessoalmente e espero que possamos nos encontrar da próxima vez que você vier ao Rio... Ou quando eu for ao Japão, né! ^__^v 4649 (yoroshiku)


VALE A PENA VER DE NOVO・過去のインタビュー:

GENTE MUITO JAPÃO 1
Masako Tanaka

GENTE MUITO JAPÃO 2



GENTE MUITO JAPÃO 3
Yuka Shimizu

GENTE MUITO JAPÃO 4
Karina Almeida

GENTE MUITO JAPÃO 5
Adriana de Almeida Gomes

GENTE MUITO JAPÃO 6
Sabrina Hellsh

MAS ESPERE! Para você que perdeu o Waratte Koraete - Especial de Ano-Novo e gostaria de ver a bela participação de Elisa Celino no programa japonês, AQUI ESTÁ! É só clicar na foto!


43:47  ESPECIAL NO BRASIL
45:49  - 65:21 ELISA CELINO

3 comentários:

  1. Caruso,
    Muito interessante saber que existem pessoas como a Elisa. Mas o que ela disse é verdadeiro. Ela tem o diploma, fala como um nativo, mas isso não paga as contas. É a triste realidade do Brasil que não valoriza a educação.

    ResponderExcluir
  2. Viva o Brasil! Viva o Japão! Parabéns aos dois!

    ResponderExcluir
  3. Elisa senseeei! *-* Que saudades!

    ResponderExcluir