05/09/2013

ASAKUSA SAMBA: O CARNAVAL DO JAPÃO


Muita gente me pergunta se no Japão tem carnaval. A resposta é sim. Claro que não na mesma proporção que no Brasil, mas tem. O desfile de carnaval de Asakusa, em Tóquio é o mais famoso. Aliás, o desfile é realizado no Japão, nada mais nada menos do que desde 1976! Este ano, o carnaval japonês foi realizado no último final de semana, dia 31 de agosto. "Asakusa Sanba Kaanibaru". É assim que é chamado o maior evento de carnaval do Japão, da Ásia ou, como eles divulgam no site oficial do evento, "o maior carnaval do hemisfério norte". O desfile, no bairro de toquiota de Asakusa - daí o nome -,  é realizado em via pública que é bloqueada temporariamente para o evento e passa bem em frente a um dos pontos turísticos mais conhecidos do Japão, o Kaminarimon (foto).  


Como sempre, o desfile deste ano atraiu milhares de pessoas entre japoneses de diversas idades, fãs e não-fãs do Brasil, conhecedores e não-conhecedores da cultura do Brasil e estrangeiros em geral, entre residentes e turistas. Para quem não conhece o carnaval do Rio, pode até pensar que está vendo a réplica do outro lado do mundo, mas há algumas diferenças e até pontos que eu chamaria de "Muito Japão".

Lembro que quando fui assistir ao desfile pela primeira vez, eu não consegui ver muita coisa. Primeiro porque cheguei em um horário, digamos, normal, mas muita gente chega bem, mas bem mais cedo para marcar lugar. Principalmente os fotógrafos amadores que armam seus tripés, escadinhas e se posicionam de tal forma que dali não movem uma palha até o fim do desfile. Como se não bastasse a parede que eles formam, uma multidão, de pé, completa o paredão e, dependendo da hora em que você chega ao evento, a parede está tão espessa que já não é possível ver mais nada. A saída é ficar no ponto de partida ou na "área da dispersão". Esqueci de falar que apesar de o desfile passar por uma rua bloqueada exclusivamente para o evento, não é armado nenhum tipo de arquibancada, como era feito no Rio, antes da construção da Apoteose. Aliás me chamou a atenção o fato de que quando a última escola passa pela rua, um grupo de limpadores já formam quase que um bloco de limpeza instantânea, enquanto que outro grupo já passa recolhendo as grades de proteção para daqui ali uns 10, 15 minutos, no máximo, a rua já está transitável como se nada tivesse acontecido!   

No ano seguinte, fui ao evento a trabalho e por isso, pude ir do lado de dentro do paredão e bem no meio do desfile. Nem assim, achei que estava em um desfile de carnaval do Rio de Janeiro. Me lembro de haver uma "camada" a mais no paredão de gente localizada na frente dos fotógrafos. São japoneses que devem madrugar para marcar lugar para assistir ao desfile sentados na rua. Lembro também da dor de cabeça que alguns me deram, já que eu tinha que tirar fotos e alguns dos que estavam sentados se revoltavam. Tomei até uns tapas na perna ao me posicionar para uma foto. Foi sinistro. Mas acho que o fato de não ver ninguém dançando nas "arquibancadas", ver escoteiros caminhando com cara de enterro na frente de cada escola e carregando uma placa com o nome da escola de samba, talvez tenha contribuído para o carnaval de Asakusa se distanciar ainda mais do carnaval carioca. 

E se você é um daqueles que acha feio ver lutadores de sumô que não sejam orientais e mulheres ocidentais, loiras e de quimono, você talvez sentiria a mesma sensação de desconforto no desfile de Asakusa. Estranho, porque uma das coisas que os japoneses mais criticam quando vão à praia no Brasil, é que segundo eles, chama a atenção o fato de muitas brasileiras usarem biquíni apesar de não terem um tipo físico "exemplar", digamos assim. Mas parece que essa parte da cultura do Brasil, também foi explorada no carnaval de Asakusa, if you know what I mean...

As brasileiras com samba no pé e sorriso no rosto, essas sim, são a atração dos fotógrafos e das nipo-vovózinhas quando passam! Ficam todos ouriçados de repente. Isso não quer dizer que não haja japoneses que sambem muito bem. Há sim. Há os que sambam bem. Tocam pandeiro, surdo, cavaquinho etc muito bem.  A alegria, dedicação e a paixão com que alguns japoneses se engajam no desfile, essas sim, são características que lembram muito o carnaval brasileiro. E é fácil fácil identificar os que estão ali pela garra e pelo prazer de sambar, cantar, exibir seus instrumentos. Mas, não são todos. Não sei, tive a nítida impressão de que a maioria está ali pela gana de sair da realidade, de vestir uma roupa mais colorida que não veste no dia a dia, algo mais estravagante e se libertar, do modo deles, mas se libertar.

