30/04/2011

IPHONE 4: VERSÃO JAPÃO DO COMERCIAL



Primeiro em inglês !
まずは英語で!



Clique AQUI para assistir ao comercial em inglês!
こちらでクリックすると、CMの英語版でご覧いただけます!



Agora em japonês...
今度は日本語で・・・


Clique AQUI para assistir ao comercial em japonês!
こちらでクリックすると、CMの日本語版でご覧いただけます!




VOCABULÁRIO・ボキャブラリー

高解像度・KOUKAIZOUDO・ALTA RESOLUÇÃO
えくぼ・EKUBO・"COVINHA"
しわ・SHIWA・RUGAS
文字・MOJI・LETRAS
言葉・KOTOBA・PALAVRAS
つぶやき・TSUBUYAKI・SUSSURROS
お気に入り・O-KI NI IRI・PREFERÊNCIAS
戦い・TATAKAI・LUTAS, BATALHAS
思い出・OMOIDE・LEMBRANÇAS

RAP DA "PALAVRINHA MÁGICA"

Depois do terremoto, ocorrido no dia 11 de março, os canais de TV estavam sem anúncios de patrocinadores e por isso, os comercias que tinham, se repetiam diversas e diversas vezes, e depois, repetidas e repetidas vezes! Conclusão: martírio total com jeito de lavagem cerebral! Escrevi sobre estes anúncios em um post já publicado na época. (Não viu? Clique AQUI)



Eis que dia desses, saí para um happy hour em num barzinho maneirinho e, de repente, depois de uma Lady Gaga, começa a tocar a música do comercial! Eu não acreditei. Fiquei pasmo! mas achei engraçado e vi que todo mundo também estava rindo. O que eu não sabia, era que estava tocando e passando nos monitores do bar o vídeo do Rap da "Palavrinha Mágica" (risos)! Bom, para quem ainda não conhece o rap, lá vai! Som na caixa DJ!


BICICLETA MUITO JAPÃO

Observem esta bicicleta.


A princípio, a bike da foto parece não ter nada de extraordinário, não é mesmo? Poderia ser uma foto de uma bike qualquer tirada no Brasil, em Israel ou até mesmo na Tailândia, se não fosse por um pequeno detalhe! calma! 

Antes que vocês cogitem a ideia de algo mirabolante, futurista, eu já adianto: só porque o título diz "Bicicleta Muito Japão" não quer dizer que seja nada tecnológico! A pista são na verdade três palavras que também têm muito a ver com a vida no Japão.  Resposta: REGRA! REGRA! REGRA!

Isso mesmo! Vejam só o que diferencia esta bicicleta de uma bicicleta do Brasil, por exemplo!


Resposta: um adesivo contendo as regras que o usuário da bike deve saber e cumprir!!! vejamos cada uma delas para você se espantar ainda mais!

乗車前点検・JOUSHA MAE TENKEI・CHECAGEM PRÉVIA
Ao pé da letra seria "checagem antes de montar na bicicleta", ou seja, verificar se está tudo nos conformes antes de sair com a bike. 

二人乗り禁止・FUTARI NORI KINSHI・PROIBIDO CARREGAR ALGUÉM NA GARUPA
Sim, esta talvez seja a regra mais Muito Japão de todas! Aqui é proibido andar com gente na garupa! A regra ao pé da letra diz exatamente isso, FUTARI quer dizer "duas pessoas", NORI, vem do verbo NORIMASU, "subir", "montar", "andar em veículos" e KINSHI, quer dizer "proibido". Já vi gente sendo parada por policial na rua porque estava estavam andando de dois na bike. Era um casal de jovens. Ele no pedalando e ela na garupa!  Aí vocês irão dizer: "Mas e as mães que precisam carregar seus filhos para a creche etc?". Neste caso pode! Até porque a bicicleta é feita para isso, com cadeirinhas na frente ou atrás e para ser usada com este objetivo. Mas jovens, namoradinhos, amigos, brothers, não podem andar juntos numa bike só!

夜間無灯火走行禁止・YAKAN MUTOUKA SOUKOU KINSHI・PROIBIDO ANDAR COM LATERNA APAGADA DURANTE A NOITE

Essa até eu já fui parado numa blitz de bicicleta! Não ri não que aqui tem as vezes mesmo! kkk... Os policiais ficam escondidos em cantos e nas calçadas e quando a gente passa ele avisa a outro policial que está mais na frente e nos para. A regra diz que todos devem estar com a laterna acesa ao andar de bicicleta durante a noite. A policial me parou, perguntou se eu entendia japonês, perguntou meu nome, checou minha licença da bicicleta - falo sobre isso depois - e me mandou acender a luz antes de partir.

車輪巻き込み注意・SHARIN MAKIKOMI CHUUI・CUIDADO COM OS AROS DOS PNEUS
Bom, ao pé da letra, a regra diz para tomar cuidado para não enroscar nada entre os aros dos pneus da bicicleta! É muito comum enganchar a ponta do guarda-chuva, barra da calça ou as mulheres enroscarem a ponta do vestido. 

