23/07/2017

VIOLÊNCIA É CRIME・暴力は犯罪

写真提供: Nilza Mats
Costumo dizer que é no trem que a maioria dos japoneses se transformam. Esqueça todo o estereótipo que você tem na cabeça de um "típico" japonês, daquele educadinho, simpático, prestativo e tantas outras qualidades atribuídas a todos os japoneses que você já viu até hoje. No trem parece que tudo vai pelo ralo. Empurram, pisam, não pedem desculpa, não cedem lugar - nem para mulheres grávidas -, muitos ficam com cara fechada e outros pegam o trem mas no fundo o que eles queriam era estar no ar-condicionado, num táxi, no escurinho do carro, sozinhos, sem ninguém para encostar neles. Esse para mim é o pior tipo! Sem falar nos que molestam as mulheres!

OK. Não vamos enfatizar apenas o lado ruim. O fato de esperar que as pessoas desçam do trem para depois que o último passageiro desembarcar, é para mim, algo invejável, maravilhoso, gostoso de se ver. Estou falando de Tóquio, onde vivo atualmente. Não sei se em outros lugares acontece o mesmo. Já ouvi dizer que em Osaka, a coisa é mais para o estilo trem no Rio - só não vendem nada - , mas não me lembro de ter visto isso quando morei lá. Isso também foi há mais de 9 anos.

Mas comecei o post falando do mau humor e do clima pesado dos trens de Tóquio para corroborar o conteúdo do cartaz que vira e mexe a gente vê pelas paredes de trens e metrô daqui. São cartazes de campanhas contra a violência praticadas por passageiros. Isso mesmo que você leu! Violência! Este cartaz é até gracioso, mas a mensagem é clara: "Violência é crime! Basta de violência entre passageiros e violência de passageiros contra funcionários dos trens e metrô". 

Você imaginava que isso acontecia aqui? 
Já testemunhou algum caso? Conte pra gente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário