18/08/2013

CASTIGO CORPORAL: REALIDADE (ATUAL) NAS ESCOLAS JAPONESAS

Já foi época de ajoelhar no milho, ficar de pé no canto da sala, levar reguada na palma da mão e até ficar na "cadeira do pensamento". Se você é brasileiro, talvez já ouviu falar sobre estes e outros castigos corporais que nossos pais e avós estão cansados de nos contar. Mas na semana passada, a mídia japonesa divulgou o resultado de uma pesquisa feita pelo Ministério da Educação do Japão sobre "castigos corporais" nas escolas japonesas. Segundo um dos jornais, o número de professores que agrediram seus alunos subiu nada mais nada menos que 17 vezes em relação ao ano anterior e alcançou a marca dos 6721 professores. Já outro jornal divulga o número de alunos que foram vítimas destes "castigos corporais". Foram ao todo 14.208 alunos distribuídos em 4.152 escolas onde foram detectados os atos.

Ainda segundo os jornais japoneses, os atos, os quais eles insistem em chamar apenas de "castigos corporais" incluem atos como: socos, chutes, puxão de cabelo, além de bater com um pedaço de pau e deixar horas de pé. Sobre as condições dos alunos pós "castigos corporais", mais de 80% foi considerado "sem ferimentos", enquanto que  7.1% dos alunos tiveram contusões e 0.6% fraturas. 


JAPONÊS・日本語

体罰教員、小中高で6721人 1万4208人が被害 
12年度調査、文科相「恥ずべき数字」


文部科学省は9日、全国の国公私立の小中高校などで2012年度に体罰をしたことが確認された教員は延べ6721人に上り、1万4208人の児童生徒が被害を受けたと発表した。1年間に被害を受けた子供の数がわかったのは初めて。体罰のあった学校は4152校で、全体の10.8%に当たる。体罰を理由に懲戒処分や訓告処分を受けた公立校の教員は2752人で前年度の約7倍に達した。
 小中高別で、体罰をした教員は中学校が2805人と最も多く、高校は2272人、小学校は1559人。体罰の発生率では高校が23.7%と最も高く、中学16.2%、小学校5.5%だった。
 体罰の内容は「素手で殴る」が61.0%と大半を占めた。「蹴る」が9.2%、「棒などで殴る」が5.3%。「髪を引っ張る」「長時間立たせる」などの「その他」が計15.8%だった。被害状況は8割超が「傷害なし」だったが、打撲が7.1%、骨折・捻挫なども0.6%あった。
 学校が体罰を把握したきっかけ(複数回答)は教員の申告が50.6%、児童生徒の訴えが40.2%、保護者の訴えが34.9%の順だった。

O Muito Japão entrevistou alguns japoneses, já adultos, para saber mais sobre estes "castigos corporais" nas escolas do Japão. Veja o depoimento de alguns:

"Sobre a minha experiência, talvez seja um pouco diferente dos castigos de agora em relação aos da minha época, nos anos 70 quando os castigos eram levar tapa na cara e ficar em pé no corredor, fora de sala de aula. Ficar sentado "estilo japonês" no fundo da sala era o que mais tinha. mas também tinha bater no aluno com régua, pedaço de pau e chutar". M.S.A.

"Desde antigamente os japoneses são tolerantes com esta questão de "bater" (nos alunos). Eu lembro do meu professor do primário bater na minha cabeça e me dar tapas na cara. Claro que foi porque eu fiz algo de errado, mas até hoje, não guardo boas recordações desse professor. Mas estas cenas eram comuns no nosso dia a dia na sala de aula. Meus colegas de turma também apanhavam na cara e na cabeça também. claro que tinha professor que não batia. Por outro lado, têm pais que não ligam de seus filhos apanharam dos professores na escola. O que os japoneses ainda precisam resolver é até que ponto estes castigos podem ser aplicados. Isso começou durante a guerra quando os soldados recém engajados na corporação levavam socos por qualquer coisa". T.C.K.

"Antigamente era pior. Eu lembro que na aula de inglês, se a gente errasse alguma palavra a gente apanhava  na cabeça com um esfregão" Y.I.

"Quando eu estava nos últimos anos do colégio, muitos colegas apanhavam dos professores. Os outros olhavam mas pensavam que ele fez por onde merecer aquilo. Não que eu esteja apoiando, mas acho que os professores faziam isso porque falando somente o aluno não entenderia e era como se ele fosse fazer o aluno entender com o corpo. Já ouvi gente falar sobre isso em ambiente de trabalho... " H.I.

"Eu levei foi um tapa na bunda quando fiz algo errado. " N.M." A palavra "taibatsu" significa castigo corporal. É normal os professores aplicarem este tipo de castigo. Nos anos 70, quando eu era estudante também tinha. Eu e meus colegas levamos um tapa na cara quando quebramos o vidro da janaela da sala quando estávamos brincando. mas a gente não se sentia mal porque aquilo era porque a gente fez algo de mal. O professor nos dava bolacha com amor. Naquela época, não era problema. Agora é diferente. os professores têm menos confiança nos alunos e nos pais deles. Se o professor bater ou chutar o aluno é considerado "castigo corporal". Além disso, os professores hoje não sabem o limite de aplicar o castigo corporal e acabam ferindo os alunos"  T.I.  












7 comentários:

  1. É meio difícil acreditar nisso... Nunca ouvi falar nisso, talvez porque a mídia esconde. Nem nos animes, ou algo do tipo, eu vi cenas assim.
    E logo no Japão por ter uma ótima educação. E o governo não faz nada... Já não bastasse o número de suicídios cometidos, e com isso, pode até aumentar. Tudo bem que os alunos podem fazer por merecer, mas isso não desculpa ou regra. Lamentável isso. :/


    Lara.

    ResponderExcluir
  2. Sim,e bastante estranho,existe castigo nas escolas mesmo no Japao,mas acredito que as coisas mudaram desde os anos 70,mas como em tudo devem existir casos isolados.Meu sobrinho com um grupo de amigos quebrou o vidro de uma classe quando estavam brincando ha dois anos atraz,ainda era shogakusei,e claro que ligaram e minha irma teve de ir a escola,as criancas tiveram que pagar o vidro e tiveram atividades extras como castigo;mas nao sofreram nenhum abuso corporal por isso.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Julio-senpai!Essa eh so a pontinha do iceberg deste imenso problema chamado Taibatsu. Eu falo com conhecimento de causa, pois trabalhei 6 anos dentro das escolas japonesas. Vi muita coisa e muitas estorias de arrepiar. Um dos meus alunos mais recentes, estava em tratamento ha mais de 3 anos, sem contar que estava sem ir à escola por todo este período porque foi vítima do tal do Taibatsu, além das humilhações verbais. Ele tentou suicídio diversas vezes depois disso e, até hoje, sem sucesso, tenta voltar à escola.
    Como educadora, eu sou contra a violência e acho que por mais que os alunos te deixem louca, esta não é a melhor solução. Foucault descreveu muito bem isso em alguns de seus livros, sobretudo em "O sujeito e o poder." Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  4. Todo mundo diz que a educação japonesa é perfeita, mas esse tipo de castigo já foi eliminado da Europa faz mais de 1 geração. Outra coisa que ninguém sabe é que no Japão a "avaliação vocacional" leva muitos alunos a desistirem dos seus sonhos porque os professores falaram que não irão ir muito longe, de acordo com o nlog traduçãojaponesportoalegre.

    ResponderExcluir
  5. Educacao e realmente algo dificil,ainda mais quando vivemos num pais com a cultura tao diferente da nossa;por causa do meu sobrinho eu sempre conversava com os professores da escola,o que me assustava nao eram os alunos japoneses e sim os estrangeiros mesmo...lol..Quanto a educacao na Europa nao acreditem no que dizem,a nao ser que se estude numa super escola,esse quesito de ter sido eliminado a mais de 1 geracao,tudo aqui e tao atrasado.. que faz as escolas japonesas sejam bastante acima da media;digo isso por experiencia propia.Reclamar da avaliacao vocacional japonesa me parece piada se comparar com a avaliacao vocacional de outros paises.

    ResponderExcluir
  6. eu acho a educação um caos no mundo todo... quanto mais conhecemos, mais vemos que os avanços são MUITO relativos.

    Por exemplo: em Harvard e Oxford os professores DOUTRINAM seus alunos a SEUS pensamentos. Ou seja: nas melhores faculdades do mundo, o que se faz é formar bons pesquisadores DENTRO DA LINHA que eles querem. Isso é bom? Essa falta de liberdade? Fora as fraudes nas publicações, ou as "tretas"para ganhar índices de publicação de artigos. Também tem os abusos dos trotes, as mensalidades absurdas que excluem muita gente. Não acho que uma educação que não seja inclusiva e para todos seja boa. Aqui, nem falemos nos tantos defeitos, já que professor não vale nada, e os que "valem" não trabalham... e isso sobre o Japão, não sabia que tinha tanta repressão, já que o que vemos nos animes/dramas é bem diferente.

    é um problema global, muito longe do que é o esperado, e acho que poucos realmente querem resolver da forma satisfatória: inclusão, reflexão, algo que ensine a pessoa, respeite seus limites, suas origens, suas condições... o sistema de provas, por exemplo, é algo que pune muita gente boa e os tira das escolas...

    ResponderExcluir
  7. É por isso que a educação japonesa é a melhor do mundo! Se o aluno não ficar na linha leva uma tunda de laço. É isso que falta aqui no Brasil. Aqui criança pode até matar e roubar que não acontece nada.

    ResponderExcluir