段差注意・DANSA CHUUI・CUIDADO COM OS DESNÍVEIS
Bom, este não tem muito o que dizer. É apenas para tomar cuidado com os desníveis das calçadas. As ruas daqui são ótimas de se andar de bike, mas as calçadas nem tanto. Isso nos locais onde há calçada, porque aqui no Japão tem muito trecho que não tem calçada e você é obrigado a compartilhar o asfalto com pedestres, carros e caminhões! 

Falta só eu comentar da licença porque no Brasil não temos isso. Não chega a ser uma carteira de motorista para bicicletas, mas quando compramos uma bike, temos que quase que obrigatoriamente registrarmos ela em nosso nome. Na hora recebemos um adesivo que é colocado na bike com um número. Este número identifica o dono da bicicleta! Quando eu for parado numa blitz de bicicleta, o policial se comunicará com uma central, verificará o número e verá que eu sou do dono da bicicleta que estou usando! Pronto! Não tem anuidade nem nada!

O problema é você emprestar a bicicleta para um amigo ir ao barzinho da esquina comprar umas cervas e ele ser parado por um policial! Até explicar que nariz de porco não é tomada... e se seu amigo não fala japonês, a situação que era para ser um simples resgate de loiras geladas, pode virar resgate de um amigo na delegacia! 


29/04/2011

AVISO AOS LEITORES

Caros Leitores, como podem notar, o blog mudou de cara! Alguns irão dizer "De Novo!?". Muito bem, sem contar o fato de que quem me conhece, sabe que eu adoro mudanças, a intenção na verdade era deixar o blog com uma aparência mais alegre, mais simples, mais clean e consequentemente mais leve para carregar, o que alguns leitores já haviam me comentado de que estavam tendo dificuldades. Espero que eu tenha alcançado estes objetivos. Confesso que ainda não está como eu gostaria que estivesse. Ainda quero melhorar muitas coisas, mas farei isso aos poucos, e claro, sem deixar de atualizar o blog. Aproveito para agradecer o apoio de todos, principalmente aos seguidores, sejam aqueles que acompanham o Muito Japão pelo blogger, twitter, facebook, orkut ou mesmo aqueles que nos visitam todos os dias para saberem das novidades! De coração, muito obrigado!

読者の皆さん、ご覧の通りブログはリニューアルされました。「またかい?」という人が現れてくると思いますが、私のことをよくご存知の方なら誰でも想像つくと思いますが、個人的にものごとを色々変えるのが好きです。ただ、今回の主な目的はブログをより明るく、よりシンプル、清潔感の溢れるブログにしたかったということと、読者の何人かが「ブログは重かった為、起動するのに物凄く時間がかかる」ということを聞いて、よりシンプルなレイアウトすることによって、もっと速く起動できるのではないかと思い、今回のレイアウトにさせていただきました。しかし、ブログはまだまだ私の頭の中の理想なブログにはなっていないので、これから少しずつ、こつこつ、改善していこうと思っています。勿論、更新を忘れず!ご心配無用!この場を借りて、今までのサポートしてきた皆さん、ブローガー、ツイッター、フェイスブック、オークットとかのフロワーの皆様をはじめ、毎日訪問してくれる全ての読者の皆様に心から感謝します。

FINALMENTE! CHEGOU O IPHONE BRANCO!


Não, eu não comprei não...

Até pq estou muito satisfeito com o meu (modelo) preto. Só achei bonito e como no Brasil ainda não tem, achei maneiro mostrar a foto que foi publicada na Apple Store Japan. Vale lembrar que aqui no Japão somente a SoftBank - que não é banco, mas sim operadora - é a única que detém o direito de vender o iPhone! Isso mesmo! Existem outras operadoras, claro, como a au (lê-se "ei  iu"), a DoCoMo (lê-se "docomô"), Emobile etc, mas somente UMA, a SoftBank, é que vende! É mole?! O preço?! Por pouco mais de 6 mil e poucos ienes por mês, com contrato de 2 anos, você consegue ter um iPhone de 32GB com internet à vontade!

25/04/2011

OIZUMI - A PORÇÃO VERDE-AMARELA DO JAPÃO

Por conta do trabalho, estive neste final de semana em Oizumi, mais precisamente na estação de Nishi Koizumi. Confesso que não foi a primeira vez que eu estive por lá, mas a primeira vez foi há anos! Mesmo assim, me impressionei como se tivesse sido a primeira vez.

Primeiro me impressionei com o trem de apenas dois vagões e com espaçamento de tempo entre um trem e outro! Depois com o tamanho da estação de Nishi Koizumi, onde desci. Comparar com Shinjuku ou Shibuya seria até covardia, mas realmente, a roleta com apenas duas entradas e saídas achei maneiro! 

Mas o melhor de tudo foi o uso da língua portuguesa! Isso mesmo! Um montão de coisas em português claro! Também não é para menos, Oizumi, apesar de não ser a maior população verde-amarela do Japão, lá é onde comparativamente há mais brasileiros que japoneses! ...bom, não sei como estaria esta estatística agora que muita gente voltou, mas de qualquer maneira a presença brasileira na cidade é impressionante! É muito brasileiro!! Nas ruas, lojas, mercados...não há como não encontrar um conterrâneo! 

E não só o número de brasileiros pelas ruas me chamou a atenção mas também o comércio! Tem até auto-escola com letreiro em português!!! É tanto comércio com a bandeira do Brasil que quando eu vi o Family Mart, uma loja de conveniência brasileira, cheguei até achar estranho...(risos).