Com certeza, o melhor do evento é a paixão, o respeito e admiração que muitos japoneses têm pelo Brasil e pela cultura brasileira. É gostoso ver tanta gente se divertindo com a nossa música, as roupas do carnaval do Brasil, ver faixas em português, sentir o batidão do nosso samba e claro, ver a nossa bandeira brasileira nas mais diversas formas! E acho que é isso que move a participação de muitos brasileiros legítimos que desfilam, puxam o samba, saem na bateria e dão um brilho especial ao carnaval de Asakusa! Viva o intercâmbio cultural!

O Muito Japão entrevistou o brasileiro, carioca, Ivan de Souza Cardoso, que foi assistir ao desfile do carnaval de Asakusa pela primeira vez este ano. Vamos ver a impressão que ele teve de tudo que viu por lá e o que gostou e o que não gostou. 



Fiquem depois com um vídeo do carnaval deste ano e tire você mesmo suas próprias conclusões. 

1.   Como ficou sabendo do desfile?

Fiquei sabendo pela internet.

2.   Foi sozinho?

Fui sozinho, mas encontrei amigos lá. Alguns porque combinamos, outros por casualidade.

3.   Que local específico escolheu para assistir ao desfile?

Fiquei próximo ao ponto de partida porque do meio para o final estava
muito cheio.

4.   Conseguiu ver bem?

Consegui ver bem porque, a medida que as pessoas iam embora, avançava alguns passos até conseguir ver o desfile de frente.


5.   O que gostou e o que não gostou do evento?

Gostei, sobretudo, da organização. Apesar de ser um grande evento, o trânsito de pessoas e veículos transcorreram bem e com boa orientação dos policiais. Sobre o que não gostei, pensei sobre algum ponto negativo, mas não achei nenhum ponto específico. Nota 10 mesmo.

6.   Viu algo que considera, Muito Japão? 

Os japoneses apenas assistiam ao desfile e tiravam fotos. NINGUÉM dançava, mesmo sob o som do samba mais animado.

7.   Em que você acha que o desfile japonês lembra o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro? Por quê?

As fantasias, carros alegóricos, coreografia, animação e percursão lembram o carnaval do Brasil. As músicas, por serem ora em japonês ora em português, em alguns momentos lembravam as marchinhas & samba enredo, noutros momentos não muito.

8. Na sua opinião, porque o evento atrai tanta gente?

O carnaval brasileiro é conhecido no mundo inteiro. E como muitos japoneses gostam de música brasileira, especialmente samba e bossa nova, é natural que muitas pessoas o frequentem. Lá ouvi alguns japoneses dizerem que gostaríam de conhecer o carnaval do Brasil um dia. Mas, enquanto isso, eles vão à Asakusa mesmo.

9. Pensa em desfilar algum dia?

Sim. No Sambódromo e em Asakusa. Estou juntando energias desde agora (risos).



Vejam agora imagens do carnaval de Asakusa deste ano! No vídeo é possível ver o escoteiro, o paredão, a animação de alguns, o talento de outros, com instrumentos, por exemplo, as coreografias, as fantasias - algumas são mesmo do Brasil - etc.



7 comentários:

  1. Muito bacana Caruso. Acho que além de ser muito japão, é muito humano se fascinar por uma cultura que é completamente diferente da nossa, né?! :)
    O que mais me impressiona disso tudo é a organização dos japoneses, mesmo em eventos de grande porte. Sensacional!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog, já está nos meus favoritos. Excelente trabalho! Sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Totalmente pasma rs, não sabia que tinha festival carnavalesco no Japão, e o impressiona é que o estilo da música é igual, as fantasias são impecáveis e tudo mais. Adorei !

    ResponderExcluir
  4. Olá boa tarde.

    Estou a procura dos CDS dos Sambas enredo das escolas de lá? Será que vc pode me ajudar, dar umas dicas de como consigo?

    obrigada

    ResponderExcluir
  5. Olá Boa tarde.

    Estou tentando adquirir os cds de samba enredo deles, pode me ajudar?

    Sabe algum contato?

    Obrigada

    ResponderExcluir
  6. Meus Momentos,

    Desculpa, mas nunca ouvi falar deCD de Samba Enredo do Carnaval de Asakusa. Você vai achar até preconceito meu, mas para te ser sincero, acho que não existe. Obrigado pela visita ao blog. Volte sempre!

    ResponderExcluir
  7. Ouça agora na RADIOSAMBISTA.COM os melhores sambas enredos do carnaval brasileiro.
    Valeu.

    ResponderExcluir