23/09/2013

NO JAPÃO NÃO SE USA CARTÃO DE DÉBITO?!

57% dos brasileiros utilizam meios eletrônicos de pagamento em vez de dinheiro



Calma. Não vou escrever um post sobre o Brasil aqui no Muito Japão, mas precisava compartilhar com vocês leitores que achei muito interessante o fato de no Brasil estar se usando muito as máquinas que obrigam os lojistas a nos fazer a pergunta crucial de "Débito ou Crédito?". Isto porque no Japão, não há máquinas de débito e crédito. Quando eu conto isso, algumas pessoas não acreditam! Bom, talvez eu não deveria dizer que não há com tanta categoria, mas a verdade é que não se vê esse tipo de pagamento no Japão de hoje! A maioria ainda paga com dinheiro. O que não significa que não haja e-money. Cartões recarregáveis com dinheiro e até celulares igualmente recarregáveis, já existem, mas, porém, contudo, todavia e entretanto, eu arriscaria até dizer que 80% dos pagamentos em lojas e restaurantes são feitos com dinheiro vivo. Para complementar, aí vai uma reprodução de parte da matéria que li sobre pagamentos por meios eletrônicos.

MUNDO

O relatório mostra que a Bélgica é o país com maior quantia dos consumidores (93%) que realizam pagamentos por meios eletrônicos, seguida da França (92%), Canadá (90%), Reino unido (89%), Suécia (89%), Austrália (86%), Holanda (85%) e Estados Unidos (80%). Já a Indonésia (31%), Rússia (31%) e Egito (7%) acabam de iniciar o processo de substituição do uso do dinheiro vivo. Assim como o Brasil, a Polônia (41%) e a África do Sul (43%) já estão em fase de transição, e estão migrando rapidamente para o pagamento eletrônico.

4 comentários:

  1. Oi Caruso! Talvez essa cultura de utilizar dinheiro seja porque os japoneses, de maneira geral, têm um controle mais apurado dos seus gastos em relação aos brasileiros. E a probabilidade de se perder nos gastos utilizando cartão, seja de crédito ou débito é muito maior do que aqueles que só utilizam dinheiro em espécie, né?! Falando de economia de uma maneira geral, eles têm o hábito de poupar, diferente de nós brasileiros, já que não há incentivo para esse tipo de política aqui no Brasil, pelo contrário, aqui se fomenta o consumo e os empréstimos/financiamentos.
    E também tem outra coisa: no seu blog antigo você tinha citado o quanto eles são fissurados por segurança, você até mostrou uma tesoura super legal que tem várias lâminas pra picar papeis com informações confidenciais, lembra? E, por menor que seja a probabilidade, existe uma chance de informações pessoais vazarem quando se utiliza meios eletrônicos de pagamento...
    Sempre interessante vir aqui :)



    ResponderExcluir
  2. Mariana,

    Acho que quanto à questão da segurança, você pode ter razão realmente. Mas vou confessar que acho uma mão na roda essa máquina, viu? Porque ficar sacando dinheiro e ter sempre que ficar atendo na carteira da hora de pagar, não é legal. Aliás, agora que falei nisso, lembrei que tem a questão da falta de assalto no Japão que não implica em nenhuma ameaça para ninguém carregar dinheiro para cima e para baixo! Obrigado pela visita mais uma vez!

    ResponderExcluir
  3. Oi Caruso,
    Eu uso cartão de débito já há alguns anos e adoro.
    Concordo plenamente que sacar dinheiro e ter q ficar fuçando carteira pra pagar as coisa não é nada prático.

    O celular da Docomo tbm é ótimo pra pagar pequenas coisas no konbini e depois vem cobrado na conta do celular. Outra praticidade que a maioria das pessoas não faz uso!!

    abs

    ResponderExcluir
  4. olá Caruso, como funciona o sistema de empréstimo bancário no Japão? Qual é a forma de pagamento? Por exemplo: você pede um valor x e paga mensalmente? Uma quantia fixa, pré-determinada pelo banco? Valeu, gostei do bloG!

    ResponderExcluir