Gostei foi de me sentir no Brasil por uns instantes, principalmente quando parei um brasileiro na rua para perguntar o caminho. Eu o chamei da janela do carro ao melhor estilo brasileiro, gritando "AmigOU!". Me amarrei! Ele veio, eu perguntei e ele me ensinou na boa! Muito gentil! Que saudade dessa...não sei explicar, dessa gentileza, gentileza não pq muitos japoneses são muito gentis tbm, mas dessa liberdade que a gente tem no Brasil de ser meio que íntimo de alguém que a gente não conhece...

Aqui não se pergunta nem a hora para ninguém na rua!

Senti isso também numa loja que fomos por lá e ficamos conversando com o gerente e um cliente que parecia assíduo no local. Qualquer japonês que nos visse conversando, pensaria que somos amigos de anos, mas tínhamos acabado de nos encontrar e o papo foi tão maneiro. Rimos tanto! Saudade mesmo desse lado maneiro do nosso povo!

Sei que alguém vai acabar me dizendo: "É, mas anda de metrô que tu vai ver a gentileza do brasileiro...". Eu sei muito bem como é isso e digo mais, aqui tbm não é diferente. Existem japoneses e japoneses. E brasileiros tbm, existem brasileiros e brasileiros. Me refiro agora neste post, exclusivamente, ao lado bom do nosso povo que aqui é raro encontrar...essa liberdade de conversar... essa gentileza sem cerimônias, sem muito fru-fru... enfim, me amarrei!

Bom, não tive muito tempo para fazer turismo, mas pelo caminho, tirei algumas fotos que vocês conferem logo abaixo!



Placa na plataforma indicando a estação




Trem com apenas dois vagões




Entrada da estação de Nishi Koizumi




No guichê, meu primeiro susto. Não sei se foi o fato de estar em português ou se o fato de pagar a diferença ali, quando normalmente aqui em Tóquio temos uma máquina só para isso (精算機)





Para quem não lê japonês, alguém fez este cartaz. Vale lembrar que em português a moeda japonesa não se escreve assim. O correto é IENE ou IENES!
 Mas se o que vale é a intenção, OK!





Ainda na estação, um balcão onde o aviso diz "Pegue à vontade" 
com revistas em português e outra em japonês, mas sobre o Brasil.





Recado da Polícia de Oizumi 





Outro recado da Polícia de Oizumi





Estabelecimento comercial vazio com placa bilíngue

24/04/2011

BRASTEL EM PROL DAS VÍTIMAS - PARTE II

As doações arrecadadas pela Brastel já ultrapassaram 200 mil ienes! Se você mora no Japão e tem seu Cartão Brastel registrado, você pode dar sua contribuição com apenas uma transferência de créditos! É muito fácil! Você pode fazer até pelo telefone!



E se você quer ajudar mas ainda não tem seu Cartão Brastel, você pode solicitar um inteiramente grátis! O cartão será entregue na sua casa! Todos que fizerem suas doações através da Brastel receberão tbm um bottom exclusivo da campanha! Veja mais detalhes da campanha!


A Brastel umas das companhias telefônicas mais conhecidas entre os estrangeiros aqui no Japão está com uma bela campanha para arrecadar doações em dinheiro para as vítimas do terremoto do dia 11 de março.



No site da empresa, as informações da campanha estão traduzidas para vários idiomas, chinês, coreano, russo, tailandês, inglês, espanhol e inclusive, português! E parece que está dando certo já que muitos estrangeiros de diversas nacionalidades que vivem aqui são clientes da empresa, e em uma semana, a campanha já arrecadou quase 80 mil ienes!!


O interessante é que além de ajudar, você ainda ganha um bottom maneiríssimo da campanha (foto)! A Brastel envia o bottom para a casa dos clientes que fizerem doação – e que vivem no Japão – juntamente com uma carta de agradecimento em vários idiomas também. Eu já tenho o meu! Claro!


Se você estava esperando uma empresa de confiança para fazer sua doação, eu sugiro a Brastel! Todo o monte arrecadado será encaminhado à Cruz Vermelha japonesa.

Mais detalhes, acesse o site da empresa: http://www.brastel.com/
Para quem mora no Brasil e deseja doar, acesse: www.brastel.com.br/



23/04/2011

GUS FERNANDES, HUMORISTA BRASILEIRO CONTA NO JÔ COMO FOI SUA EXPERIÊNCIA NO TERREMOTO NO JAPÃO

GOLPE DO TERREMOTO DE FUKUSHIMA

Malandro é malandro em qualquer lugar do mundo! E os malandros, golpistas e vigaristas do Japão não perdem tempo e são tão criativos quanto!! Fala sério! 

Hoje foi preso um vigarista que se aproveitou do terremoto e do tsunami que aconteceu em Fukushima e outras cidades e faturou uma grana preta enganando outros japoneses! Não é de hoje que golpistas e vigaristas faturam dinheiro aproveitando-se da inocência das pessoas e isso aqui no Japão tbm não é diferente! Agora vem esse caso de pessoas que se aproveitam do momento triste e tenso que o país está passando!

Segundo a reportagem publicada no jornal japonês Mainichi, o vigarista, um japonês de 37 anos, dizia que sua mãe era de Fukushima e que havia sido vítima do terremoto, mas ele não tinha dinheiro suficiente para ir até lá para reencontrar sua mãe que estava viva! Ele pedia cerca de 40 mil ienes, cerca de 700 e poucos reais!

As pessoas se compadeciam e davam dinheiro para ele. O vigarista afirma ter faturado cerca de 2 milhões de ienes (cerca de 40 mil reais!) enganando pessoas de Tóquio e Kanagawa. Em uma das atuações, o vigarista japonês aplicou o golpe em uma japonesa de 27 anos moradora de Tóquio e disse que era o vizinho debaixo e que sua mãe havia sido encontrado em Fukushima e que ele precisava urgentemente tomar um ônibus até lá para revê-la, mas que em Tóquio ele não tinha ninguém com quem pudesse contar. A mulher que coincidentemente era também de Fukushima, ficou sensibilizada com a história do cara e acreditou!


JAPONÊS・日本語


<詐欺>「被災した母に会う」とうそ…交通費詐取容疑で逮捕


東日本大震災で被災した母に会うため交通費が必要と持ちかけ、4万円をだまし取ったとして、警視庁捜査2課と池上署は23日、住所不定、無職、重田和彦容疑者(37)を詐欺容疑で逮捕した。「東京や神奈川で200万円くらいやった」と供述しているという。


捜査2課によると、神奈川、千葉県警にも同様の被害が6件20万円分届け出られており、関連を調べている。


逮捕容疑は9日、東京都大田区のマンションに住む女性会社員(27)に「下の階の者だが、被災した母が福島で見つかった。これから急いでバスで帰りたいが、頼れる人がいない」とうそをつき、現金4万円を詐取したとしている。


捜査2課によると、女性は偶然、福島県出身で、知人宅が津波被害に遭っており、重田容疑者の話を信用してしまったという。【前谷宏】

VOCABULÁRIO・ボキャブアラリー

被災した母・hisaishita haha・mãe vítima das catástrofes
会うため・au tame・para encontrar, a fim de encontrar
交通費・koutsuuhi・despesa de passagem
4万円・yon man en・40 mil ienes
無職・mushoku・desempregado
住む・sumu・morar
女性・josei・mulher
福島・fukushima・Fukushima
頼れる人がいない・tayoreru ito da inai・não ter com quem contar
現金・genkin・dinheiro vivo
詐取・sagi・golpe

22/04/2011

TRADUÇÃO DE UM ARTIGO DO "JORNAL CORDEL"

Para prestar uma homenagem a minha grande amiga Mako, cantora japonesa que está completando 10 anos de Brasil, eu traduzi um artigo que foi publicado sobre ela em uma revista daqui do Japão.


COLUNA

NÚMERO 1
MAKO

Cantora & Percussionista
Radicada no Rio de Janeiro. 
Atua como membro nos grupos 
Monobloco, Piano Orquestra, Exalta Rei, 
(Mulheres de Chico) etc.


Desde quando eu nasci, eu sempre quis ser cantora. Mesmo quando eu só engatinhava e antes mesmo de começar a falar, eu já cantava (tudo isso, segundo minha mãe). Eu via as cantoras na TV e ficava admirada. Sonhei várias vezes com isso. Ainda pequena, eu lembro que eu pedia várias vezes pra minha mãe comprar um microfone para mim. E assim, sonhando em ser cantora eu cresci e tenho muitas lembranças dessa época.

Desde que me entendo por gente, comecei a pensar sobre o significado do meu viver e de como viver a vida que me foi dada. Foi então que escolhi seguir o caminho da música e decidi ser cantora.

Logo que me formei na faculdade tive, quase que por um acaso, contato com a música brasileira e é por isso que eu acho que não fui eu que escolhi a música brasileira, mas sim ela que me escolheu. Quando tem que ser não adianta. Nada é por acaso.

Em 1995 sofri o grande terremoto de Kobe e foi o início de grandes mudanças na minha vida. Comecei a pensar: "Posso morrer hoje ou amanhã. A vida é curta e é uma só, então vou vivê-la da melhor maneira e fazer hoje tudo que eu quero fazer para amanhã eu não me arrepender de não ter feito o que eu queria! ".  Foi quando decidi morar no Brasil em 2001 e hoje, completo, 10 anos de Brasil.

A música brasileira para mim é tudo, é minha vida, é minha paixão, amor...

Não sei como eu poderia viver hoje sem a música brasileira. Para mim a música brasileira é hoje é minha base, meu chão, é também o ritmo que rege as batidas do meu coração. Por isso, eu quero viver para sempre, até morrer, com esse som dentro de mim.



19/04/2011

ACIDENTE: MOTORISTA JAPONÊS PERDE A DIREÇÃO DO GUINDASTE E MATA 6 CRIANCINHAS


Provavelmente não deve ter saído nada no Brasil, mas o assunto ontem e hoje nos jornais foi o acidente, na província de Tochigi, que envolveu seis criancinhas que morreram atropeladas por um guindaste!!  Eram cerca de 20 a 30 crianças de 9 e 10 anos estavam andando calmamente pela calçada, indo para a escola, quando de repente, um guindaste desgovernado - com cerca de 12 toneladas de peso - atravessou a pista do sentido contrário, subiu na calçada e passou por cima de 6 crianças que morreram. O veículo só parou depois que se chocou com em uma casa.


Segundo investigações, o motorista, um jovem japonês de 26 anos, dormiu ao volante , o que teria provocado o acidente. O rapaz foi preso em flagrante e disse somente que "lembrava de ter se chocado em algum lugar, mas não lembrava de ter atropelado ninguém". Mais tarde ele teria confessado que havia dormido ao volante!


Testemunhas afirmam que viram o guindaste cruzar a pista e ir em direção as crianças em alta velocidade. Além disso, não havia marcas de freios.

Detalhe: o acidente foi no dia 18 e 10 dias antes, ou seja, no dia 8, havia sido realizada a cerimônia de início das aulas...

A polícia teve acesso a casa do motorista japonês e apreendeu alguns de seus pertences a fim de investigar mais a fundo o que pode ter acontecido naquele dia. 


VÍDEO (JAPANESE ONLY)・映像(日本語のみ)
Clique AQUI para assistir ao vídeo da notícia veiculadas pelo ANN News. 


VOCABULÁRIO・ボキャブラリー

クレーン車・kurensha・guindaste

運転手・untenshu・motorista

児童・jidou・criança

死亡する・shibou suru・morrer

現行逮捕・genkou taiho・preso em flagrante

病院に搬送される・byouin ni hansou sareru・ser levado ao hospital

全員死亡した・zenin shibou shita・morreram todos

衝突する・shoutotsu suru・chocar-se

ブレーキ跡・bureki ato・marcas de freios





18/04/2011

CADEIRAS DE RODAS NO ÔNIBUS



Não foi a primeira vez que eu vi esta cena, mas todas as vezes que eu vejo, eu me admiro muito. Hoje, resolvi escrever e tentar passar para vocês um pouco de como é que um passageiro de cadeiras de rodas anda no ônibus aqui no Japão!

Estou eu sentado ao fundo do ônibus, sem a menor preocupação e a tensão que normalmente se tem quando se senta no fundo do ônibus no Brasil. De repente, o ônibus para no ponto e, da janela, vejo que são dois passageiros, um de cadeira de rodas e outro acompanhando. 

O ônibus para. O motorista desliga o motor. Na mesma hora, ele sai do seu assento e anda por dentro do ônibus. Em seguida, cheio de dedos, o motorista pede para que dois passageiros mudem de lugar pois ali era o espaço onde entraria a cadeira de rodas. Bom, quem senta ali já deve saber porque tem um adesivo avisando que se trata de assento preferencial. Mas mesmo assim o motorista pede com muita educação. Os passageiros mudam de lugar, sem reclamarem nem nada. Na mesmo hora o motorista dobra o assento que se encaixa direitinho na parede e lá estava um espaço enorme para acomodar a cadeira de rodas.

O problema agora é como a cadeira vai subir no ônibus!

Agora que são elas! Antes de deixar o assento, o motorista, já havia deixado a porta de trás aberta para a entrada dos dois passageiros. Normalmente, entra-se pela frente aqui em Tóquio. O motorista primeiro sai do ônibus, se abaixa diante do degrau e como num passe de mágica, faz surgir uma rampa que liga a calçada ao ônibus!!

A cadeira de rodas entra sem menor problema! E os dois se colocam no espaço apropriado. O motorista recolhe a rampa, guarda no compartimento especial, fecha e depressa, volta para o assento, liga o motor e o ônibus segue em frente! Todos os passageiros assistem à cena - inclusive eu - com muito respeito e sem ninguém estalar a língua ou fazer cara feia.

Eu fico impressionado, não sei se com a paciência do motorista, com a dedicação a este trabalho e ainda ter que levantar e arrumar tudo ou se com o respeito dos passageiro que em nenhum momento reclamam.
Detalhe! O ritual de parar o ônibus, desligar o motor, andar por dentro do ônibus, sair pela porta de trás, abrir a chavinha, tirar a rampa do compartimento, colocá-la de forma correta ligando a calçada ao ônibus, passar a cadeira de rodas, recolher a rampa, guardá-la no compartimento, fechar a chavinha e voltar para o assento e assumir de novo a direção... tuuuudo isso, se repete na hora em que o passageiro de cadeira de rodas, chega no ponto em que ele quer descer!

Tirar foto, claro, não tirei, mas achei na internet um vídeo da tal rampinha que fica guardada num compartimento especial bem no degrau da porta! Clique AQUI para ver!


VOCABULÁRIO・ボキャブラリー

CADEIRA DE RODAS・KURUMA ISU・車いす/車椅子



12/04/2011

QTD DE ENERGIA ELÉTRICA UTILIZADA PELA POPULAÇÃO É DIVULGADA NO SITE DO YAHOO JAPAN

A TEPCO - Tokyo Eletric Power Company - está divulgando no site da Yahoo! Japan a quantidade de energia elétrica usada pela população em algumas províncias. Não em todas! Afinal, para quem não sabe, não foi o Japão inteiro que sofreu terremoto e foi invadido por um tsunami e também não é o Japão inteiro que está com racionamento de energia.

Desculpe insistir nisso, mas é que ainda tem gente que não entendeu que em outras áreas do Japão está tudo perfeitamente normal! "Como se nada tivesse acontecido, eu não diria", porque devem estar tão preocupados como eu e vocês, e por se tratar de um mesmo país, mas que não sofreram nada e não estão na lista do racionamento de energia. Se bobear devem estar gastando horrores até...

Bom, mas vamos ao mais interessante!


東京電力の電力使用状況
SITUAÇÃO ATUAL DO CONSUMO DE ENERGIA DA TEPCO

毎時更新
ATUALIZADO POR HORA

情報提供
FONTE

使用量
QTD UTILIZADA

供給能力
CAPACIDADE DE ABASTECIMENTO

使用率
PORCENTAGEM UTILIZADA


A régua pode ser vista no site do Yahoo! Japan e que mostra a porcentagem de energia consumida pela população nas áreas onde foi planejado um racionamento em revezamento. A princípio, foram formados 5 grupos que ficariam sem luz durante 3 horas por dia.

Começou-se então uma campanha maciça para todos economizarem energia. Falavam para desligar as luzes nos cômodos onde não havia gente, para tirar da tomada os aparelhos que não estavam sendo utilizados e por aí vai. No começo, logo depois do terremoto, o tal do racionamento, que eles aqui chamam de 計画停電・KEIKAKU TEIDEN・BLECAUTE PLANEJADO, até estava organizadinho, mas depois, virou bagunça. Um dia avisavam que o grupo 3 não ficaria sem luz num dia. Depois, outro dia avisam que o grupo 3 ficaria sem luz durante as 3 horas marcadas, mas que o grupo 2 não ficaria sem luz. E chegaram ao cúmulo de um dia, repetirem o blecaute 2 vezes no mesmo dia para um só grupo. Conclusão: enquanto outros ficaram apenas 3 horas sem luz, um grupo X ficou 6 horas sem luz em um dia só!

Ultimamente, as pessoas têm estado mais conscientes em relação ao uso da energia e com isso, o consumo caiu bastante e como consequência, não está sendo necessário fazer o tal do "revezamento de racionamento de luz planejado". Mas o Governo já avisou que se o consumo voltar a subir, vai voltar tudo de novo. Tanto que os grupos ainda existem e estão lá, bem explicadinhos na mesma página especialmente construída para este  計画停電・KEIKAKU TEIDEN・BLECAUTE PLANEJADO.





Quero ver no verão! Aí que o bicho vai pegar! Bom, quem quiser ver o tal site e consultar o consumo de energia em tempo real, é só clicar AQUI!

11/04/2011

TREMOR DE ANIVERSÁRIO?!

"Logo hoje...". Foi o que mais se ouviu depois do terremoto de 7.1 que atingiu Fukushima agora no cair da tarde. Eu estava no trabalho. Detalhe: sétimo andar. Parecia tudo normal exceto pelo tempo nublado, ou melhor, pelo tempo feio, cinza e que mostrava que iria chover feio durante a noite. Uma colega do trabalho chegou a comentar que era assim que o tempo estava no dia 11 do mês passado.

Estava tudo muito bom, tudo muito bem, quando o meu celular tocou o alarme de terremoto. Nós ouvimos, mas ninguém se levantou ou entrou em pânico porque essa combinação de alarme e tremores já faz parte da nossa vida. O máximo que algumas pessoas fazem é perguntar onde foi o epicentro e qual a intensidade. mas nada mais de pânico. Algumas pessoas até se irritam com alarme pq dizem que só o alarme em si já causa uma certa aflição.

Mas desta vez o tremor parecia ser diferente. Quando todos sentiram que estava tremendo por muito mais tempo que os tremores nossos de cada dia, ninguém mais relaxou. Ficaram todos sérios, em silêncio e, a primeira reação foi um olhar para a cara do outro como quem dizia em um idioma comum: "Está demorando não está? É impressão minha ou está ficando mais forte? Ah não...será que vamos passar tudo de novo?!"...

...e enquanto nos olhávamos o treme-treme continuava até que ficou mais forte e tremia cada vez mais. As coisas no escritório já mexiam fazendo barulho e algumas pessoas já tinham se enfiado debaixo da mesa, enquanto outras - como eu - já estavam se vestindo como quem está atrasado para sair de casa e cataram suas bolsas e, deixando computador ligado e tarefas diárias para trás, seguiram em direção à única porta de saída. Os mais calmos procuravam simplesmente acalmar a situação e diziam: "Pronto! Passou!", "Pronto! Está fraco agora...". Mas mesmo esses, estavam de pé diante de suas mesas.  As pessoas continuam embaixo da mesa e outras - como eu - de pé, longe da sua mesa e vestido já para ir embora e mais próximo da porta.

Até que parou. Parou digo, mais ou menos. Porque ficava balançando lentamente. Tanto que as pessoas procuravam confirmar: まだ揺れてるよね?/ "Ainda está balançando né?". Faltava pouco mais de 1 hora para encerrarmos o expediente, mas mesmo depois de termos todos voltado ao lugar, ninguém mais conseguiu fazer o trabalho com calma e todos procuravam informações na internet de onde e como havia sido o terremoto, epicentro e afins, enquanto outros, insistiam em querer usar o celular...mas nada...já não conectava mais...SMS tbm não ia...

A preocupação agora era primeiro se haveria outro terremoto em seguida e depois, como voltaríamos para nossas casas. Tinha gente já preocupada em ter que fazer o mesmo percurso da outra vez e chegar em casa de pois de caminhar por ruas e ruas por cerca de 5 horas ou mais.

Todos buscavam informações sobre suas linhas de trem. A minha parecia estar bem. Mas não estava. Deu a hora, e saímos todos e o assunto foi só esse. "Logo hoje...", diziam uns aos outros do mesmo andar e até com funcionários dos outros andares, nos elevadores ou nas escadas do prédio. Cada um contando como foi a reação das pessoas no seu próprio andar...

Eu segui meu caminho normal. Tomei o trem, mas, quando troquei de linha como sempre faço, descobri que a segunda metade do meu trajeto até em casa eu não teria como fazer porque não havia trens. Estavam parados e por isso, mais uma vez, quando desci do trem, a plataforma estava botando pelo ladrão! Gente! Gente! Gente! Era muita gente!

Os painéis eletrônicos, onde mostram informações sobre os trens e os horários estavam pretos! Tudo apagado! Não tinha como saber qual era o próximo trem, se era expresso, se não era...nada! O negócio era descer do trem, sair na plataforma seguir o fluxo. O rio de gente descia pelas escadas porque do andar debaixo sairia um trem pinga-pinga que atenderia a maioria das pessoas. Mas eu só fiquei na plataforma. encostado na parede, esperando o fluxo de gente baixar de alguma forma. Eu sabia que se eu fosse atrás deles, ou eu ficaria de pé na plataforma lotada ou ficaria no meio do caminho da escada, porque entrar no trem, acho que eu só entraria depois de passados 3 ou 4 trens.

Portando, resolvi ficar na plataforma que eu desci do trem. Foi aí que eu dei graças a Deus por entender japonês. O nipotiozinho de repente anunciou no alto-falante que chegariam ainda mais dois trens como o meu, ou seja, com ponto final ali naquela estação mesmo, mas que um terceiro viria logo depois e seguiria o trajeto normal, ou seja, até a minha casa!!! Quem captou a mensagem deu meia volta e começou a formar fila! Eu como estava lá já e captei na hora a msg na hora, fiquei em primeiro da fila. 

Estava eu lá, tranquilão, na frente da fila que já estava quilométrica e comendo meu chocolate "emi-emi", quando de repente...

... as pessoas começam a olhar para as placas e painéis eletrônicos presos no teto e quando eu olhei, estavam balançando lentamente. Era um tremor. E começou a balançar, balançar...até que POW! ...parecia que alguém havia dado um soco na plataforma por baixo ou sei lá, na hora imaginei que era o Godzila que tentou sair no meio de todo mundo na plataforma mas não conseguiu abrir um buraco e deu com a cabeça no solo, mas sem romper ...e nessa hora, todos tiveram a mesma reação. Foi só aquele coro de: "uuuuooou!"

...mas não houve pânico.

Cheguei em casa quase 10 da noite (qdo normalmente chegou umas 19h, 19h30), debaixo de chuva....como se não bastasse...já contactei a minha família no Brasil porque sabia que logo logo iria sair no noticiário no Brasil que "um terremoto abalou O Japão (inteiro!)". Depois, tomei um banho relâmpago, comi qualquer coisa e sentei para escrever este post...

Não quero ver jornal e nem imaginar como devem estar as pessoas em Fukushima. Vou só rezar por elas hoje. Mas ver o jornal, não vou...É isso aí. Não sou muito de diários, mas achei que gostariam de saber como foi nossa segunda-feira em Tóquio, justamente hoje, depois de passado 1 mês do grande terremoto.

Quero ver quem vai dormir bem hoje....

08/04/2011

JOGO DA SOLIDARIEDADE NO JORNAL JAPONÊS

Gostei de ler no jornal daqui do Japão, o Asahi, sobre o Jogo da Solidariedade realizado no Paraná no último dia 7 de abril em prol das vítimas do terremoto e das enchentes no Brasil.


JAPONÊS・日本語

ジーコ、ドゥンガ…元Jリーガーらブラジルで慈善試合

東日本大震災の被災者らを支援しようと、サッカーのジーコ元日本代表監督やJリーグの経験者らのブラジル人選手が7日、ブラジルのパラナ州で慈善試合をした。主催した同州などが「往年のスター選手の活躍を見て、被災者を助けよう」と呼びかけた。

 地元メディアによると、入場料は20レアル(約千円)で、36万9千レアル(約2千万円)の収益があった。義援金として6割が日本の被災者に、4割は地元の洪水被災者に贈られる。ジーコさんのほか、アルシンドさん、元ブラジル代表監督のドゥンガさん、ロマリオさんらが参加。ジーコさんは「アルシンドから被災者を救おうと電話があり賛成した。日本人はきっと困難を乗り越えられる」と語った。(リマ=平山亜理)


VOCABULÁRIO・ボキャブラリー


被災者・hisaisha・vítima de catástrofe

支援・shien・ajuda, auxílio

サッカー・sakkaa・futebol

ジーコ・jiiko・Zico

元日本代表監督・moto nihon daihyou kanntoku ・ex-técnico da seleção japonesa

ブラジル人・burajirujin・brasileiro

パラナ州・paranashuu・(Estado do)Paraná

慈善試合・jizen shiai・partida beneficente

地元メディア・jimoto media・

入場料・nyuujouryou・ingresso, entrada

義援金・gishien・doação (em dinheiro)

洪水被災者・kouzui hisaisha・vítima de enchente

02/04/2011

CANTORA JAPONESA QUE VIVENCIOU TERREMOTO DE KOBE ACOMPANHA NOTÍCIAS DE FORA DO JAPÃO

Quem é leitor do blog já deve conhecê-la! Ela foi a primeira personagem a ilustrar a seção Gente Muito Japão! Isso mesmo! Estou falando de Mako Tanaka, a cantora japonesa que vive no Brasil há 10 anos (mais precisamente na minha cidade natal, o Rio de Janeiro)! 




Nesta Entrevista Exclusiva, vamos ver como é uma japonesa acompanhar, de longe, tudo o que está acontecendo no seu próprio país. Como ela vê a transmissão dos fatos no Brasil? E como ela se sente ao rever um grande terremoto no Japão depois de ela mesma, ter vivenciado o grande terremoto de 7.2 graus na escala Richter que destruiu a cidade de Kobe, em janeiro de 1995.





Como ficou sabendo do terremoto que ocorreu no Japão?

Por telefone. Uma amiga minha me ligou de manhã, no dia em que ocorreu o tsunami e o terremoto. Ela me perguntou: "Você tá sabendo o que que tá acontecendo no Japão agora ?".  Eu fiquei tremendo e perguntei: "O quê ? O quê ?" Ela só falou para eu ligar a televisão. Foi aí que eu vi o jornal transmitindo aquela tragédia horrível.


Você tem parentes ou amigos nas regiões afetadas?

Não tenho parentes, mas tenho amigos nas regiões afetadas e logo me lembrei deles e fiquei muito preocupada.


Se sim, tem notícias deles?

Sim, já consegui saber que eles estão bem.


O que está achando da transmissão dos fatos no Brasil?


Achei meio esquisito, eles enfatizarem tanto, dizendo que o povo japonês todo tem kit de sobrevivência contra terremotos e em todas as casas. Também elogiam muito os japoneses e dizem que o povo japonês é muito organizado e tem muita paciência. 

Dizem que os japoneses são "educados" desde cedo a se protegerem

do terremoto, isso é verdade? 

É verdade, desde pequeno, a gente tem treinamento na escola para se proteger em caso de terremoto e incêndio. Aliás, mesmo depois de adultos, algumas prefeituras organizam treinamentos desse tipo e muitas empresas também fazem.



Você acha que faz diferença?

Claro! Se você não aprende, na hora, você fica muito mais nervoso e acaba fazendo muita coisa errada.



Como você se sente vendo que uma grande catástrofe aconteceu no 
Japão novamente?

Esta vez é pior do que aconteceu o terremoto de Kobe. Lamentável, mas a gente aprende muita coisa com esse sofrimento. Naquela época, aprendemos muito, mas temos que aprender mais coisas ainda para melhorar a vida das pessoas no Japão. De repente eu pensei: "Mas por que que isso tinha que acontecer no Japão de novo?" Aí resposta veio a resposta, mais ou menos assim: "Porque a natureza precisava gritar e alertar novamente o Japão de alguma forma. Infelizmente".

Poderia descrever as lembranças que tem do terremoto de Kobe? 

(Sinta-se livre para não responder, se não quiser.)

Quando aconteceu o terremoto lá em Kobe, eu me lembro que eu estava na cama dormindo e de repente começou a balançar tudo e eu levantava da cama 90°, mesmo seu eu querer. O meu corpo pulava sozinho, várias vezes! E ouvia um barulho, tão forte que achei que o mundo estava acabando. Imediatamente começou a aparecer na minha cabeça todos os rostos da minha família, minha mãe, meu pai, meus irmãos e dos amigos e colegas. Era um a cada segundo e eu com aquela sensação de "vou morrer agora". Foi horrível, pois eu estava sozinha em casa e queria sair, mas não conseguia sair, porque a porta não abria! Mas eu chutava, chutava e, quando finalmente abriu a porta, eu desci correndo pela escada e saí pra rua de pijama e tudo! Lembro que meu desespero era tanto que eu abracei uma senhora que nunca tinha visto na minha vida e chorei, chorei muito. Nem sei o que dizer. Sei que foi uma senseção tão horrível... e nunca imaginei que isso fosse acontecer novamente no Japão e pior, mais forte e com mais vítimas. Eu lamento muito. 




1. Para relembrar a entrevista da Mako para o Gente Muito Japão, clique AQUI.

Mako no Mulheres de Chico


MAKO no Exalta Rei!

2. Quem quiser conhecer um pouco mais do trabalho da Mako, pode fazer uma visita o site pessoal da cantora: http://www.makobrasil.com/

3. Por falar em Mako, ela também gravou um vídeo com a música que deu muito o que falar esta semana: 上を向いて歩こう・UE WO MUITE ARUKO. Com vocês, o grande sucesso da música japonesa na voz de Mako! どうぞ!